[Resenha] A maldição do carneiro de ouro – Thiago Lee

0
[Resenha] A maldição do carneiro de ouro - Thiago Lee
Capa do livro, formada por várias ilustrações que se unem como que costuradas uma nas outras. No topo parte do rosto de três pessoas, no centro um fundo preto com o titulo do livro, e uma mão segurando uma tocha de chama azul. Abaixo, no canto direito, uma figura de orelhas pontudas, olhar agressivo, carregando nas costas um saco com um braço saindo deste.

Bia tem 13 anos e muitos problemas. As provas estão acontecendo, mas a garota não consegue se concentrar pois não dorme direito e, além disso, seus pais estão brigando com frequência. Quando faz amizade com Caiena, a garota nova na escola, Bia descobre que está sofrendo com A Maldição do Carneiro de Ouro.

A Catadora de Lendas

Caiena faz parte de uma família de Catadores de Lendas, pessoas que conhecem e sabem lidar com todo tipo de assombração. Com seu conhecimento, ela logo percebe que Bia está sofrendo com um problema sobrenatural e resolve ajudá-la.

Bia e seu melhor amigo Douglas tem dificuldade de aceitar que lendas urbanas são na verdade bem reais, mas depois de enfrentar um desses seres, eles unem forças para acabar com a maldição que atormenta Bia.

É muito mais fácil enfrentar os próprios medos quando não se está sozinha. Era bom estar entre amigos.

Experiências

Além da trama envolvendo a maldição em si, o livro nos proporciona uma visão da vida desses amigos, onde todos estão enfrentando problemas mais terrenos. Bia e seus pais não conseguem se comunicar direito, o que torna ainda mais difícil lidar com as brigas constantes dentro de casa.

Caiena sente o peso da responsabilidade de ser uma catadora de lendas, enquanto Douglas enfrenta a doença de um ente querido. Sendo assim, é bom acompanhar o aprendizado deles ao longo do livro e ver como o apoio mútuo os ajuda a lidar com essas experiências.

Cuidado com o papa-figo!

Além da história cativante, outra fator que me agradou muito neste livro foi me ver representada nele. Nasci e cresci no interior de Alagoas e alguns anos atrás me mudei para Aracaju. Foi uma experiência maravilhosa ler uma história se passando no bairro aqui do lado, com personagens falando como eu falo e apreciando um belo cuscuz. Várias vezes me peguei rindo com as conversas entre os personagens pois é daquele jeito mesmo que converso com os meus amigos.

Adorei a forma como o Thiago juntou diversas lendas da nossa cultura numa trama coerente, onde tudo se amarra bem no final. Quando eu era criança, morria de medo do papa-figo e da pisadeira (que eu conhecia como Pesador).

A maldição do Carneiro de Ouro

Embora seja um livro curto, temos tempo de conhecer bem os personagens principais e se apegar a eles. Além disso, os personagens secundários sempre acrescentam algo relevante para a trama. Também gostei muito como a representatividade foi usada na história de forma bastante natural.

Enfim, A Maldição do Carneiro de Ouro proporciona uma leitura leve e agradável, cheia de referências à nossa rica cultura popular. Com certeza o leitor vai se divertir com esse grupo de amigos enfrentando monstros, assombrações e os percalços da vida.

Nota

Cinco selos cabulosos. A maior nota do site.
Cinco selos cabulosos. A maior nota do site.

 

 

 

 

Garanta a sua cópia de “A maldição do Carneiro de Ouro”!

Ficha Técnica

Não se esqueça de adicionar no seu Skoob!

Título: A maldição do carneiro de ouro
Autor: Thiago Lee
Editora: Agência Página 7
Ano: 2020
Páginas: 127
ISBN: B08H1QSXVK
Sinopse: Preocupada com as brigas dos pais em casa e com a dificuldade em passar de ano, a última coisa de que Bia precisa é ser atormentada por criaturas sobrenaturais. A garota sequer faz ideia de com o que está envolvida quando conhece Caiena, uma aprendiz de catalendas que se compromete a ajudar a amiga a enfrentar uma maldição e seres assustadores.

Visitando lendas urbanas, as duas irão atravessar o estado de Sergipe e se unir a Douglas, amigo de infância de Bia, para descobrir a origem do agouro que atormenta a vida da garota antes que seja tarde demais. Será que vale a pena arriscar tudo pela realização do maior desejo de Bia?