[Resenha] O Amor Não É Óbvio – Elayne Baeta

0
[Resenha] O Amor Não É Óbvio – Elayne Baeta
Montagem com a capa da obra. No centro a capa, com uma ilustração de duas pessoas com roupas escuras, um fundo com céu roxo, um sol vermelho alaranjado. E o título "O Amor Não é Óbvio."

Íris tem 17 anos e está prestes a ser formar no 3° ano. Tudo ia tranquilo na sua vida, a maior emoção que ela tinha era assistindo a novela na casa de sua vizinha idosa. Entretanto tudo muda quando Cadu Sena, seu eterno crush, fica solteiro. Quem sabe essa era a chance pela qual Íris estava esperando! Mas antes ela queria entender melhor esse término repentino e resolve investigar Édra Norr, a garota com quem a ex do Cadu estava ficando. Em O Amor Não É Óbvio acompanhamos as descobertas da jovem Íris nesse período tão conturbado da vida.

Autodescoberta

Ao longo da investigação, Íris descobre muito mais sobre ela mesma do que sobre Édra, a menina charmosa e misteriosa que conquistou a garota mais popular do colégio. De fato, o que eu mais gostei na leitura foi acompanhar a jornada de autodescoberta da Íris.

Vivendo num mundo sobretudo heteronormativo, ela nunca havia sequer cogitado a possibilidade de que ela poderia gostar de garotas. E durante a história, ao passo que seu interesse pela Édra aumenta, cresce também a confusão dela com relação a esses sentimentos.

Sem dúvida é importante ler um livro tão sincero sobre essa questão. Inegavelmente que ele será significativo para muitas meninas que estão nessa fase, afinal representatividade é essencial nesse processo.

Além disso, a relação que ela vai desenvolvendo com Édra é muito bacana e eu adorei acompanhar. É um romance saudável e divertido. Bem como a forma como a autora fala sobre sexo e sexualidade que é muito positiva, sendo essa mais uma questão importante de ser tratada em um livro para jovens.

Personagens

Além da Édra e do Cadu, ainda somos apresentados a Poliana e Dona Símia, as melhores amigas, e a família da Íris. Contudo, como a narrativa é em primeira pessoa, a medida que Íris vai ficando mais e mais interessada pela Édra, as outras relações passam a ficar em segundo plano e os outros personagens perdem espaço na narrativa.

Mas, de qualquer forma, os personagens secundários também acrescentam diversidade à história de uma forma leve. E, sem perceber, a gente se pega torcendo para outros casais dentro da trama também.

Literatura nacional de qualidade

Outra coisa que chama a atenção tanto quanto a temática da descoberta da sexualidade é  ambientação. A história parece se passar por volta do início dos anos 2000, em uma cidade fictícia do interior do Brasil. Mesmo que a época e a localização não sejam definidos, através das descrições é fácil identificar.

Como alguém que passou pela adolescência exatamente nessa época, a identificação foi imensa. O computador que a Íris usava, a comunicação com os amigos e vários outros elementos me fizeram recordar daquela época. Além disso, há a questão dos aspectos culturais típicos de uma cidade do interior que são importantes para a trama e que acrescentaram ainda mais pontos de identificação para mim.

Por fim, eu confesso que gostaria que o livro fosse um pouco menor, pois chegou um momento que eu estava aflita para que o beijo das duas acontecesse e nada. Mas é uma leitura tranquila e o tempo voava quando eu estava lendo. A narração da Íris é irônica e bem humorada, o que torna O Amor Não É Óbvio uma obra bem gostosa de ler.

Nota

Quatro selos cabulosos. A nota mais alta são 5 selos cabulosos.
Quatro selos cabulosos. A nota mais alta são 5 selos cabulosos.

 

 

 

 

Garanta a sua cópia de O Amor Não É Óbvio e boa leitura!

Ficha técnica

Não esqueça de adicionar ao seu Skoob!

Nome: O amor não é óbvio
Autor: Elayne Baeta
Edição: 1ª
Editora: Galera Record
Ano: 2019
Páginas: 534
ISBN: B081J98B4G
Sinopse: Íris tem 17 anos e está viciada na novela Amor em atos. Ela assiste a todos os episódios ao lado de sua vizinha de 68, Dona Símia, que se tornou sua segunda melhor amiga. É claro que Poliana, que ocupa o primeiro lugar, não pode nem sonhar com isso! Além de ser extremamente ciumenta, Polly anda muito preocupada com a completa falta de interesse de Íris por tudo o que julga prioritário: a festa de formatura e perder a virgindade.

Mas isso está prestes a mudar: Cadu Sena, o menino mais gato do colégio São Patrique e sua paixão platônica, finalmente está solteiro. Essa é a chance de Íris. Mas antes ela precisa entender o que levou a namorada de Cadu a deixá-lo por uma garota, Édra Norr. Seria o corte de cabelo moderno? Os olhos castanho-escuros? A postura levemente torta? Os pelinhos na nuca? O talento musical?

Montada em sua biclicleta Íris vai cruzar São Patrique na missão científica de descobrir tudo sobre Édra, e não vai demorar para se enredar também nos encantos… da garota! Realmente, o amor não é nada óbvio.