[RESENHA] A Rainha Branca – Philippa Gregory

0
[RESENHA] A Rainha Branca – Philippa Gregory
Recorte da capa do livro, um fundo escuro com o título do livro em amarelo, e logo abaixo o nome da autora em branco. Abaixo o texto: "Autora de A Irmã de Ana Bolena". Na lateral algunns ornamentos em bege. No canto inferior direito o selo da editora Record

A série “A Guerra dos Primos” da autora Philippa Gregory vai recontar a história da Guerra das Rosas através da perspectiva feminina, mostrando que essas mulheres, muitas vezes as rainhas, não ficavam apenas em casa escondidas e esperando que os homens voltassem das batalhas. Elas travavam guerras próprias. Em A Rainha Branca, primeiro volume dessa série, vamos acompanhar Elizabeth Woodville que se tornou rainha de Edward IV sem o apoio da corte, dos aliados do rei e sendo ela própria de uma família inimiga.

A Casa de York

Para quem não lembra, A Guerra das Rosas foi o período em que as Casas Lancaster e York disputavam a coroa da Inglaterra. No início do livro, Edward acabou de tomar o trono e ainda está estabelecendo sua corte. É nesse clima ainda instável que Elizabeth, uma viúva de uma casa partidária aos inimigos, conhece o jovem rei que vai contra todos os acordos e conselhos e a torna rainha.

A primeira parte do livro nos mostra essa chegada de Elizabeth na corte e tudo que ela faz para garantir sua segurança e de sua família, com a coroa constantemente ameaçada tanto pelos Lancaster quanto pelos próprios aliados da casa York. É sem dúvida o mais gostoso de se acompanhar, ir conhecendo cada personagem e como Elizabeth e sua mãe montam uma rede de proteção para a família como se estivessem jogando xadrez.

Aliás, a rainha e sua mãe, Jaqueline, são o grande destaque do livro e as melhores personagens. Aqui a autora as considera descendentes de Melusiana, uma divindade das águas que transmite às mulheres de sua família dons de visão e magia. As duas usam de seus poderes para alcançar seus objetivos, então fica sempre aquela dúvida, será que elas realmente têm poder? Seus feitiços funcionaram ou foi tudo uma coincidência? Nada é totalmente confirmado no livro, mas o clima místico com certeza traz um charme muito maior para essa história.

Jaqueline é sábia e já viu muito desse mundo, tendo feito parte da corte quando jovem, ela entende todas as articulações que devem ser feitas nesse ambiente, guiando a filha que começa como uma mulher apaixonada que deseja estar ao lado do marido, mas vai percebendo ao longo do caminho a necessidade de proteger a si mesma e sua família.

Pouco além da metade, o livro ganha uma barriguinha, pois começamos a acompanhar uma série de batalhas de Edward para defender seu trono e considerei essas partes meio cansativas, eu só me importava com o resultado dessas lutas, não com elas em si, mas até aí, é questão de gosto pessoal.

Mas é bom?

Sim! Além de ter uma escrita fluida, a história nos prende mesmo que você saiba o desenrolar da vida real. O clima que Philippa Gregory trouxe para esse livro, com essas pitadas de magia, enquanto vai mostrando possibilidades para mistérios que não se tem certeza na História (afinal, o que aconteceu com os príncipes da Torre?) tornam essa uma leitura que nos encanta, especialmente se você já se interessa por histórias verdadeiras de reis e rainhas.

Ps: Os livros dessa série podem ser lidos de forma independente, sendo cada um protagonizado por uma mulher importante nessa história. A Rainha Branca foi o primeiro publicado, porém o segundo na ordem cronológica.

A série em ordem cronológica de acontecimentos:

01 Senhora das águas

02 A Rainha Branca

03 A Rainha Vermelha

04 A Filha do Fazedor de Reis

05 A Princesa Branca

Nota

4 selos cabulosos

Garanta a sua cópia de A Rainha Branca e boa leitura!

Ficha Técnica

Não se esqueça de adicionar no seu SKOOB

Título: A Rainha Branca ( Guerra dos Primos 02 em ordem cronológica)
Autora: Philippa Gregory
Tradução: Ana Luiza Borges
Editora: Record
Ano: 2012
Páginas: 434
ISBN:9788501089724
Sinopse: Irmãos e primos lutam entre si para conquistar o trono da Inglaterra neste fascinante relato da Guerra das Duas Rosas, o conflito que opôs a Casa de Lancaster, cujo símbolo é uma rosa vermelha, à Casa de York, representada pela rosa branca. Em meio à guerra, a viúva Elizabeth Woodville desperta a atenção do jovem rei Eduardo IV, e os dois se casam em segredo.
Rainha em um país instável, Elizabeth se vê enredada nas intrigas da corte, ao mesmo tempo em que luta pelo êxito de sua família e precisa enfrentar inimigos poderosos, como os irmãos do rei.
A Rainha Branca é o primeiro volume da série A Guerra dos Primos, que relata a ascensão da dinastia Tudor ao poder.