[Resenha] Nimona – Noelle Stevenson

[Resenha] Nimona – Noelle Stevenson
Recorte da capa. Fundo verde escuro, com alguns animais desenhados em traço verde claro nas laterais. No centro o título: "Nimona", logo abaixo uma faixa bege com o nome da autora em vermelho: "Noelle Stevenson". Na base, o texto: "Tradução de Flora Pinheiro"

Você vai querer ser amigo da Nimona.

A vontade de procurá-la nas redes sociais ou ver se ela tem um canal no YouTube surgirá naturalmente. Você vai querer contar sobre o seu dia, vai perguntar a opinião dela sobre coisas bobas e importantes e até arrisco dizer que vai ficar morrendo de vontade de confidenciar alguns segredos para a personagem criada pela Noelle Stevenson.

A HQ premiada tem um carisma juvenil (graças a todos os personagens) aliado a uma leveza que faz sorrir. E quando digo leveza, não estou falando de algo simplista, raso ou sem impacto. A leveza está em não querer carregar nenhum fardo. A autora não tenta reinventar a roda, mistura elementos/universos distintos e sabe rir de conceitos clássicos da cultura pop.

Por que todo mundo não é como a Nimona?

A atitude despojada da obra começa com a Nimona, a protagonista. No começo parece que a personagem sabe que está vivendo uma história de vilão versus herói, e isso não transforma a obra em algo metalinguístico. Ao contrário, a HQ utiliza um bom tom de humor enquanto brinca com os clichês. Em meio a tudo isso não há espaço para o desinteressante porque a personalidade da protagonista é cativante.

Nimona sempre está cheia de energia e querendo fazer algo. Fala o que pensa sem ser grosseira, tem um desejo muito incomum (faz de tudo para alcançá-lo), tem uma certa inocência de que pode conseguir tudo (coisas de adolescentes) e faz o seu companheiro perder a cabeça. Todas essas características, que tem como base a sinceridade, unida ao humor na dose certa e clima aventureiro tornam a obra divertida. Se parasse por aqui a HQ já possui vários elementos para um grande sucesso. Mas a autora dá um passo adiante.

É bom ver alguém se arriscar

O se arriscar está presente na simbiose perfeita entre fantasia e alta tecnologia. Magia e dragões dividem um mesmo cenário com raios lasers. Os traços de Noelle Stevenson e elementos da narrativa não só tornam essa junção interessante como também verossímil. E já que citei a narrativa, vale a pena mencionar que ela ganha camadas de crítica social. A autora usa a metáfora para discutir a fase de transformação e busca da identidade na adolescência e é explícita em sua crítica ao autoritarismo. A obra merece elogios por exercer uma função social. Porém, a autora vai além. Ela trabalha com sutileza, com carinho, para falar da complexidade do ato de amar e levanta uma bandeira contra o preconceito.

Amor é fácil e relacionamento é difícil?

Gosto dos relacionamentos complicados. Pode ser um clássico Romeu e Julieta, em que o mundo inteiro parece ser contra uma união. E pode ser também Danna e Kvothe (O Nome do Vento), que são personagens quebrados, com um passado obscuro, e precisam aprender a lidar com eles mesmos antes de viver um grande amor. Na HQ há algo que está mais relacionado com segunda opção. Fui aos poucos percebendo que dois personagens se gostavam e que queriam viver juntos, mas precisavam resolver algo dentro de si. Enfim, gostei da construção sutil e madura e torci para o casal.

Alguém que se diverte

Em vista da proposta da autora e o que foi entregue, não vi defeitos. É difícil encontrar uma obra que não tenha um defeitinho. Aos meus olhos, essa não tem. E qual o segredo por trás disso?

Senti que a autora estava se divertindo com a sua história. Isso se torna evidente em Nimona, em seu poder cheio de criatividade e nos momentos “bobos” da protagonista com o seu companheiro.

Nas primeiras páginas quis uma animação, no meio queria vários e vários volumes e no final só desejei ser amigo dessa doidinha.

Se você terminar de ler essa HQ vai sentir saudade da Nimona.

Nota

5 selos cabulosos

Garanta seu Nimoma no link abaixo e boa leitura!

logo da “amazon” em preto num fundo amarelo

Ficha Técnica

Não esqueça de adicionar ao seu Skoob

Nome: Nimona
Autor: Noelle Stevenson
Tradução: Flora Pinheiro
Edição:
Editora: Intrínseca
Ano: 2016
Páginas: 272
ISBN: 9788580579024
Sinopse: Nimona é uma metamorfa sem limites nem papas na língua, cujo maior sonho é ser comparsa de Lorde Ballister Coração-Negro, o maior vilão que já existiu. Mas ela não sabia que seu herói possuía escrúpulos. Menos ainda uma deliberada missão. Até conhecer Nimona, Ballister fazia planos que jamais davam certo. Felizmente, a garota tem muitas sugestões para reverter esse quadro. Infelizmente, a maioria envolve explosões, sangue e mortes. Agora, Coração-Negro não só tem que enfrentar seu arqui-inimigo e ex-amigo, o célebre e heroico Sir Ambrosius Ouropelvis, mas também impedir que a fiel comparsa destrua todo o reino ao tentar ajudá-lo.

Uma história subversiva e irreverente que mistura magia, ciência, ação e muito humor sobre camadas e mais camadas de reflexão – entre uma batalha e outra, é claro.