Falha Crítica 253 – Série Cobra Kai

0
Falha Crítica 253 – Série Cobra Kai
Vitrine do podcast Falha Critica. Imagem da série, com dois homens um de frente ao outro, um com roupas comuns, outro com roupa de karate, pretas. Ao fundo, dois jovens com roupa de luta, claras, e na parede o símbolo da Cobra Kai. Na lateral direita, faixa vertical escrito "Podcast Falha Critica" e o número da edição: 253.

Hoje é dai de maldade! Nada de Daniel e seu “golpe da garça”,  hoje é dia de karate Cobra Kai!!! Edu e Ricardo se reúnem para falar sobre a primeira e segunda temporada dessa série que é uma homenagem (ou não?) para o clássico Karate Kid.

A série se passa após mais ou menos 30 anos dos acontecimentos do primeiro filme (1984), trazendo novamente Daniel Larusso e Johnny Lawrence em uma disputa. Os antigos rivais irão se enfrentar na vida adulta, mas vai muito além do tatame: ambos mudaram muito com a passar das décadas.

Cobra Kai veio para mudar

Aliás, essa mudança foi uma grande surpresa na série e agradou uns e desagradou outros. Quem gostava do maniqueísmo dos filmes pode ficar desapontado com algumas reviravoltas e outras facetas que os personagens apresentam. Nesta série, o espectador verá que existem outros lados da história e as coisas não são tão simples quanto eram antigamente…

No entanto, podem ficar sossegados, pois as artes marciais ainda são o foco de Cobra Kai. Será que as coreografias melhoraram após todos esses anos? Será que os o karate deles está melhor? E como será que Daniel-San irá se virar agora sem o professor Miagi para lhe orientar?

Lembrando que nesse episódio serão discutidas as 2 temporadas.

Atenção!

Para ouvir basta apertar o botão PLAY abaixo ou clique em DOWNLOAD (clique com o botão direito do mouse no link e escolha a opção Salvar Destino Como para salvar o episódio no seu pc). Obrigado por ouvir ao Covil de Livros.

Apadrinha a gente!

Sendo padrim do nosso parceiro podcast Perdidos na Estante e você também apoia o site Leitor Cabuloso. Assim você garante que tenhamos como alimentar o Otto (nosso monstro do fosso) e pagar a manutenção da ponte levadiça. Combinado? Paga a entrada do Perdidos no Covil!

Nos siga nas nossas redes sociais