A Paciente Silenciosa – Alex Michaelides

0
Recorte da capa do livro, em primeiro plano o titulo "A Paciente Silenciosa" em vermelho, no fundo, metade de cima de um rosto feminino quase imperceptivel em uma tela de pintura.

Há seis anos Alicia Berenson foi presa por um crime brutal do qual ela não falou nada, nem mesmo para se defender. Desde então se encontra em tratamento em uma clínica psiquiátrica, mas sem melhora. Não é que ela não possa falar, ela não quer. Theo Faber, um psicoterapeuta forense, acompanhou o caso desde o início e está convencido de que pode ajudar Alícia e descobrir o motivo de seu silêncio.

Esta resenha está totalmente livre de spoilers.

Um Thriller diferente

O livro A Paciente Silenciosa não apresenta aquele tipo de narrativa em que um detetive, seja policial ou amador, sai em busca de pistas para desvendar um mistério. Aqui temos o diário de Alícia que escreve sobre seu dia a dia, meses antes do crime que ela supostamente cometeu. Em paralelo, no presente, acompanhamos Theo Faber, que começa a trabalhar no hospital em que Alícia está internada. Claro que em suas tentativas de fazê-la falar, Theo investigará a vida de Alícia e as pessoas que a cercavam, porém o viés aqui é bem mais psicológico.

Este é um dos pontos positivos do livro: Theo está sempre analisando os comportamentos, dele e dos outros, por uma perspectiva psicológica, muito analítica e clínica. Inclusive gostaria de saber a opinião de um psicólogo sobre os métodos e reflexões sobre terapias presentes nesse livro. Com certeza foi um dos aspectos de que mais gostei.

Mas o que sempre esperamos de um livro de mistério é um desfecho inesperado. Sempre que escutava algo sobre esse livro, era como seu final era surpreendente, mas confesso que estava bem cética. Afinal, sou criada à base de Agatha Christie, mesmo que não descobrisse o final, não me surpreenderia. Porém fico muito feliz em dar o braço a torcer e dizer que o final de A Paciente Silenciosa é surpreendente sim! Quando tudo é revelado, fiquei uns dois minutos olhando para a página enquanto meu cérebro processava a informação e deixava todas as peças se encaixarem.

Mas A Paciente Silenciosa é bom?

Apesar de seu final ter uma ótima reviravolta e deixar a gente com aquele gostinho de alegria por termos sido pegos de surpresa, a narrativa de A Paciente Silenciosa é bem mediana. Não é ruim, mas não é nada que nos deixe arrebatados pela escrita ou pelos acontecimentos. Os capítulos bem curtos ajudam para que a leitura flua, além de o autor ter levado a trama de forma direta, sem tantas voltas sobre suspeitos que não levam a nada. Esse é um livro muito bom para quem quer uma história rápida, com alguns pontos de discussão interessantes e claro, um ótimo final.

Nota

3 selos cabulosos e meio

Garanta seu exemplar no link abaixo e boa leitura!

logo da “amazon” em preto num fundo amarelo

Ficha Técnica

Não esqueça de adicionar ao seu Skoob

Nome: A Paciente Silenciosa
Autor: Alex Michaelides
Tradução: Clóvis Marques
Editora: Record
Ano: 2019
Páginas: 350
ISBN: 9788501116437
Sinopse: Um assassinato, uma verdade oculta. As raízes do silêncio são muito mais profundas do que se pode imaginar.

Alicia Berenson escreve um diário para colocar suas ideias em ordem. Ele é tanto uma válvula de escape quanto uma forma de provar ao seu adorado marido que está bem. Ela não consegue suportar conviver com a ideia de que está deixando Gabriel preocupado, de que está lhe causando algum mal. 

Alicia Berenson tinha 33 anos quando matou seu marido com cinco tiros. E nunca mais disse uma palavra. O psicoterapeuta forense Theo Faber está convencido de que é capaz de tratar Alicia, depois de tantos outros falharem. E, se ela falar, ele será capaz de ouvir a verdade?