Minha versão de você – Christina Lauren

0
Recorte da capa do livro. Ilustração de um céu noturno roxo-azulado estrelado. No topo, em branco, o titulo: Minha versão de você. Abaixo do titulo uma estrela cadente, logo abaixo a silhueta de duas pessoas de mãos dadas

Em Minha versão de você, acompanhamos o jovem Tanner, um garoto bissexual. Sua família o aceita como ele é, mas mesmo assim ele precisa esconder de todo o resto da cidade sua sexualidade. Afinal, ele mora numa cidade pequena com uma das maiores concentrações de Mórmons por metro quadrado do estado de Utah. Ele não vê a hora em se formar e ir fazer faculdade em outra cidade onde ele não vai precisar esconder quem ele é. Porém, faltando apenas quatro meses para o fim das aulas, ele conhece Sebastian e tudo se complica. O que fazer quando se apaixona pelo filho do pastor mórmon?

Pseudônimo

Christina Lauren é na verdade um pseudônimo. O livro é escrito por duas autoras: Christina Hobbs e Lauren Billings. As duas se conheceram em 2009 escrevendo fanfics online e escrevem juntas desde de 2010.

Elas já tem dezenas de livros publicados, vários deles se tornaram best sellers e apareceram na lista de mais vendidos do New York Times. Minha versão de você é o terceiro livro jovem adulto das autoras e o primeiro com personagens LGBT.

Conflitos adolescentes

Eu confesso que eu tenho um pouco de preguiça de livros com personagens adolescentes, principalmente quando é narrado em primeira pessoa, pois costumo achar meio chato os dramas que eles costumam fazer. E esse livro não é muito diferente, em vários momentos eu perdia um pouco a paciência com Tanner.

A princípio, as reclamações deles sobre coisas meio banais me deixaram revirando os olhos. Mas ao longo do livro alguma coisa mudou. Eu não sei explicar quando nem porque, porém em algum momento eu me vi profundamente tocada com a história e os personagens. A ponto de quase chorar dentro no ônibus!

Ou seja, a escrita das autoras é realmente boa e envolvente. A partir da metade do livro é praticamente impossível parar de ler. Eu fui dormir super tarde, porque precisava saber o final!

Religião versus sexualidade

O principal conflito é o preconceito da religião com pessoas LGBTQ+. Tanner e Sebastian encontram dificuldade para se equilibrar entre esses lados aparentemente opostos. Mas as autoras conseguem colocar isso na história de uma forma muito delicada.

Aliás, a religião é apresentada de uma forma muito responsável. E, conforme vamos conhecendo Sebastian e suas crenças, vamos nos solidarizando ainda mais com o casal. Por fim, estamos torcendo muito pelos dois.

Veredito final

É um romance adolescente, mas que trata de questões complexas. Os personagens são bem construídos e a escrita é muito envolvente. A história não se foca somente nos conflitos do casal principal. A gente não só se apaixona pela família do Tanner como também nos encantamos com Autumn, sua melhor amiga.

Enfim, é uma leitura gostosa e divertida. Se você gostou de Com amor, Simon com certeza vai curtir bastante Minha versão de você!

Nota

4 selos cabulosos

Garanta seu exemplar no link abaixo e boa leitura!

logo da “amazon” em preto num fundo amarelo

Ficha Técnica

Não esqueça de adicionar ao seu Skoob

Nome: Minha versão de você
Autora: Christina Lauren
Tradução: Mauricio Tamboni
Edição:
Editora: Hoo
Páginas: 352
ISBN: 8593911056
Sinopse:Há três anos a família de Tanner Scott se mudou da Califórnia para Utah, fazendo com que sua bissexualidade voltasse para o armário. Agora, com apenas mais um semestre até o fim das aulas no colegial e seu tão sonhado futuro em uma universidade longe da família, ele só deseja que o tempo passe mais depressa. Quando Autumn, sua melhor amiga, se inscreve na aula de escrita e o desafia a participar, Tanner não consegue recusar o convite, afinal de contas, quatro meses é tempo mais do que suficiente para escrever um livro, certo? O garoto está mais certo do que imagina, pois leva apenas um segundo para que ele note Sebastian Brother, o prodígio mórmon que, nas aulas de escrita do ano anterior, escreveu e publicou o próprio livro, e agora orienta a turma. Se quatro meses é muito tempo, um mês pode não ser. E é exatamente esse tempo que leva para Tanner se apaixonar por Sebastian.