De Volta para Casa: Crianças Desajustadas 01- Seanan Mcguire

0
Recorte da capa do livro. Uma floresta com uma luz vindo do fundo. No centro da floresta, uma porta de madeira aberta e o título "De volta para casa", em branco, atravessando a porta.

O que acontece com as crianças que atravessam guarda roupas ou caem em tocas de coelhos e vão para outros mundos viver aventuras quando voltam para este mundo? Mais importante: o que elas fariam para voltar para lá? O livro De Volta Para Casa responde essas perguntas e muito mais!

A porta certa-errada

Nancy abriu uma porta no porão de sua casa e foi transportada para um jardim, onde comeu uma romã e ficou presa em um mundo chamado O Salão dos Mortos, mais inesperado: ela amou o local, se sentiu em casa pela primeira vez na vida e passou anos lutando para aprender seus costumes ficar lá. Porém, ela acaba sendo mandada de volta para seu mundo, onde se passaram apenas seis meses desde seu desaparecimento. Os pais, lógico, acharam que toda sua história era fruto de trauma e sem saber o que fazer com uma filha que não mais quer estar em casa a enviam para uma escola especial,  para crianças desajustadas.

Nancy só não esperava que a escola realmente fosse para alguém como ela. Administrada pela Srta. West, a escola se destina às crianças que foram para outro mundo, voltaram e agora não conseguem mais se ajustar a esse mundo. A própria diretora foi uma criança assim. Vamos conhecendo, então, várias crianças, de vários mundos e entendendo que o que parece absurdo e horrível para uns, na verdade é o que faz outra pessoa feliz.

Porém, a calma do lugar não dura muito, pois uma série de assassinatos começa a acontecer na escola. Quem poderia estar matando os alunos e porquê?

De Volta para Casa é um livro curto, acho até que se encaixa como uma novela, porém extremamente bem desenvolvido, tanto em sua história quanto em seus personagens. A autora trouxe uma discussão sobre sexualidade e gênero, a própria protagonista é assexual e Kade, um dos personagens mais importantes e meu preferido é um garoto trans, que foi expulso do mundo que chamava de lar (um reino das fadas) por causa disso e agora também não é aceito por seus pais nesse mundo onde nasceu.

Fica claro que a autora faz um paralelo sobre como cada pessoa pode se encontrar e estar no lugar em que lhe faz feliz, desde que ela se aceite, mesmo que outras pessoas não o façam ou não entendam aquilo que ela deseja e quem ela é. É uma mensagem que fica nas entrelinhas, em uma história com a escrita linda e personagens interessantes. Além de um mistério para quem gosta de desvendar crime, mesmo que a resolução não tenha sido surpreendente, foi interessante e te motiva a ir atrás do segundo livro, que já foi lançado aqui no Brasil.

Mas De Volta Pra Casa é bom?

É muito bom! A escrita é poética sem ser pretensiosa e os personagens são ponto forte desse livro. Um defeito é o de que, quando ocorrem os crimes, os alunos continuam suas aulas sem parecer se preocupar tanto com isso, fica um pouco fora de tom, além disso queria saber mais sobre os outros mundos. Nem o da Nancy, protagonista desse primeiro livro, nós sabemos muito bem como funciona. Mas entendo que a autora quis dar outro foco à história em vez de inventar universos fantásticos e aquilo que ela se propõe a fazer, fez muito bem.

O livro é o primeiro de uma série, mas são histórias independentes. Aparentemente alguns personagens vão reaparecer ao longo dos outros livros (Kade, quero uma história sua), mas o plot da Nancy se fecha nesse primeiro livro, então quem quiser só conferir, não precisa ter medo de ficar preso em uma série.

Nota

5 selos cabulosos

Garanta seu exemplar no link abaixo e boa leitura!

logo da “amazon” em preto num fundo amarelo

Ficha Técnica

Não esqueça de adicionar ao seu Skoob

Nome: De Volta para Casa – Crianças Desajustadas 01
Autor: Seanan McGuire
Tradução: Ana Death Duarte
Editora: Morro Branco
Ano: 2018
Páginas: 184
ISBN: 9788592795252
Sinopse: “…e a única pessoa que pode lhe dizer como sua história termina é você”.

Crianças sempre desapareceram nas condições certas: escorregando pelas sombras debaixo da cama, atrás de um guarda-roupa ou caindo em buracos de coelhos e em poços velhos, para emergir em algum lugar… diferente.

Nancy viajou para um desses lugares, e agora está de volta. As coisas que ela viu… mudam uma pessoa para sempre. E as crianças sob os cuidados de Eleanor West compreendem isso muito bem: cada uma delas procura a porta de volta ao seu próprio universo fantástico, mas poucas conseguem encontrá-la. Afinal, mundos mágicos têm pouca utilidade para crianças cujos milagres já foram usados.

A chegada de Nancy marca também uma terrível mudança no internato. Há uma escuridão pairando à cada esquina, e quando a tragédia ataca, Nancy e seus colegas precisam desvendar o mistério.

Não importa o custo.