CabulosoCast #205 – Recomendações 4

6

Olá Cabulosos e Cabulosas! Neste episódio, indicamos livros e mangás para o seu deleite. Participaram do programa: eu (Lucien o Bibliotecário), Priscilla Rúbia, Domenica Mendes , o convidado Marcelo Zaniolo e o padrinho Thiago Moskito. Um bom episódio para vocês!

Atenção!

Para ouvir basta apertar o botão PLAY abaixo ou clique em DOWNLOAD (clique com o botão direito do mouse no link e escolha a opção Salvar Destino Como para salvar o episódio no seu pc). Obrigado por ouvir o CabulosoCast!

Quer baixar o episódio em arquivo rar?

Para baixar a versão em zipada clique aqui, em seguida cole o link de download e clique na opção convert file.

Citados durante o programa

Compre

Mídias Sociais

Assine nosso Feed

Nossa Página no iTunes

Nossa Página do You Tuner

  • Argy Neto

    Olá Cabulosos! Parabéns pelo episódio #205, as recomendações são de qualidade, posso dizer que conheço a maioria das obras citadas e reforço a indicação. Gostaria apenas de fazer uma ressalva sobre a indicação do mangá Gen Pés Descalços, a data do ataque nuclear à cidade de Hiroshima é 06 de agosto de 1945.

  • Kenichi Edilan

    Meu nomé é Edilan Patrick, moro na cidade de Barbacena – MG, atualmente estou desempregado e estou lendo Jardins da Lua do Steven Erikson.

    Muito boas recomendações, o conto O Adulto da Gillian Flynn está no livro O Príncipe de Westeros e outras Histórias, com o nome “Qual é sua profissão?”, lançado aqui pela Arqueiro e organizado pelo George Martim e que eu recomendo fortemente. O livro traz, inclusive um conto do Patrick Rothfuss cujo protagonista é o Bast.
    Aqui vão minhas recomendações:
    Ficção Cientifica: Duna. Li ano passado e entrou fácil para meus favoritos.
    Terror: Estrada da Noite do Joe Hill. Não sou muito fã de terror, mas esse realmente me deu medo.
    Fantasia: O Olho do Mundo do Robert Jordan. Fantasia épica nos moldes de Senhor dos Anéis e que traz protagonistas femininas fortes e um mundo bastante vivo e fantástico.
    Clássico: Sherlock Holmes do Arthur Conan Doyle. As adaptações são muito boas, mas a fonte é melhor ainda.
    Livre: Tigana do Guy Gavriel Kay. Apesar de ter sido publicado em dois volumes é um só livro. As capas são feias, mas a história é excelente e escrito de uma maneira lírica, fala da luta de um povo para recuperar o nome do seu país natal.

    Sobre a fantasia urbana, o diferencial é que a cidade e seus problemas urbanos são praticamente um personagem na história. Como em Exorcismos, Amores e uma Dose de Blues do Eric Novello, por exemplo, em que Libertá é praticamente um personagem e exerce influencia na própria trama.

    Cast excelente, com certeza peguei várias e boas recomendações.

    Um abraço e até a próxima!

  • Joe de Lima, autor independente, Itumbiara-GO. Lendo “Zylgor: A Princesa das Águas”, de Lu Evans.

    Sempre curto os episódios de indicações. Aqui vão as minhas, junto com comentários.

    Ficção cientifica: Eu recomendo um livro independente chamado “Deuses & Feras”, de Fábio Brust. É uma excelente distopia e muito bem escrita.

    Terror: Já li resenhas de “Jantar Secreto” e continuo com a mesma impressão que eu já tinha. Parece meio forçado demais. Dificilmente leio terror, então vou ficar no básico e recomendar uma antologia do Lovecrat que a Editora Hedra lançou há alguns anos: “O Chamado de Cthullu e Outros Contos”

    Fantasia: Outro independente. “Zylgor”, da Lu Evans. Só comecei a ler, mas estou gostando muito. A narrativa é como uma fábula. Lucien, também nunca li “O Nome do Vento” #TamoJunto

    Clássico: “Carmilla”, de Sheridan LeFanu. É um livro de vampiros anterior à “Drácula”, que merecia ser mais lembrado. Foi esse livro que apresentou a figura do vampiro sedutor e do caçador de vampiros. Inclusive, Bram Stoker escrever um conto chamado a “A Convidada do Conde”, que mostra um encontro entre Drácula e Carmilla.

    Livre: não curti a adaptação de Jogo do Exterminador porque simplifica demais a história e transforma o Ender num marrentinho sem um pingo de carisma. Indico mais um independente. Recomendo o meu próprio livro “Dragão de Gaia”, que está sendo super elogiado em todas as resenhas que recebe.

    Abraços!

  • Bru Leão

    Bru Leão, 24 anos, estudante de publicidade, sofredor de TCC e futuro designer. Recife – PE. Lendo: The Handmaid’s Tale (ou Conto da Aia de Margaret Atwood).

    Não sei se fico triste ou feliz que a maioria dos livros citados que me mostraram interesse (1984, o Exorcista, Fahrenheit 451 e alguns outros) já estão na minha estante, já lidos ou para ler. Mas de uma forma de outro acho que meu coraçãozinho tinha uma esperança de colocar mais um título na minha planilha de excel de livros para ler (sim, eu sou metódico ao ponto de ter uma planilha de excel) mas minha carteira ficou muito grata que vocês indicaram altos livros de qualidade aos quais eu não precisaria gastar mais para ler.
    Aqui seguem as recomendações que eu provavelmente faria:

    Ficção Cientifica: Acho que Matadouro 5 de Kurt Vonnegut. Talvez eu esteja roubando, mas o personagem principal vai e volta do espaço diversas vezes enquanto escreve a história de sua vida e suas passagens pelo tempo.

    Terror: It do Stephen King, já que Priscilla não citou ele. Eu não gosto muito de filme de terror mas lembro ler e sentir as coisas acontecendo e ficar meio perdido sem saber se eu fechava o livro ou continuava a ler mesmo sabendo que eu não ia dormir bem a noite.

    Fantasia: O Oceano no Fim do Caminho do Neil Gaiman porque é realmente o livro que eu mais gosto dele. Tem aquela coisa lúdica e de um realismo fantástico que dá pra ler numa sentada.

    Classico: Definitivamente eu indico A Sangue Frio de Truman Capote.

    Livre: Extremamente Alto e Incrivelmente Perto do Jonathan Safran Foer, que é um livro alem de ter um formato diferenciado de paginação e utilização de objetos e imagens durante a história, é de uma pureza que eu nunca vi ninguém fazer um trabalho assim. Foer é sem dúvidas um dos meus autores favoritos mas raramente ouço alguém no Brasil citar ele de alguma forma.

    Um abraço cabuloso. 🙂

  • Allan Silva

    Bem, de todas as indicações deste caso eu fiquei feliz de ouvir novamente indicarem o nome do vento.
    Tenho um carinho todo especial por esse livro.

    Acontece que estava uma rara ocasião de ficar sozinho em casa, é a luz tinha acabado. Sobre a luz de vela, e com uma garrafa de vinho aberta, entrei no Cap. 54.

    Entrei na Eólica, bem no dia da apresentação do Kvolth.
    No Cap. 56 eu estava exatamente igual ao Simon.

    De todos os livros que li, este foi o único que me fez chorar pelas razões certas. E fico muito feliz com isso.

    Só espero que o Patrick para de se juntar com aquela má companhia do Martim e me dê as portas de pedra…

  • Allan Silva

    Algumas indicações:

    Terror: Descanse em Paz Meu Amor.

    Fantasia: Trilogia a Primeira Lei, livro 1 – O Poder da Espada.

    Ficção Científica: The Prince Of Thornes

    Clássico: Moby Dick

    Livre: A Janela de Overthon