Perigo nas Linhas de Código – Marcia Saito

1

As coisas andam difíceis para Edgar. Trabalhando em uma gangue de pirataria na grande São Paulo, ele se vê perdendo o controle ao ter que viver essa vida escondendo uma outra parte dela: também trabalha para um agente da Polícia Federal que sempre faz questão de deixar claro quem manda. A missão do rapaz é achar outros hackers e ajudar o agente a encontrar outros criminosos.

Durante uma operação, as coisas ficam complicadas e Edgar vê a chance de sair desse ciclo. Para retomar o controle de sua vida, ele abandona a sua gangue e procura um emprego honesto. Mal sabe ele que ali as coisas vão se complicar ainda mais, fazendo o primeiro trabalho parecer coisa de criança.

Um pouco mais da estória

Edgar encontra a oportunidade para se tornar uma pessoa honesta ao ser contratado para o cargo de motoboy em uma empresa de tecnologia na grande capital, a BK Tech. As ruas de São Paulo são perigosas, mas não tanto quanto os perigos que esperam pelo jovem.

Ao escapar de um incidente que quase tira sua vida, Edgar conhece o sr. Wrand, dono da empresa que o contratou. Por um acaso do destino, ele se vê dentro de um jogo que envolve tecnologia, linhas de código e o que sabe fazer de melhor: descobrir o que há de errado em sistemas, ao invadi-los. Mas dessa vez, a situação é muito maior do que imagina e ele logo vai descobrir que fugir de um dos maiores gângsters da capital e tentar driblar o agente inescrupuloso que não sai do seu pé é muito mais fácil do que o problema no qual passou a fazer parte, sem querer.

Será que Edgar vai conseguir sobreviver ao perigo nas linhas de código?

Análise Crítica

“Perigo nas Linhas de Código” é um romance policial escrito por Marcia Saito e lançado pela editora Verve. O romance se passa na cidade de São Paulo e a escritora nos faz viajar com os personagens ao falar de ruas e lugares que conhecemos ou podemos conhecer.

O clima de ação está presente em toda a obra, das primeiras páginas ao final e a escritora não perde a mão durante os eventos.

Para quem entende de termos tecnológicos, o livro é um doce a mais na boca, por assim dizer. Mas, mesmo para quem, como eu, não tem ideia do que ela quer dizer, os termos usados não prejudicam a leitura e nem o entendimento dos eventos nos quais Edgar e os demais personagens enfrentam.

É um livro de escrita bem simples, o que é um ponto a mais. Curto, ele é agradável à leitura, já que os acontecimentos não saem do controle da escrita da autora ou do universo no qual a obra se passa (que, diga-se de passagem, é a nossa).

A impressão é feita em papel amarelado, a fonte é agradável à leitura, a capa é simples e os capítulos começam em novas folhas. Devido à formatação, em dois momentos percebi frases que parecem unidas, sem espaçamento entre as palavras, porém acredito que isso acontece em decorrência da justificação do texto e à fonte escolhida. Essa característica, embora não passe despercebida, não prejudica a leitura.

Por fim, o livro é divertido! Lembrou-me alguns livros que compunham a Coleção Vagalume, livros que entretinham os leitores, especialmente os novatos e mais jovens. Se você procura por um livro que tem ação, se passa em nosso país, fala sobre lugares que podemos conhecer e sobre pessoas que entendemos, “Perigo nas Linhas de Código” é uma ótima pedida. Ademais, é uma excelente oportunidade de valorizar a Marcia, escritora brasileira e incentivar a leitura de obras nacionais. Enfim, o que você está esperando?

Nota

Você pode ler o primeiro capítulo da obra através do Wattpad

Você pode comprar o livro diretamente com a autora através de seu Facebook

Não esqueça de adicionar o livro no Skoob

Nome:
 Perigo nas Linhas de Código
Autor: Marcia Saito
Edição: 1ª
Editora: Verve
Ano: 2016
Páginas: 160
Sinopse: Toda a obra criminal, assim como na vida real, deve ter um vilão, uma vítima e um crime. Esta obra que já inicia em um ritmo frenético, tal qual no mundo virtual. Pessoas escondem-se atrás de avatares, o criminoso pode ser aquele ao lado da sua estação de trabalho ou num IP de outro continente. Mas, o sangue quente não está na tela fria, o projétil não é um aglomerado de pixels e o gatilho pesado não está no leve mouse. Marcia Saito coloca-se com “Perigo nas Linhas de Código”como uma visionária de uma nova modalidade da literatura policial nacional onde velhos conceitos do gênero são transportados para esse território. Tal como a internet nos domina a cada dia, essa trama irá capturar você.

 

  • Alvaro Rodrigues

    Pensei exatamente o mesmo. A resenha me trouxe uma nostalgia da Coleção Vagalume com uma pegada Velozes e Furiosos (da tecnoclogia da informação), com o mocinho infiltrado, em um jogo de gato e rato. Parabéns pela resenha bem escrita e sucesso para a autora.