Bestiarius #1 de Masasumi Kakizaki

4

Bestiarius se passa no Império Romano onde as famosas lutas de vida ou morte aconteciam. A diferença é que em Bestiarius os participantes não são somente humanos.

Começamos com a história de Fynn, um jovem invicto e vencedor de grandes lutas. O único objetivo de Fynn é vencer a próxima luta e se manter vivo. Ele tem como tutor um Wyvern (uma criatura parecida com um dragão) chamado Durandal que o ensinou desde criança como lutar e é como se fosse um pai para o garoto. Só que o Imperador Domitianus tem um plano maligno envolvendo os dois.

Nesse primeiro volume, conhecemos dois personagens e além de Fynn temos também Zeno, um humano, e seu irmão Talos, um minotauro. Zeno foi adotado pelo pai de Talos quando ainda era um bebê e foi abandonado como um sacrifício aos minotauros. Só que Talos não é nada que um minotauro parece ser: tem um bom coração e odeia lutas. Depois de alguns acontecimentos eles vão para Roma e é Zeno quem acaba lutando na arena para sobreviver. Além disso, ele planeja ganhar o suficiente para libertar-se e libertar a seu irmão.

No final do volume a história de Zeno e de Fynn se cruzam. Fico curiosa para saber como serão construídas as histórias nos próximos volumes, já que este primeiro volume tem um encerramento. Serão outros personagens? O padrão da série será contar a história de alguns personagens por volume e finalizar suas histórias?

Bestiarius é uma obra do mesmo autor de Green Blood e Hideout. A grande característica do autor é o traço rico em detalhes e nisso Bestiarius não fica para trás. A única diferença desta obra com as anteriores é a demografia que dessa vez é shonen. Com isso, os personagens são bem bidimensionais, preto no branco, ou mal ou bom, sem nenhum grande aprofundamento. A história também é típica de mangás do tipo, colocando em foque sentimentos como amizade e companheirismo.

Considerações Técnicas

A edição de Bestiarius segue o padrão alto de alguns mangás que a Panini vem lançando como Slam Dunk e Vagabond. O mangá tem orelhas e páginas coloridas em um papel de maior qualidade, conforme as imagens:

Capa aberta
capa e orelhas
Algumas das páginas coloridas

Considerações Finais

Apesar da minha curiosidade com relação ao formato que Masasumi irá assumir, no meu caso Bestiarius se encerra no primeiro volume. Não que seja um mangá ruim, mas simplesmente o tipo de história não mais me satisfaz. O que você me diz sobre ela?

Nota:

Nome: Bestiarius, Toujuushi, Bestialious, 闘獣士 ベスティアリウス
Valor: R$ 15,90 (Em andamento no Japão)
Páginas: 208
Publicado (no Japão): 2011 ~ ?
Autor: Masasumi Kakizaki
Myanimelist
Skoob
Sinopse: Roma tem o intento de conquistar o mundo. Toda a Europa já foi invadida por eles. Enquanto isso, gladiadores arriscam suas vidas nas arenas de toda parte em batalhas incansáveis em busca de glória, dinheiro e renome. Mas alguns são forçados a lutar contra criaturas sanguinárias até morte.

  • Eu li o primeiro e achei muito ruim. A Beth durante a CCXP coloco esse manga nas alturas, ta certo que ela é chefe la na área de mangas da Panini, mas fazer todo aquele auê por causa dessa estorinha RUIM é demais.

    Mesmo eu tendo achado uma tremenda de uma porcaria, muito infantilizado e previsível, eu adquiri o volume 2. E pra minha surpresa eu achei o dois muito bom, muito bom mesmo, bem melhor que o primeiro.

    • Não achei o primeiro volume tão ruim, só achei a história meio bobinha e tals, mas nossa, fiquei curiosa com o volume 2 agora o_O

      • No volume dois a história cresce, fica grande. Tem acontecimentos instigantes gostoso de ler.