[Resenha] Depois de Você – Jojo Moyes

3

Não existe uma forma de eu começar a resenha de “Depois de Você” sem falar sobre o final de “Como eu era antes de você“, livro já resenhado por mim aqui no Leitor Cabuloso. Dito isso e avisada como vossa pessoa está nesse momento, lá vamos nós de novo embarcar na vida de Lou Clark, agora um pouco mais centrada, mas nem por isso menos confusa e perdida.

“Depois de Você” é a continuação da história apresentada em “Como eu era antes de você”, a história que mostra o relacionamento de Louis Clark com Will Traynor, dois jovens que tiveram muito o que aprender um com o outro e, dentro de suas limitações e vontades próprias, o fizeram.

O primeiro livro acaba com a morte de Will que, apesar de todos os esforços de Lou, opta por fazer o suicídio assistido dentro do tempo programado. É justamente aqui que os leitores se dividem: alguns aceitam a decisão dele, outros nem tanto. Particularmente, eu aceito e respeito, pois vejo que Lou fez sim toda a diferença na vida dele naquele tempo, exatamente como ele fez a ela (vide o nome do livro, #ficaadica).

Mas, independente de nossa opinião, uma coisa é fato: como o próprio plot do livro diz:

“Quando uma história termina, outra tem que começar.”

Depois de você – lá vamos nós de novo!

Quando começamos o segundo livro, nos deparamos com Lou fazendo viagens e seguindo as orientações de descobrir e viver a vida da melhor forma possível, exatamente como Will tanto lhe ensinou. A essas alturas, a família Traynor já não é a mesma, naturalmente, a mídia está falando sobre o caso – como era de se esperar, e Lou está só tentando sobreviver em meio a seu luto.

Eis que após um tempo, Louis volta para a sua vida: ela arruma um trabalho como garçonete em um pub dentro de um aeroporto e mora sozinha em um flat em Londres, longe de todos e, em especial, das memórias e lugares que lembram sua vida antes e enquanto Will ainda estava presente fisicamente em sua vida.

Um dia, após uma bebedeira consideravelmente ao nível que todos já tivemos (ou teremos, a menos que nunca bebemos) ela cai do terraço de seu flat, após levar um susto e tanto. Ela se machuca e se vê obrigada a voltar para a casa de seus pais (lembra da loucura que é viver com os Clark?!)  enquanto se recupera.

Nada irônico e menos ainda surpreendente – olha aí o lindo clichê! #adoramosclichês – é justamente esse acidente que permite com que ela:

  1. Enfrente seu processo de luto de forma consciente, parando de fugir dele;
  2. Conheça Sam Fielding, um paramédico que entende bem o que Lou sente;
  3. Aprenda a reconhecer sua família e ser reconhecida por eles;
  4. Se surpreenda com uma parte da vida de Will que ele nem sabia que existe;
  5. Possa novamente ser Louis Clarke, a garota que muda a rotina e ajusta as engrenagens da família Traynor – mesmo quando não quer.

Como funciona essa bagunça toda

Uma vez que Lou volta para casa, ela se surpreende ao notar as mudanças que sua família passa. A dinâmica da família Clarke mudou muito desde que ela saiu para o mundo, após o falecimento de Will, e essas mudanças são realmente divertidas e embaraçosas – para quem não as aceitam. Todos estão bastante preocupados com Lou, pois além de reconhecerem sua dor, apenas a sua própria imagem da garota garante que ela não tentou suicídio.

Para tentar tranquilizar os pais, ela aceita fazer parte de um grupo de terapia de luto. Esse grupo funciona com os mesmos princípios de grupos de ajuda Anônimos – são feitas reuniões semanais onde todos podem falar e todos ouvem o que está sendo dito. Esses personagens são importantes para a história, embora rasos, em sua maioria. Mesmo assim, eles promovem grandes mudanças na vida da protagonista.

Temos também a presença de Sam, que chegou para surpreender e ser surpreendido por Lou, porém de forma natural e com a leveza possível para pessoas que têm muito em comum, em especial o luto sob os ombros.

Mas, não acabou! Existe uma outra personagem que chega na história que muda completamente tudo relacionado a Will Traynor. Essa pessoa é realmente quem acaba direcionando – meio que por falta de opção – Lou para acertar os trilhos de sua vida.

O que acontece a partir daí…. só lendo pra saber. E aí, é por sua conta e risco. É tudo o que eu tenho a dizer.

Análise Crítica

Assim como o “Como eu era antes de você”, li a versão digital de “Depois de você”. Igualmente, a leitura foi bem rápida e apesar de toda a carga de leitura atrasada e absurda falta de tempo, me vi sentindo falta de continuar lendo a história para saber onde ia dar, como seriam as próximas cenas.

Jojo Moyes tem um estilo delicioso de se ler. Uma escrita simples, prazerosa, sem grandes segredos, sem grandes adjetivos, mas com uma mensagem bem clara, contudo, com total liberdade para que o leitor tire sua própria interpretação e sinta o que quiser enquanto lê. Talvez por tudo isso e mais um pouco, eu gosto dela. (#prontofalei)

Depois do grande #boom que foi o lançamento do primeiro livro, já era esperado – ao menos por mim, que o segundo não atingisse a mesma veia que o primeiro conseguiu. Mas, particularmente, achei que o tema do segundo é mais profundo que o primeiro. Mesmo que não queiramos assumir, todos – teoricamente – estamos prontos para amar e sermos amados, agora saber lidar com a perda disso e mais: com o peso do luto diário, cada segundo de sua vida, já é uma história bem diferente que não, nunca estamos preparados para e só nos damos conta disso realmente quando temos que passar por essa situação.

Uma das minhas passagens favoritas é a passagem dos balões. Não vou dizer além disso, pois envolve contar muita, mas muita coisa e #tcharan, não vamos dar spoilers sem necessidades. Eu não poderia, contudo, escrever essa resenha, sem citar essa parte e dizer como acho isso de uma sensibilidade incrível e como a simbologia funciona. E isso me alivia. (Quem quiser conversar sobre isso, só chamar.)

Para ler e degustar esse livro – dentro do que ele oferece, você precisa ter uma certa maturidade ensinada pelo Will e por Jojo e esquecer toda aquela torcida que tinha pelo primeiro livro. Aconteceu o que aconteceu e agora temos que aceitar e aprender a lidar com o que está acontecendo, em decorrência daquilo. (Olha aí, parece a vida… então….)

Só nos resta, agora, esperar os próximos dias para vermos o filme. E espero, do fundo do coração, que esse seja o último livro de Jojo sobre Lou e Will, porque se mexer demais, vai estragar (mais?! #opine).

Nota

05-selos-cabulosos

 

Ficou interessado(a)? Então compre o livro nos links abaixo:

Amazon (e-book)
Amazon
Submarino

Não esqueça de adicionar o livro no Skoob
DEPOIS_DE_VOCE_Nome: 
Depois de você
Autor: Jojo Moyes
Edição:

Editora:
Intrínseca
ISBN: 9788580578645
Ano: 2016
Páginas: 320
Sinopse: Depois de você

Quando uma história termina, outra tem que começar.

Com mais de 5 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, Como eu era antes de você conta a história do relacionamento entre Will Traynor e Louisa Clark, cujo fim trágico deixou de coração apertado os milhares de fãs da autora Jojo Moyes.
Em Depois de você, Lou ainda não superou a perda de Will. Morando em um flat em Londres, ela trabalha como garçonete em um pub no aeroporto. Certo dia, após beber muito, Lou cai do terraço. O terrível acidente a obriga voltar para a casa de sua família, mas também a permite conhecer Sam Fielding, um paramédico cujo trabalho é lidar com a vida e a morte, a única pessoa que parece capaz de compreendê-la.
Ao se recuperar, Lou sabe que precisa dar uma guinada na própria história e acaba entrando para um grupo de terapia de luto. Os membros compartilham sabedoria, risadas, frustrações e biscoitos horrorosos, além de a incentivarem a investir em Sam. Tudo parece começar a se encaixar, quando alguém do passado de Will surge e atrapalha os planos de Lou, levando-a a um futuro totalmente diferente.

 

  • Olá Domenica!!!
    Ganhei esse livro essa semana da minha mamis e posso dizer que quero muito ler. Assim, acho que é difícil as pessoas aceitarem um tanto o segundo livro porque torciam por Lou e Will juntos. Porém admito que as pessoas têm que entender que nem tudo na vida é “E viveram felizes para sempre” a vida é diferente, ela é real e muitas vezes algo acontece e temos que seguir em frente.
    Acho que foi isso que a Jojo tentou trazer mostrando a vida da Lou pós Will.

    lereliterario.blogspot.com

    • Olá, Antonia Isadora! =)

      Minha opinião é que Jojo mandou muito bem em contar a história de como Lou ficou após o final do primeiro livro. O “viver felizes para sempre” existe, dentro do “para sempre” que é possível a cada casal, ou em cada relação.
      E quando uma história termina, outra tem que começar. E isso é ótimo!!!!

      Esse ensinamento de esperança e continuidade, com toques de “calma ae, tudo a seu tempo, mantenha a calma e não perca o foco por mais que queira”, é algo que adorei ver nesse livro.

      Agora estou ansiosa para ver o filme! 😀
      Aaah, quando ler me conte o que achou, por favor!

      Obrigada pela visita, leitura e pelo comentário!

      Um beijo,
      Do

  • Nay

    Eu sou do time que absolutamente aceita e respeita o final do primeiro livro. Achei extremamente corajoso da autora e extremamente verossímil. Seria muito raso supor que uma pessoa que sofria tanto como Will desistisse de tudo pela possibilidade de ter um relacionamento não relacionamento com alguém. Até porque sabia que esse não relacionamento seria mais um peso na sua vida já complicada. Enfim, choramos? Choramos! Mas vida que segue. To com esse livro a muito tempo pra ler mas enrolando por pura preguiça de sequências. (Sou só eu?) Mas como sempre, vc influenciando minhas vontades literárias!

    Beijos, Do!!