[Quadrinhos] Mulher Maravilha: Sangue de Azzarello, Chiang e Akins

5

Batman v Superman veio e com ele veio também a Mulher Maravilha, sendo introduzida pela primeira vez no cinema. Algumas pessoas dizem que ela era a melhor coisa do filme, enquanto outras dizem que ela era a única coisa boa do filme (let’s dicuss). A verdade é que ela veio em uma hora bastante oportuna. Em um momento em que o feminismo e empoderamento estão tão em alta, demorou muito para que a super-heroína mais importante do mundo fosse introduzida para o grande público. Agora novos fãs, homens e mulheres, querem saber mais sobre ela, ler suas histórias em quadrinhos e se aprofundar na personagem e em sua origens, mas aí vão esbarrar em um problema: quase não existem histórias realmente boas da personagem.

Como é? Como você têm coragem de dizer uma coisa dessas? Ela tem sim ótimas histórias, como a excelente fase de Marv Wolfman e Jorge Peres, e também a fase de Greg Rucka e … E vamos parar por aqui. A Mulher Maravilha tem sim boas histórias, mas o Batman tem tantas que ele sozinho ganhou uma coleção de 60 encadernados de luxo da editora Eaglemoss, o mesmo poderia ser feito facilmente com o Superman, mas e a Mulher Maravilha?

O porquê de uma personagem tão importante quanto Diana Prince, supostamente a terceira maior de sua editora, não ter um acervo tão grande de histórias clássicas quanto seus dois colegas de trindade é um mistério para mim. Mas pelo visto, a DC também percebeu esse erro, e decidiu se redimir com Sangue.

will-dcs-new-52-wonder-woman-lose-her-shorts-and-identity1-300x169@2x

Essa história fez parte do grande evento Os Novos 52, em que a DC Comics decidiu reiniciar seu universo e recontar as origens de seus personagens começando do zero. Uma decisão polêmica, que trouxe tantas consequências boas quanto ruins. Mulher Maravilha é um exemplo das boas. A história começa com Diana precisando proteger uma garota humana que está gravida de Zeus, o rei do dos deuses, da fúria de sua esposa, Hera. Enquanto luta para sobreviver Diana se depara com o mistério que está trazendo conflito ao Monte Olimpo, o desaparecimento de Zeus. A medida que a trama se desenrola a Mulher Maravilha encontra verdades até então desconhecidas de sua própria origem. E vamos parar por aqui para não dar spoilers, mas se você é um fã antigo da amazona, se prepare para levar um tapa na cara.

O autor, Brian Azzarello, já escreveu histórias para o Batman, Lex Luthor e do Coringa, mas seu maior trabalho foi a série policial 100 Balas, que fez para a editora Vertigo. O autor é conhecido por escrever histórias de mistério com bastante violência, o que combina com o Batman, mas que causou estranhamento quando ele foi anunciado como o escritor de uma personagem tão colorida quanto a Mulher Maravilha. O resultado foi uma trama de mistério, violência e mitologia grega. Diana aqui é tirada dos conflitos da super-heroicos da Liga da Justiça e levada de volta para sua origem mitológica para tratar de um drama de família shakespeariano, trazendo uma releitura dos deuses gregos. E se exite uma coisa que é uma receita para o sucesso é releitura dos deuses gregos. Funcionou com Cavaleiros do Zodíaco, funcionou com Percy Jackson e funcionou com a Mulher Maravilha. Uma das coisas mais divertidas da leitura é ver como os Olimpianos eram retratados. Dou aqui um destaque para Ares, o deus da guerra.

Poseidon_-_New_52

Quatro das seis edições que foram encadernadas nesse volume foram desenhadas por Cliff Chiang, um artista com poucos trabalhos relevantes mas que matou a pau em Mulher Maravilha, com destaque para algumas cenas de gore, que parecem ter saído de um filme de terror (se ficou curioso, procure na primeira parte a cena do “parto” dos centauros). Tony Akins assume o traço nas duas últimas partes, e a principio me causou estranhamento, pois eu vinha gostando do traço de Chiang, mas o real motivo dessa mudança foi justamente para deixar Akins fazer o que ele faz de melhor, que é desenhar monstros bizarros!

Considerações finais

Sangue para mim é uma obra irretocável, que cumpre em grande estilo o trabalho de apresentar a Mulher Maravilha para novos fãs. Ainda vem com o bônus de você poder aproveitar a história sem ter lido nada da personagem antes, nem se preocupar com o que está acontecendo com o resto do Universo DC. Se existe um ponto negativo é a espera pelo próximo volume.

NOTA:

05-selos-cabulosos

Ficou interessado(a)? Então compre o livro nos links abaixo:

Amazon

Não esqueça de adicionar o quadrinho no Skoob

MULHERMARAVILHA_SANGUE_1460559079577264SK1460559079BNome: Mulher Maravilha: Sangue
Autores: Brian Azzarello (roteiro), Cliff Chiang e Tony Akins (arte)
Edição:

Editora:
Panini
Ano: 2016
Páginas: 160
Sinopse: Antes de ser uma heroína, a Mulher-Maravilha sempre foi uma nobre guerreira. E, antes de ser uma guerreira, sempre foi uma deusa. Mas nem mesmo ela, um dos indivíduos mais poderosos e sábios da Terra, faz ideia de qual é sua verdadeira história. E o que essa revelação acarretará na vida da Princesa Amazona pode dar um fim prematuro à carreira da defensora da justiça e à humanidade inteira!
O roteirista Brian Azzarello e os artistas Cliff Chiang e Tony Akins assumem as aventuras de uma das heroínas mais conhecidas do mundo, arquitetando uma fase apontada como uma das melhores que a Mulher-Maravilha já teve em toda a sua história!

  • Vanessa Straioto

    opa..opa…adorei a indicação….vai para a listinha, obrigada

  • Carlos Valcárcel Flores

    Eu acho que “Sangue” vai se posicionar como um clássico da Mulher Maravilha. Mas temos que notar que, embora seja publicada dentro dos Novos52, ela não se enquadra dentro da cronologia da mesma. A historia causo um pouco de polêmica na época (2012?2013?) devido a nova origem de Diana.
    Um ponto alto é a arte e a coloração…a imagem dos deuses é muito curiosa, e só agora percebi que nenhum deles usa sapatos…(por certo, o deus da imagem é o Poseidon, né?)
    Como ponto fraco, eu achei que a historia quebrava em algumas paginas, inclusive achei que minha edição estava errada, mas com uma nova leitura da para entender melhor.

    • Altemar Gavião

      é o poseidon, sim.

  • FODAAAAA!!! EU QUERO MUITO!

  • Vanessa Straioto

    ahhh, eu achei o maximo essa hq, ela ja esta na minha lista de desejados…so esperando um desconto..rs