Na Estante do Lucien #03 – Eternos do Neil Gaiman

6

Olá Cabulosos! Mais um Estante do Lucien no ar! E neste vídeo, falei sobre Eternos do Neil Gaiman da coleção da Salvat. E ai? Vale a pena ou não adquirir este volume? Saiba assistindo ao vídeo!

Assine nosso canal

Comentado no vídeo

Recomendamos

Mídias Sociais

  • Cladisson Mélo

    Deste autor, só li “O Oceano no Fim do Caminho”, é ótimo.Tenho muita vontade de ler “Coisas Frágeis”.

    • Lucien o Bibliotecário

      Cladisson,

      Coisas Frágeis é dividido em dois volumes e li o primeiro e gostei bastante, mas preciso ser o segundo volume.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Alvaro Rodrigues

    Não acho que tenha sido arrogância, Lucien. A verdade é que qualquer retcon de Eternos seria ruim, mesmo que, por exemplo, fosse entregue a Alan Moore ou Grant Morrison.

    • Lucien o Bibliotecário

      Álvaro,

      concordo contigo. Para mim, Eternos já apresenta problemas desde a era Kirby, por isso acho que o Gaiman não conseguiu fazer um arco tão interessante assim.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Cavalo Festeiro

    Interessante, também sou fã do Gaiman basicamente por Sandman e Stardust, estou lendo atualmente Deuses Americanos e quando li esse ETERNOS, senti o mesmo que você sentiu. Imagino que se ele tivesse a liberdade que ele teve pra poder reinventar esse universo, talvez o resultado fosse diferente…

  • Mega Mendigo

    Gosto bastante da mitologia Marvel dos Eternos. Achei interessante o começo da história do Gaiman, mas seu final me deixou um pouquinho decepcionado(por considerá-lo fraco).

    A meu ver, o problema do Gaiman conduzindo o título dos Eternos nem foi tanto as limitações do editorial e a obrigatoriedade de inserção de elementos do contexto do Universo Marvel, uma vez que no próprio Sandman(em especial no início) o universo DC é muito presente. Tampouco foi ter de encarar algumas das confusões que formam esse universo do Eternos, uma vez que o mesmo soube trabalhar muito bem com o próprio universo Marvel em 1602, e também outros autores já trabalharam a história dos Eternos* (em títulos não-próprios dos personagens).

    O problema mesmo foi que o autor não parecia muito empolgado/motivado no projeto, algo que viria a se repetir na sua contribuição de uma edição conjunta com Bendis no título Guardians of the Galaxy.

    Apesar dos pesares, tenho simpatia pela história, em especial aos desenhos do Romita jr, que estão muito bons. Mas isso tudo que escrevi é só minha opinião como leitor de quadrinho!

    Ah, e só pra não esquecer: Esse foi um vídeo bem interessante!

    *Um momento atual bem interessante a respeito da mitologia dos Eternos ocorre num dos tie-ins da mega-saga Secret Invasion(2008). O citado é a revista Incrível Hércules(que saia aqui no Brasil na Universo Marvel), que mostrou o passado Eterno e Deviante da raça Skrull.