CabulosoCast #154 – Todo mundo odeia, mas eu amo!

31

Olá Cabulosos do meu Brasil Varonil e book lovers de todo mundo! Sejam bem-vindos a mais um CabulosoCast, neste capítulo Lucien o Bibliotecário recebe Marcelo Zaniolo e Thaís Finotto para falarem daqueles livros que todos odeia, mas nós amamos! Mais um terapiacast vem ai, pois não tenho dúvidas que você sairá mais leve ao admitir que existem livros que apesar de ninguém gostar nós sentimos um eterno carinho por eles. Um bom episódio para vocês!

Atenção!!!

Para ouvir basta apertar o botão PLAY abaixo ou clique em DOWNLOAD (clique com o botão direito do mouse no link e escolha a opção Salvar Destino Como para salvar o episódio no seu pc). Obrigado por ouvir o CabulosoCast!

Quer baixar o episódio em arquivo rar?

Para baixar a versão em zipada clique aqui, em seguida cole o link de download e clique na opção convert file.

Comentado na leitura de e-mail’s

Recomendamos

Citados durante o episódio

Padrinhos Cabulosos

  • Francesca Abreu
  • Anderson Henrique
  • Marshal Rodrigues
  • Mizael Alves

Mídias Sociais

Assine nosso Feed

Nossa Página no iTunes

Nossa Página do You Tuner

  • Tiago Soares

    Olá , meus caros cabulosos ! Eu comecei a ouvir o podcast de vocês a pouco tempo e na minha humilde opinião este é o melhor podcast sobre literatura da podosfera ! Eu queira também recomendar um livro que eu li a adorei e recomendei para várias pessoas mas ninguém gostou . O livro é ilusões do mesmo escritor de Fernão copelo gaivota , Richard Bah . O livro conta a história de um homem comum que vive de cidade em cidade voando com seu biplano e o alugando para pessoas fazerem passeios por cinco dólares e ele acaba conhecendo um messias que vive do mesmo modo que ele e apenas quer ser uma pessoa comum .

  • João Norberto

    Tiago! Passou na minha frente…
    era exatamente a sugestão que iria dar… Ilusões é um dos melhores livros que já li na vida.
    Confiram, coloquem na frente na lista de leituras que não vão se arrepender.

    Afinal de contas, Sabem como definir se sua missão na terra está terminada?
    leiam Ilusões e descubram.

    • Lucien o Bibliotecário

      Noberto,

      mesmo assim é dica é válida. Agradeço a recomendação.

      Obrigado por ouvir e pelo comentário.

      Abraços.

  • Augusto Ganzert

    Olha, que bom que o Lucien se desculpou pelo preconceito que teve pelo livro A Cabana. Acho que não deve-se fazer uma campanha contra a leitura de qualquer livro. Ainda bem que ele mostrou sua evolução nesses anos de podcast.

    • Lucien o Bibliotecário

      Augusto,

      é preciso reconhecer erros e para isso precisamos nos desculpar com aqueles que possam ter se ofendido com isso.

      Agradeço a compreensão.

      Obrigado pelo comentário e por ouvir.

      Abraços.

  • Marcos Vinicius Moreira

    Excelente cast, cabulosos! Concordo com vocês, Crepúsculo é uma saga boa. Li os livros, vi os filmes. Só me decepcionei com as atuações tristes dos atores. Também pretendo ler todas as outras recomendações, olhá-las com uma mente mais aberta. Tudo de bom, continuem com o sucesso, e quero mais! Abraço!

    • Lucien o Bibliotecário

      Marcos,

      fico feliz que tenha gostado do episódio.

      Obrigado por ouvir e pelo comentário.

      Abraços.

  • Tiago Soares

    Ola meus caros cabulosos , eu comecei a ouvir o podcast de vocês a pouco tempo mas já o considero o melhor podcast sobre literatura . Eu gostaria de indicar um livro que eu gosto muito e que indiquei para várias pessoas mas ninguém gostou . O livro se chama Ilusões do mesmo escritor de Fernão Capelo Gaivota , Richard Bach . O livro conta a história de um homem que vive voando de cidade em cidade com seu biplano e cobrando cinco dólares por passeio , até o dia que conhece Don , um messias que vive do mesmo modo que ele e quer apenas ser um homem comum . Eu acho este livro espetacular , não sei pq as pessoas não gostam . Um abraço para todos vocês !!!

    • Lucien o Bibliotecário

      Tiago,

      sinto-me honrado com o elogio. Espero sempre conseguir impressioná-lo.

      Nunca tinha ouvido falar sobre esse livro, mas acho interessante. Na mesma semana duas pessoa me indicaram o Fernão Capelo Gaivota o que me leva a colocar um grande crédito no autor.

      Obrigado por ouvir o CabulosoCast e pelo comentário.

      Abraços.

  • Carlos Valcárcel Flores

    Físico, morando em São Paulo.
    Lendo: A Torre Negra IV: Mago e Vidro

    Sobre Dan Brown. Eu também gosto, e gosto muito. Curti muito o Código da Vinci e Anjos e Demônios (esse último é meu favorito, devido a visita ao CERN e a pequena discussão ciência – religião), mas no Inferno e O Símbolo Perdido a historia decaiu. Sei que existe um padrão na escrita dele, mas como foi indicado no episódio, alguns seguimos um padrão em certas coisas, e isso não quer disser que o que fazemos seja ruim. Por outro lado, eu acho que Dan Brown deveria deixar de lado, por um tempo, o personagem de Langdon. Fortaleza Digital e Ponto de Impacto são suficientemente bons sem a necessidade do professor de iconografia.
    Depois de Brown, eu tentei procurar outros autores do mesmo gênero, mas ainda não achei nenhum que me faça ler com tanta emoção como li Anjos e Demônios.

    • Lucien o Bibliotecário

      Carlos,

      pois é. O Cara é muito bom em escrever thrillers. Ambos livros citados li rápido e sobre O Símbolo Perdido achei muito fraco também. Enrolado, lento e em vários momentos sacal.

      Obrigado por ouvir e pelo comentário.

      Abraços.

  • Izabel

    Adorei o episódio. Gosto de Crepúsculo, Sangue Quente e Dan Brown, e já gostei de Nicholas Sparks. Foram com eles que comecei a ler com 11 anos e é por causa deles que hoje com quase 18 já leio e gosto de outras coisas como Orgulho e Preconceito e A Metamorfose.
    Eles cumprem o propósito de fazer as pessoas lerem como foi dito anteriormente no podcast, e é isso que importa. Muito bom o episódio, principalmente para desfazer preconceitos literários.

  • Yane

    Olha, sobre crepusculo, também não acho lá essas coisas todas de ruim. Da lista ai só embrulhou mesmo o estômago o Dan Brown. O primeiro que li foi fortaleza digital e me senti num mundo de clichês. Não dá pra mim. Mas ta na categoria “Atrai novos leitores”, junto com crepusculo, então a gente engole. Em A Cabana, meu porém é que por muito tempo foi vendido como historia real e não é.

    E olha, gostei demais da Thaís. Que moça inteligente! Favor convidá-la mais vezes sim! =D Já estou adicionando aqui na minha listinha o pqpcast pq deve sair coisa boa dele! O livrocast já conheço. Gostei desse episdódio =D

    • Lucien o Bibliotecário

      Yane,

      A Cabana não é uma história real? O_O Não sabia!

      A Thata volta sim!

      Obrigado por ouvir o episódio e pelo comentário.

      Abraços.

      • Yane

        Pois é cara! A cabana é ficção. Tudo ali. Na parte de descrição de Deus, Jesus, Espírito Santo, bíblicamente falando, da pra saber que seria uma visão do personagem ou um recurso do autor pra quebrar paradigmas, mas o resto da história, como foi vendida como verdade, você acredita que ocorreu. Só que nada aconteceu. Nem a menina foi sequestrada, nem nada. É uma ficção. Confesso que fiquei super chateada quando soube que era ficção exatamente por ser vendido como real na época. Mas mesmo os autores dizem que é ficcao. Como um todo é uma história legal (a meu ver), principalmente pela quebra de paradigmas. Deus é espirito, nao tem forma humana. O Espirito Santo tbm nao. Mas muita gente tomou como verdade e usou o livro praticamente como um novo caminho de vida. Tenso. Falta conhecimento bíblico. Aos que crêem na Bíblia, no caso.

  • Petrus Augusto

    Pow!!!
    Cast muito bom esse!… Esse sim eu escutei todo!! Sem “medo” e/ou cortes/pular!! E adorei esse cast! Muito bom! 😉

    Bem, sobre o assunto levantado no cast… Assim como Zaniolo, eu já li Paulo Coelho abaixo (‘abaixo'(Lucien, o ‘abaixo’ está certo desse modo?), vou colocar uma musica que, fala exatamente isso!), mas precisamente, o livro: ‘O Alquimista’; E olha… Na época, eu gostei visse! (Ao menos, é disso que lembro… Já faz anos isso)

    PS: Segue o link da musica que citei acima, que fala: ‘Eu já li, Paulo Coelho’… kkkkkk bem, espero que você, Lucien ou qualquer outra pessoa que ler esse comentário, goste da musica!
    https://www.youtube.com/watch?v=DW66_NEQ4WI (Rock nacional)

    PS2: Sim… Bem, se não gostar/gostarem dessa musica, podem falar!!! 😉 Tipo assim, desse modo, eu aprendo mais sobre o gosto musical de quem comentou e/ou respondeu esse post! xD

    E bem, se quiserem recomendar alguma musica que se encaixe, de algum modo, no tema abordado no cast, bem… Pode/Podem se sentir a vontade! 😉 xD

  • Petrus Augusto

    Pow!!!
    Cast muito bom esse!… Esse sim eu escutei todo!! Sem “medo” e/ou cortes/pular!! E adorei esse cast! Muito bom! 😉

    Bem, sobre o assunto levantado no cast… Assim como Zaniolo, eu já li Paulo Coelho abaixo (‘abaixo'(Lucien, o ‘abaixo’ está certo desse modo?), vou colocar uma musica que, fala exatamente isso!), mas precisamente, o livro: ‘O Alquimista’; E olha… Na época, eu gostei visse! (Ao menos, é disso que lembro… Já faz anos isso)

    • Lucien o Bibliotecário

      Petrus,

      fico feliz que tenha gostado do episódio. Cadê a música que você disse que colocaria?

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Olá cabulosos!!!

    Eita que andei sumida por aqui e quando volto é para ver logo algo que o metade do mundo me critica “Por quê você tem que amar coisas desse tipo que são odiados pelo resto do mundo??” rsrsrsrs

    Paz e amor para todos que amam livros rsrsrsrs

    Eu descobri que hoje se eu pudesse ser caçada, acho que metade do povo que ler esses livros que vocês citaram estariam me caçando O.O rsrsrsr
    Mas vamos a situação eu sou uma fã, comecei a ler livros principalmente por causa de Crepúsculo e ás vezes quando as pessoas estão criticando eu fico mal porque realmente foi o livro que eu deixei a mãe maluca pra me dá quando eu tinha meus 15 anos foi meu presente de aniversário pois eu não queria festa eu queria os livros. E se for basear um fanfic de Crepúsculo que virou sucesso também é outro que sou muito criticada por ter lido que é o Cinquenta Tons de Cinza, então metade da população vai querer me caçar hoje rsrsrsrs
    E caramba eu gosto muito de Paulo Coelho eu tenho livros que ganhei do meu tio que é fã de Paulo Coelho, então eu tenho alguns aqui em casa. Não li O Alquimista ainda, mas assim uma amiga minha leu e achou maravilhoso a história. Dos livros dele que eu já li, eu gosto muito do livro Nas Margens do Rio Piedra Sentei e Chorei é um livro que fez parte da minha juventude e não tem como eu não gostar.
    Os Instrumentos Mortais eu gosto dos livros, foi uma amiga minha que me apresentou mas não gostei do filme e assim só pra dizer a Lilly Collins só vale pra mim como atriz acho que no filme Simplesmente Acontece que foi o único filme que eu gostei da interpretação dela. E Os Instrumentos Mortais eu estou ansiosa é pela série, porque o filme é sem comentários.
    Em relação A Moreninha eu vou falar que eu achei tão fofa a história e tão simples de ler que é um dos livros que eu lembro com carinho, porque foi um dos meus primeiros livros então é difícil ver aquela história de que não gostam dele.
    Os livros de Dan Brown eu tenho todos que contam as aventuras de Robert Langdon ele me faz repensar algumas coisas que pra mim poderiam ser impossíveis, mas afinal quem sabe? E eu li até hoje só O Código da Vinci, mas os outros estão na minha lista para ler e realmente ele faz umas teorias loucas que acabam prendendo o leitor.

    Agora tem livros que foram citados hoje que eu tenho, mas ainda está naquela situação se eu ainda vou ler. Tipo A Cabana eu tenho ela pois ganhei, também ganhei A Travessia mas ainda não me dar vontade de ler e não sei se algum dia terei coragem de ler. Eragon ainda estou pensando em dar uma chance, porque meus amigos insistem que eu leia então talvez…

    Eu como o Lucien tenho o Água para Elefantes e já faz alguns anos que eu tenho e ainda não li, também por incrível que pareça eu lembrei dele ontem numa TAG que eu fiz (só para esclarecer a pergunta da TAG era um livro que você tinha na sua estante e ainda não tinha lido) e assisti o filme ontem com a mãe porque tava passando e acabei que eu gostei, talvez eu esteja mais próxima de ler o livro.
    Eu estou impressionada que o Lucien e o Marcelo deles não saberem do livro Ou Isso ou Aquilo. Eu não li, mas eu já ouvi falar principalmente que eu via alguns trechinhos quando pequena que passavam na Cultura e é um livro que realmente acho que um dia leria para relembrar momentos de infância.

    Concordo Lucien tem que ser descoberta o nome da pessoa que mudou o nome do livro Sangue Quente para Meu Namorado é um Zumbi, eu gostei do filme mas não gostei do nome quase não assistia e o livro ainda vou ler. Mas o título do livro é mil vezes mais interessante que o do filme.

    E eu percebo que eu acabei de escrever um texto no podcast, é o que dar ficar tanto tempo sumida O.O

    Eu só não conheço 2 livros citados e percebo hoje que eu amo livros e autores que pessoas odeiam, então vou ver se eu consigo arranjar uma Capa da Invisibilidade para passar despercebida pelas pessoas porque provavelmente eu me encaixo muito na situação de ódio literário que vai ser voltado muito para mim rsrsrsrmMas é bom saber que eu não sou a única nesse mundo.

    Adorei o podcast, adorei as músicas, adorei a ideia do assunto tratado e dei muitas risadas com vocês.

    Boas festas, abraços e até uma próxima o/

    http://lereliterario.blogspot.com.br/

    • Lucien o Bibliotecário

      Antonia,

      quando nós gravamos esse episódio a série ainda era um rumor, por isso não toquei no assunto. Eu também quero assisti-la.

      Sobre A Moreninha é um daqueles livros que foi passado na sexta série e por isso não posso dizer que não gostei, pois hoje não sei qual seria a minha impressão da obra.

      Água para Elefantes eu doei para uma amiga em um evento. XD

      Não se preocupe com os textos grandes, você sabe que adoramos.

      E quanto a capa da invisibilidade, precisa não, já que este episódio foi feito para assumirmos aquelas vergonhas alheias.

      Obrigado pelo belíssimo comentário.

      E não suma mais, por favor!

      Abraços.

  • Nilda Alcarinquë

    Olás!

    Muto bom o episódio!
    Me surpreendi com a menção a Fernão Capelo Gaivota! Há anos não ouço falar deste livro. Acho-o muito bom. Sim, foi um best-seller à sua época, era moda lê-lo e o autor não foi muito feliz com os livros que escreveu depois. O que não tira o mérito de ser um livro que faz bem o que se propõe: ser uma forma de mostrar que se pode sair do lugar comum e ser diferente.

    E AMEI a saga do Eragon! Quando li o primeiro livro vi que era uma história que parecia muito uma aventura de RPG, mas que o autor poderia melhorar. E foi isso o que ele fez no livro seguinte, Eldest. Aliás, considero Eldest o melhor livro da série. Entendo quem diz que a série poderia ser um pouco menor, mas eu gostei do jeito que foi feito, pois deu pra perceber que o autor cresceu como escritor e, neste processo, tentou fazer com que o mundo que criou saísse da mesmice descrita no primeiro livro. O Paolini praticamente recria este mundo usando, para isso, o fato dos dois personagens principais (Eragon e Roran) terem saído de sua vila afastada e, no processo, descobrirem que o mundo em que vivem não é o que aprenderam sobre ele.

    Bem, fico por aqui

    abraços

    Nilda
    47 anos, Jandira-SP

    • Lucien o Bibliotecário

      Nilda,

      tao junto sobre Eragon! Falta apenas o maldito último livro que espero conseguir ler nestas férias! É minha missão divina!

      Sobre Fernão Capelo Gaivota, eu ouvi falar desse livro duas vezes e ambas as pessoas são de extrema confiança, logo lerei!

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Adriana Rodrigues

    Adriana, 21 anos, São Paulo, formada em Tradutor e Interprete, trabalho como Revisora de Textos.

    Olá, caros cabulosos!

    Ótimo cast!
    Não conhecia muitos dos livros citados, fiquei surpresa! Me interessei especialmente pelo Ou Isto Ou Aquilo da Cecília Meireles, minha diva!

    Sobre Crepúsculo: Foi o livro que me instigou a ler de verdade e a não ter medo de ler livros grossos. Li ele com 14 anos, foi uma experiência maravilhosa! Acho que as pessoas pesaram muito na história tecendo críticas até dizer chegar por diversos fatos, desde que é uma história bem diferente sobre vampiros escrita por uma mulher, até que as pessoas gostam de encher o saco mesmo.

    Eu tenho um livro favorito que todo mundo odeia, é “Os Sofrimentos do Jovem Werther”. É do Romantismo, é super odiado, pois falam que é muito triste. E é mesmo! Mas acho esse livro incrível, inclusive recomendo! Foi o marco do romantismo este livro, e o autor, Goethe, tem até filme contando a história de sua vida e como este livro chegou a ser publicado e virou um best-seller na época.
    O problema é que por ser muito melancólico, muitas pessoas se suicidaram após lerem-no na época em que foi lançado. Inclusive quando eu fui ler esse livro, uma professora da faculdade me pediu para eu não me matar depois que terminasse… Bizarro.

    Aguardo o próximo e último cast desse ano.

    Abraços cabulosos!

  • Alvaro Caxone

    Alvaro Caxone – 22 anos – Programador – São Paulo – SP

    Olá,

    Também sou bastante tolerante quanto a leitura, tanto que li vários desses, então, algumas considerações sobre os que eu li:
    Crepúsculo: Li todos e achei bem fracos… Sempre havia uma promessa de alguma batalha no final que ou não ocorria ou não era mostrada. Mesmo eu sabendo que esse não era o foco da história não deixava de ser algo brochante.

    A Cabana: Sou ateu, mas li tranquilamente e achei a história boa, apesar de ser simples e de utilizar de alguns cliches.

    Instrumentos Mortais: Gostei bastante da primeira trilogia, li os livros muito antes de sair o filme e acho que muitos julgam a historia sem ter lido. Li o primeiro da segunda trilogia, achei muito ruim e e decidi desconsiderar ele, pra mim a história termina no terceiro.

    Eragon: Acho muito legal, comecei a ler por causa do film, literalmente eu sai da sessão e passei na livraria e comprei o livro. Apesar da série possuir varias cliches (basicamente ele pegou a história de star wars e jogou na Terra média de tolkien). Ainda assim é uma baita série e os quatro livros são muito bons, com destaque para o segundo, o melhor na minha opinião.

    Paulo Coelho: Acho que muitas das pessoas que falam mal de Paulo Coelho e suas obras nunca leram nenhuma. Considero ele um grande autor ja tendo lido uma meia duzia de livros dele.

    è isso ai pessoal, Bom Cast, parabens.

  • É um grande problema sempre dar uma opinião, ou fazer uma lista pessoal, e a pessoa vir na caixa de comentários e querer arrancar teu couro porque não curtiu o que ela curte. Eu adotei tolerância zero com gente assim. Estilo Saraiva mesmo, pergunta idiota, resposta estúpida. Já deu.

    Eu adoro Dan Brown, li todos os livros do cara, meu preferido é Anjos e Demônios. E sei que é fórmula, Robert Langdon é uma mala, mas eu adoro os thrillers que o cara escreve. E arrisco dizer que ele é odiado apenas por vender muito. Parece que se você não é um escritor obscuro, que ninguém nunca ouviu falar ou viu nas prateleiras, que do nada ganhou um mega prêmio internacional, seus livros não prestam.

    Curiosamente, único livro do Paulo Coelho que eu consegui ler foi O Alquimista. Foi uma trajetória muito interessante a do personagem.

    Eu não gosto de Crepúsculo, mas não condeno a leitura, pelo contrário. Sangue Quenta, eu adorei esse livro, pois uma forma criativa de lidar com zumbis. E o livro tem passagens muito engraçadas.

    Acho que muitas pessoas não curtem livros que vendem muito ou que subvertem temas, como zumbis ou vampiros, porque elas pensam que estão perdendo alguma coisa. Elas devem imaginar uma mega fogueira nos fundos da livraria para todos os livros clássicos. Isso é ser mimado ao extremo, do tipo “eu curto assim, não quero que mude”. KIRIDO, pára de ser mala.

    Todo livro tem seus defeitos, porque as pessoas se apropriam da leitura de formas diferentes. Seria muito bom que entendessem isso de uma vez ao invés de ficar xingando quem tá lendo Eragon ou O Código Da Vinci.

  • Olá queridos Cabulosos! Feliz Ano Novo para vocês!
    Sim, estou atrasado nos casts, mas já já acerto isto.

    Sobre qualquer livro dado na época da escola que foi citado neste Cast, eu os repudio com todas as minhas forças!! Sim, eu tenho traumas graves! Hahah!

    Sobre Crespúsculo, não li, nem vi os filmes, mas não, cara… simplesmente, não! Saudades Bela Lugosi!

    Agora, tenho que admitir que o Lucien me deixou com MUITA vontade de ler o Sangue Quente! Deve ser algo ímpar!

    Abraços!

  • Renato Dantas

    Salve Cabulosos e Cabulosas,

    Depois de um bom tempo sem ouvir e comentar, aqui estou, entrei de férias e logo depois teve recesso de natal e ano novo, ouvir podcasts é algo que tá na minha rotina, quando saio da rotina me perco todo em tudo: leitura, podcast, séries, games.

    Eu li Eragon e Eldest, amei, não vi o filme porque sabia que era uma bosta. Também quero voltar e terminar a quadrilogia.

    Instrumentos Mortais eu achei o filme muito ruim, mas curti pra caramba a ideia do mundo criado pela autora, deu vontade de ler, mas tem TANTA coisa na frente que acabo deixando de lado. Vou aproveitar a série do Netflix mesmo, que espero que tenha a qualidade de Orange Is The New Black, House of Cards, Jessica Jones e outras séries do serviço de streaming mais lindo do mundo.

    Crepúsculo eu confesso que só vi os dois primeiros filmes e não me empolgou nem um pouco, até curti o lance de “vampiros diferentes”, adoro quando alguma série faz esse tipo de coisa, dar uma releitura/repaginada em alguma criatura/mito, mas o aspecto de romance adolescente não me empolgou. Quero ver os últimos filmes porque me falaram do citado “aspecto X-Men” de cada vampiro ter um poder único e tal, mas acho que não me faria ler os livros.

    Paulo Coelho eu li apenas Brida, achei um romance fraco, um livro de autoajuda que não me autojudou em nada e achei mais informações interessantes/relevantes/verossímeis sobre bruxaria e wicca em páginas da internet que no livro. Não me empolguei de ler mais nada dele, mas não desmereço de forma alguma o trabalho do cara e ADORO o fato de ele estar na Academia Brasileira de Letras hehehe só pra irritar os vários pseudointelectuais dos cursos de Letras pelo país afora.

  • Natália Cristina

    Não sei se todo mundo odeia, mas existe um livro que eu li, não vou dizer que eu amo mas gosto muito dele que é “As Aventuras de Pi”. Já emprestei pra mais de uma pessoa na expectativa de ter alguém pra conversar comigo sobre o livro, mas ambas desistiram da leitura. Realmente acho o enredo cansativo, mas se persistimos até o final, conseguimos captar a essência dele e ainda ficar com uma pulga atrás da orelha. Se ainda não tiverem falado desse livro/filme em nenhum episódio do Cabuloso Cast, sugiro que façam um, pois tem muita coisa a ser extraída dessa obra e acredito que cada pessoa que consegue chegar até o fim deve ter tido uma interpretação. Um abraço!

  • Mauro Ferreira Rebouças

    Um que eu gosto muito mas ninguém gosta:
    A Luneta Mágica – de Joaquim Manuel de Macedo.
    É um romance de fantasia com comédia, provavelmente um dos primeiros exemplos na literatura brasileira!

  • Isabela O.

    Paulo Coelho é um autor que eu tenho e ao mesmo tempo não tenho vontade de ler. Por um lado, vejo tanta gente falando mal dos livros dele que eu meio que criei um repudio por ele, mas por outro lado tenho curiosidade pois ele é muito lido lá fora. O problema é que, por ver TANTA gente falando mal, provavelmente quando eu for ler, vou ficar procurando defeitos no livro e tal.
    E sobre esse Cidade das Sombras, já vi o filme, achei legalzinho e só. Mas o tema sempre me pareceu meio interessante, mas tenho esse receio em ler por ser mais voltado pro publico adolescente e esses livros geralmente tem aqueles clichés de triângulos amorosos e blablabla. Mas agora que ouvi a Thaís falar dos livros nesses aspectos, me deu vontade de ler.

    E eu concordo TOTALMENTE com a opinião do Lucien sobre Crepúsculo. Acho que o povo criou cisma com os filmes e livros e ficam nessa encheção de saco desnecessária, agem como se fosse o pior livro de todos os tempos. Esse argumento de ‘estragou as histórias de vampiros’, como se a Stephanie fosse a primeira a fazer uma releitura dos vampiros, sendo que obras no estilo de Crepúsculo (romances envolvendo criaturas sobrenaturais) já eram super populares desde os anos 80.

    Sobre o Dan Brown, eu curto os livros dele hahahaha. Li esses livros na época que era viciada em ler na internet sobre teorias de conspiração, ficção histórica, sociedades secretas e na época que estava descobrindo o gênero e os subgêneros do Thriller (policial, psicológico, jurídico, etc) e eu simplesmente ADOREI Anjos e Demônios e O código Da Vinci. Sim, são extremamente clichés, previsíveis, cheios de fórmulas, mas são tipo ‘blockbusters’ da literatura, da mesma forma que tem filmes que você vê só pelas cenas de ação e os efeitos especiais, que te deixam extasiado, o Dan Brown funciona da mesma forma.

    Fiquei surpresa por não ter nenhum livro do Sparks nesse Podcast.