[Notícia] Game of Thrones: Entrevista com Peter Dinklage e Emilia Clarke

2

Inegavelmente, Tyrion (Peter Dinklage) e Daenerys (Emilia Clarke) são dois dos personagens preferidos da série Game of Thrones no momento. Não que não hajam outros, mas esses dois estão roubando a cena! Os diálogos entre eles fazem com que nos ajeitemos no sofá e colemos os olhos e ouvidos na televisão. Só temos que torcer para que George R. R. Martin não queira nos surpreender com nenhuma morte inesperada (batendo na madeira).

Em outubro de 2014, esses dois atores gravaram a primeira cena juntos, depois de cinco anos. (E que cena!) Não foi fácil de gravar: “Eu pensava: ‘Oh, meu Deus, estou falando com aquele cara que vejo na minha televisão. Eu estou nervosa. Isso é grandioso!” disse Emilia Clarke.

O encontro entre Tyrion Lannister e Daenerys Targaryen nessa temporada, animou até os fãs leitores, que ficaram muito entusiasmados com essa novidade da série, já que a cena não está nos livros.

Pouco depois que a cena foi gravada, a equipe do site Entertainment Weekly conversou com os atores sobre a nova parceria entre seus personagens. A entrevista é longa, mas vale a pena conferir.

ENTERTAINMENT WEEKLY: Então, como estão as coisas?

PETER DINKLAGE: Onde estão os dragões?! Onde eles os guardam?!

EMILIA CLARKE: Está tuuudo bem. Poderia ser melhor, poderia ser pior… Não, está incrível! Um dia brilhante, fascinante!

DINKLAGE: Eu estou tendo momentos fantásticos. Você tem essas grandes cenas de batalhas com 1000 atores extras, mas minhas cenas favoritas nesse show são sempre as gravadas “um a um”, especialmente trabalhando com uma pessoa que eu conheço há cinco anos, mas nunca tive a chance de atuar com ela.

CLARKE: Nós temos sido companheiros de cerimônias de premiação. Nós somos companheiros de entrevistas à imprensa. Mas é isso. É tão maravilhoso. Eu não estou matando alguém. Eu não estou gritando. Eu não estou falando Valiriano. Nós estamos tendo uma discussão. É um debate intelectual, saudável, o que é uma alegria!

Qual foi a reação de vocês quando pegaram o script 507 e perceberam que Tyrion e Dany estavam se encontrando?

CLARKE: Eu estava só folheando, lendo, lendo… “O QUÊ?!” [Ela finge hiperventilar]. E então, no final do episódio, eu estava tipo: “Por que vocês não me dão o próximo script? Eu quero saber o que acontece.”

DINKLAGE: Eu sabia que isso teria que acontecer. Eu ouvi [dos produtores David Benioff e Dan Weiss] que era inevitável.

CLARKE: Ele tem contatos lá dentro.

DINKLAGE: Essa é um coisa ótima sobre o meu personagem. Ele está em todos os lugares. Ele é o único personagem que sai por aí. Ele esteve na Muralha e agora ele tem que encontrar os dragões.

CLARKE: E, obviamente, este é seu encontro favorito. Era isso que ele estava tentando dizer. Eu posso ouvi-lo dizendo isso. Ele apenas não disse em voz alta ainda.

Qual das suas cenas preferidas foi feita pelo outro na série?

DINKLAGE: Eu acho que foi Emilia assistindo seu irmão ser morto por Khal Drogo na primeira temporada. O que Emilia fez lá foi tão incrivelmente…

CLARKE: Malvado.

DINKLAGE: Não. Impressionante, porque não foi maldade. Foi como: “Você se foi para mim.” Se fosse maldade, não teria tido tamanho efeito. Ele não significava mais nada para você que tinha essa nova pessoa em sua vida, que, por alguma razão estranha e maluca, você começou a se apaixonar. Isso que é tão legal nessa série. As relações podem começar de uma maneira horrível e se transformar em amor ou vice-versa. Ela é incrível, porque isso é muito complicado de fazer. Porque você poderia ter falado: “F* irmão, você merece isso” ou “Ele não merece isso”, mas [sua atuação] não foi nenhuma das duas. E é essa posição entre as duas que foi tão assustadora.

Nós começamos a ver sua transformação na rainha dos dragões naquele momento.

DINKLAGE: Sim, a transformação dela na primeira temporada foi simplesmente incrível. [Para Clarke:] Sua vez.

CLARKE: Sim, obrigada. Meu Deus…

DINKLAGE: É sério. Sempre quis te dizer isso e acho que nunca falei.

CLARKE: Bom, Peter sempre traz algo não esperado para a cena e sempre traz isso de um jeito diferente.

DINKLAGE: Especifique, por favor.

Obrigado, Peter.

CLARKE: Especifique! Bom, começamos a esperar sua performance incrível, engraçada e tocante. E quando Tyrion estava na prisão, na última temporada, você de repente tinha essa habilidade de mostrar o que Tyrion geralmente tenta fazer- se proteger tentando transformar o momento em algo trivial – e então, você estava lá, sua alma despedaçada e meu coração sangrou por você. Foi maravilhoso ver que era isso que estava lá o tempo todo. Você vê isso nas cenas, mas nessa hora isso realmente apareceu e me tirou o ar.

DINKLAGE: [Nossos personagens] são bons.

CLARKE: São , não é?

DINKLAGE: É legal interpretá-los. Eles fazem coisas terríveis, mas são bons e essa, talvez, seja a razão de as pessoas responderem bem a eles.

CLARKE: Mas sempre queremos que Peter ganhe, em todas as cenas. Por isso que essa cena foi tão difícil, porque eu estava tipo: “Droga!”

DINKLAGE: É estranho defender seu personagem quando eles também fizeram coisas terríveis como assassinar. Na vida real, se você matasse seu pai, não importaria o que eles tivessem feito…

CLARKE: É bem isso, isso é fantástico, brilhante!

Agora que eles se encontraram, o que Tyrion pode aprender com Dany e vice-versa?

CLARKE: Eu acho que Dany poderia aprender como conseguir o que ela quer com Tyrion. Também acho que Dany poderia aprender como fazer piada, talvez.  Ela poderia aprender a parar de levar as coisas tão a sério e parar de apenas ficar observando em algum momento.

DINKLAGE: Tyrion poderia aprender como ser um líder. Eu não acho que ele é bom nisso. Ele é esperto, mas sempre no ouvido de outra pessoa. Eu não sei se ele se encaixa no papel de liderança. Ele quer a mesma experiência que ele tinha aconselhando Joffrey, mas com uma pessoa qualificada e é isso que ela é. Ele está lentamente descobrindo que ela é uma combinação perfeita para ele.

10425465_720897554687563_1533839769761355325_n

Uma vez que nenhum de vocês sabe o que acontece com os personagens, quem vocês acham que vai sobreviver por mais tempo?

DINKLAGE: Eu acho que será algo como [rapidamente] você vai – eu vou.

CLARKE: Como lêmingues. Nós simplesmente pulamos de um penhasco, como Thelma e Louise. Ou nós matamos um ao outro. Isso seria maravilhoso!

DINKLAGE: Estou falando sério. Acho que vamos embora em um momento de glória – bum, bum, Bonnie e Clyde.

CLARKE: Ou ele apenas não morre, essa é uma outra lógica.

DINKLAGE: Se nós morrermos, eu espero que seja de um jeito dramático e alucinante.

CLARKE: Com certeza!

Eu acho que isso seria uma dádiva.

CLARKE: E se você lesse o script e tivesse escrito “Ele morreu à noite…”

DINKLAGE: Corta para “50 anos depois…” [Voz de um homem velho] Pegou meus comprimidos?!

CLARKE: Em seguida, ele tropeçou em um galho…

DINKLAGE: É assim que eu queria morrer na vida real, mas eu não acho que é assim que Tyrion gostaria de morrer, se ele morrer.

Via EW

  • Vanessa Straioto

    adorei a entrevista deles…nao acompanho a serie, mas ja os vi em ação..

    • Helena Eher

      Eles são os meus preferidos do momento!!