[Coluna] Concursos Literários – Junho/2015

0

Falae, galerinha cabulosa! Aqui é o Jonas Daggadol que tarda, mas não falha! A coluna está atrasada, os concursos a mil e as revistas digitais pipocando por aí!

Sobre os concursos de junho: como sempre destacamos um ou outro, já que (graças a Deus) temos vááááários concursos rolando por aí. Para este mês destaco o grande

 

CONCURSO INTERNACIONAL DA UNIÃO BRASILEIRA DOS ESCRITORES!

Este concurso premia livros inéditos em diversas categorias:

  • Contos
  • Crônica
  • Ensaio
  • Literatura Infantil e Juvenil
  • Poesia
  • Romance
  • Teatro

Muito legal, né?! Imagina a força que um prêmio deste pode dar a sua obra! Quem tiver interesse dá uma boa lida no regulamento clicando aqui e boa sorte!

Agora em destaque 2 concursos lá da terra do Lucien, aberto para todos nós, tupiniquins que escrevemos em Língua Portuguesa:

 

PRÊMIO NACIONAL CEPE DE LITERATURA – CONCURSO 100 ANOS DA IMPRENSA OFICIAL DE PERNAMBUCO

Acostumem-se com os nomes gigantes, é assim mesmo… Entonces, este concurso estava programado para encerrar as inscrições em 15/05, porém foi prorrogado para 26/06, conforme divulgado na mídia. É um concurso também dividido em categorias e obras inétidas, porém leiam o regulamento com muito mais atenção que a habitual.

“Por quê?”

Porque estes concursos promovidos por entidades governamentais funcionam como um Edital/Licitação. Sendo assim, o bom entendimento do regulamento requer atenção redobrada. Só de bater o olho no regulamento você já vai perceber a diferença.

Há um bom prêmio em dinheiro, assim como há uma cláusula de Exclusividade de Edição, por isto leia atentamente, ponha na balança e depois não vá se fazer de tonto dizendo que não sabia. Está tudo lá, é só ler com calma.

 

CONCURSO DE CONTOS “RECORTES DE CARUARU”

JOSÉ CONDÉ: 70 ANOS DE LITERATURA

Esse foi dica do Lucien, eu desconhecia. E é uma bela sugestão.

O prazo ainda é lá na frente – 16 de outubro – e temos um bom tempo para escrever a obra, já que o concurso é TEMÁTICO!!

Óiaió, um pedacinho do regulamento:

3- O tema do conto deve necessariamente contemplar a cidade de Caruaru.

Que bacana, né?! Dá tempo de ver no Google Earth, conhecer cada detalhezinho da cidade, ler sobre (muito além do Wikipedia, por favor, hein!?). Quem estiver por perto faz uma visita, aproveita e toma um café na casa do Lucien. E quem mora lá, nem preciso dizer… abra os olhos e o coração, veja tudo de bom (ou não) que tem em Caruaru e escreva um belo texto respeitando o regulamento, que você pode consultar clicando aqui (é uma página no Facebook).

Vai participar, Lucien?! Vamos lá homem, coragem!

 

Para terminar, para quem tem seu próprio ritmo e não quer ficar preso às datas, temos as Seleções Permanentes que, basicamente, são as Revistas Digitais.

Para quem gosta de fantasia e FC, é um prato cheio.

Sou leitor assíduo da Trasgo, leio edições esporádicas da linda Black Rocket (cadê o epub?!), gosto muito do formato da Somnium (sou órfão da Isaac Asimov Magazine “de papel”) e estou na Revista Eels #01 com o conto “O ônibus das 17 horas”, onde há também uma ótima entrevista com Rodrigo van Kampen, editor da Revista Trasgo.

Dêem uma olhada nos sites, baixem as revistas e leiam! Conversamos mais sobre elas nos comentários e na próxima edição da coluna. Deixem também suas revistas digitais preferidas, sugestões são sempre bem-vindas.

Abraços e até a próxima!