Skip to content

CabulosoCast #130 – (Pré) Paraíso Perdido

Posted by Lucien o Bibliotecário - 01/06/2015 - CABULOSOCAST

CabulosoCast #130 – (Pré) Paraíso Perdido

Olá Cabulosos do meu Brasil Baronil e Booklovers de todo mundo! Neste capítulo, Lucien o Bibliotecário convida Alexandre Carfer e Vilto Reis para juntos entrevistarem o autor Eduardo Spohr que lançará no mês novembro de 2015, o último livro da saga Filhos do Éden: Paraíso Perdido. Hoje vocês saberão sobre o processo de escrita do Spohr; quais eventos culminarão com A Batalha do Apocalipse e que um personagem clássico do spohrverso fará uma aparição especial nas páginas de Paraíso Perdido. Um bom episódio para vocês!

Agradecimentos especiais, pelos áudio-dramas, a:

Atenção!!!

Para ouvir basta apertar o botão PLAY abaixo ou clique em DOWNLOAD (clique com o botão direito do mouse no link e escolha a opção Salvar Destino Como para salvar o episódio no seu pc). Obrigado por ouvir o CabulosoCast!

Quer baixar o episódio em arquivo rar?

Para baixar a versão em zipada clique aqui, em seguida cole o link de download e clique na opção convert file.

Para fazer o Download do episódio clique aqui.

Comentado na leitura de e-mail’s

Recomendamos

Amazon

Livraria Cultura

Submarino

Comentado durante o episódio

Mídias Sociais

Assine nosso Feed

Assine nosso feed http://feeds.feedburner.com/cabulosocast

Nossa Página no iTunes

https://itunes.apple.com/br/podcast/cabulosocast/id730234743?mt=2

Nossa Página do You Tuner

http://youtuner.co/index/results?s=cabulosocast&x=0&y=0

  • jedimdk

    Klaus
    38 anos
    Sobradinho Df

    Ahhh muleke…. Muito foda esse episodio. Eu poderia discursar por paginas inteiras, mas diante de tanta qualidade, fico sem palavras. Trilha sonora impecável, perceptível a boa vontade em fazer o melhor nos áudio dramas e na adaptação em geral. Considerando que a semana passada não teve cast, será que esta semana teremos mais um?

    • Lucien o Bibliotecário

      Klaus,

      Pensei na possibilidade de lançar mais um esta semana, mas o desgaste foi muito grande para poder impressioná-lo neste episódio.

      Fico feliz, meu amigo, que tenha apreciado esse episódio.

      Abraços.

      • jedimdk

        Joia. Mas ainda ta me devendo o seu comentário la na torta Sonsa.

  • Fala, Lucien.

    Conforme eu disse no programa (e repito aqui, nunca é demais), muito obrigado pela oportunidade, e valeu pelo carinho com que a turma do Cabuloso Cast trata as minhas obras. Para nós, escritores, essa atenção, cuidado e incentivo não são apenas importantes, mas essenciais para que a gente possa continuar o nosso trabalho.

    Muito obrigado tb aos amigos Alexandre e Vito por concordarem em participar desse programa e ao Rafael, a Carine e ao Igor por encararem o desafio de gravar os aúdio dramas. E agradeço tb aos ouvintes, claro, pela audiência. Tenham certeza que nos esforçamos (creio q falo por todos) para fazer o melhor possível.

    Críticas e comentários são sempre bem-vindos. Espero q curtam a proposta do livro e se empolguem com essa nova aventura angélica 🙂

    Qualquer coisa, estou por aqui. Forte abraço a todos,
    Eduardo

    • Lucien o Bibliotecário

      Eduardo,

      Já estou contando os minutos para o lançamento de Paraíso Perdido.

      Obrigado mesmo pela entrevista, como disse no facebook, sem um bom conteúdo não poderia ter uma edição de qualidade.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • FHC

    Desculpa, mas quando vi o título achei que estavam falando de outro Paraíso Perdido! Haha!

    • Lucien o Bibliotecário

      Fernando,

      Não deixa de ser pauta do CabulosoCast falar da obra de John Milton.

      Mesmo assim, espero que goste deste episódio.

      Abraços.

      • FHC

        Foi ótimo! Me deixou bastante ansioso pelo livro.
        Gosto do Eduardo Spohr porque é um cara humilde e esforçado! É sempre bom acompanhar o processo de escrita de alguns autores!

        • Lucien o Bibliotecário

          Fernando,

          Que bom! Sim, o Spohr é um exemplo para muitos escritores. E acho sempre válido quando ele fala sobre o método de escrita dele, pois mostra para os demais que não há mágica ou jeito fácil.

          Obrigado pelo comentário.

          Abraços.

  • Acabei de dar pausa no programa aos 54 minutos) para dar minha opinião sobre a escrita e a imersão na história. O meu livro “Hollen Anjo Caído”, será lançado em breve (YEAH!) e esta trama me arrebatou de tal forma, que durante todo o processo de criação conseguia ver a história, quase que literalmente! Às vezes eu parava e mantinha o meu olhar fixo no horizonte. Neste momento estava visualizando as batalhas e as cenas de ação e muitas vezes elas não paravam com o fim da escrita. A imaginação continuava e como em um filme via o herói concluir uma ação, mesmo que no papel, ainda não havia concluído! Essa experiência (independente de ser ou não publicado) é incrível!

    • Lucien o Bibliotecário

      Fernando,

      É um importante depoimento! Pois como você passou pelo processo de acreditar no seu livro, enviar para os blogueiros, revisar e continuar a crer no seu trabalho.

      Obrigado por compartilhar essa impressão que só um escritor pode vivenciar.

      Abraços.

      • Isso! E não estou parado! A sequência de Hollen está em curso e um dia espero publicar essa continuação! Quando o primeiro livro sair, gostaria de conversar com você sobre divulgações no site do Leitor Cabuloso, como se daria esse processo?

        Abs!

        • Lucien o Bibliotecário

          Fernando,

          É isso ai! Mãos a obra!

          Obrigado pelo comentário.

          Abraços.

  • Edição incrível caral!!!

    • Lucien o Bibliotecário

      Rafael,

      Tem muita qualidade além da edição nesse programa. Sua participação foi imprescindível.

      Obrigado, meu amigo. Pela incrível colaboração.

      Abraços.

  • Nícolas Caliman

    Vocês não fazem ideia da minha animação nesse momento. Este livro é o que mais estou esperando para esse ano, comecei a ler o primeiro livro do Eduardo o Batalha do Apocalipse) quando entrei na universidade e foi um momento muito difícil para mim. Mas a literatura me ajudou a levar isso de uma maneira melhor. Vocês do Leitor Cabuloso são ótimos, comecei a ouvir seu podcast há pouco tempo, mas já notei sua grande qualidade e dedicação. Ainda não ouvi, estou escrevendo antes, mas tenho certeza que vou ouvir um programa inacreditável. Obrigado a vocês e ao Spohr, estou esperando para poder comprar o livro.

    • Lucien o Bibliotecário

      Nicolas,

      É importante saber que muito mais do que livros, eles são partes da nossa história. Saber que A Batalha fez parte de um momento importante para você só atesta isso.

      Espero que realmente goste deste episódio. Que ele chegue um pouquinho próximo das suas expectativas.

      Obrigado pela confiança em nosso trabalho.

      Abraços.

  • Renato Dantas

    Episódio incrível.

    Nunca gostei de histórias de Anjos e Demônios, porque acho que sempre cai no aspecto de religião. Eu sou ateu, então considero a Bíblia tão mitologia quanto as histórias dos Deuses de Asgard ou do Olimpo, mas geralmente quando algum escritor vai abordar esse tema acaba puxando pro lado religioso. Acho que o Eduardo é um dos poucos que consegue escrever sobre esse assunto sem passar a impressão de que está tentando converter o leitor. E isso foi o que me fisgou quando li A Batalha do Apocalipse e me motivou a ler Filhos do Éden. Eu gostaria que ele continuasse a escrever nesse universo, expandindo-o, sem necessariamente abordar os Anjos. Temos todos os panteões no plano Etéreo, as Guerras Mediterrâneas, os Elfos e Fadas de Arcádia, os diversos tipos de Bruxos e Feiticeiros e até mesmo, por que não, os Demônios.

    E, para não perder o hábito, queremos CabulosoCast de Crônicas de Gelo e Fogo.

    • Renato, valeu pelo comentário, cara. O André Vianco tem um livro de anjos também, que não tem nada de exatamente religioso. Chama-se “O Senhor da Chuva”. Li e gostei. Recomendo.

      • Renato Dantas

        Valeu pela dica Eduardo, vou dar uma conferida. Meu namorado é fã do Vianco e tem todos os livros dele, vou aproveitar e pegar esse emprestado.

        • Vou dar uma cutucada agora e recomendar outro livro: “Este Mundo Tenebroso”. Antes de tudo, vale dizer: é um livro evangélico. Mas, sério, é MUITO bom. Se vc conseguir ler considerando-o como fantasia (eu consegui fazer esse distanciamento), acho q vai gostar.

          Na real, pra mim, que sou fascinado em estudar religiões, foi até um jeito de conhecer mais sobre a visão daquela seita protestante específica a respeito do céu, do inferno, ou seja, da mitologia deles. Mas o que torna o livro bom é o fato de ele ser bom mesmo, tipo, super bem escrito, com diálogos interessantes e alto nível de tensão.

          A continuação não é tão boa. Mas procure pelo primeiro. Li faz muitos anos e me inspirou a criar o que eu chamaria de “plano astral” dos meus livros. Inspirou o Vianco tb.

          • Lucien o Bibliotecário

            Eduardo,

            Olha aí! Mais detalhes das fontes do spohrverso. Fiquei curioso para procurar por essa obra.

            Vou ver se acho nas livrarias que tenho acesso.

            Obrigado por participar tão ativamente dos comentários.

            Abraços.

          • Antigamente só se achava em livraria evangélica. Hoje, com o advento da internet, é relativamente fácil de achar.

    • Lucien o Bibliotecário

      Renato,

      Concordo com você. O Spohr foge da religiosidade. E vendo a quantidade de seres que o universo dele criou realmente fica claro que ainda há muito o que explorar.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

    • Augusto Tenório

      Creio que o ateísmo dele ajude muito nisso.

  • Acabei de ouvir e compartilhar o episódio! Gosto muito do Eduardo Spohr e me tornei um fã de sua obra e também do Lucien, que sem sombra de dúvidas, trabalha com esmero para levar a todos um podcast de qualidade que se supera a cada semana!

    • Lucien o Bibliotecário

      Fernando,

      Muito obrigado pelos elogios. Como o Spohr disse a responsabilidade só aumenta. Cada episódio precisa superar o anterior.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Carlos Valcárcel Flores

    Carlos Valcárcel, 33a, São Paulo
    Se não me engano, eu “conheci” a Sporh num RPGCON em São Paulo faz algunos anos atrás. Um amigo tinha levado uma cópia de A Batalha do Apocalipsis para que seja assinada. Eu acho muito legal quando um escritor se de um tempo para falar com os fãs do seus projetos.

    • Eu me lembro bem dessa RPGCON, Carlos. Foi bem maneiro, uma experiência incrível. Espero te encontrar nos próximos eventos em São Paulo 🙂

      • Carlos Valcárcel Flores

        Com certeza! Esse RPGCON foi meu primeiro grande evento em Brasil, não conhecia muito sobre a literatura daqui. Fiquei surpresso porque não sabia que tinham autores de fantasia.

        • Foi lá que eu conheci o Leonel Caldela, que depois veio se tornar um grande amigo. Obrigado por me acompanhar e fazer parte dessa história, Carlos.

    • Lucien o Bibliotecário

      Carlos,

      O Spohr é assim. E isso é de admirar mesmo. Esse contato com os fãs é o que faz com o ele seja quem é.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

      • Augusto Tenório

        É o segundo motivo pelo qual sou “spohrzete”

        • Lucien o Bibliotecário

          Augusto,

          Pode ser! 😀 Spohrzete!

          Abraços.

  • Danilo Santos

    Absurdamente incrível a dramatização do livro. Me trouxe de volta aquela maravilhosa emoção que eu tenho lendo os livros do Eduardo Spohr. Mal posso esperar para ler o livro e pegar o autógrafo!

    • Lucien o Bibliotecário

      Danilo,

      Fico feliz que tenha gostado do episódio e que tenha sido nostálgico para você.

      Espero que siga nos ouvindo.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Antonia Isadora De Araújo Rodr

    Uou o/
    Achei show a entrevista com o Spohr. Na verdade, tenho todos os livros dele. Lembro que quando vi ABDA quase deixei a mãe maluca para comprar o livro, tenho uma certa queda por anjos caídos. Na verdade, eu sou fascinada por tudo que tem haver com anjos, vampiros, lobisomens, entre outras coisas do mundo sobrenatural. Mas o Eduardo conseguiu fazer com que eu ficasse me questionando: “Será que existem anjos caídos vagando entre nós simples seres humanos esperando até o sétimo dia terminar e acontecer o tão especulado apocalipse?”
    Também ele me deixou pela primeira vez orgulhosa de está lendo um livro escrito por um brasileiro. É porque bem são raros os livros brasileiros que me fascinam, fazem com que eu queira mais, que eu comente algo, que faça com que realmente eu queira uma continuação. Na verdade, leio mais livros de autores de fora do que brasileiros. Mas com o Eduardo é diferente você quer ler, você quer saber o que acontece, você quer mais. CARAMBA!!!
    Lembro que quando encerrei ABDA eu fiquei: “CARAMBA!!! Esse autor é mesmo brasileiro? A escrita parece com os livros de autores de outros países que já li. CARAMBA!!! Mais que final.”
    Eu fiquei em total nostalgia. Recomendei meu livro para vários amigos meus, total que ele agora tá meio que um “senhor de idade” que mal pode sair de casa.
    Aí quando vi Filhos do Éden Herdeiros de Atlântida não precisei nem enlouquecer a mãe, porque quando ela viu meus olhos brilhando comprou ele pra mim. Aí lá se foi mais uma nostalgia, lá se foi eu quase pirar para achar Anjos da Morte porque eu necessitava da continuação com urgência. Era tipo: “SOCORRO!!! EU NECESSITO DO SEGUNDO LIVRO COM URGÊNCIA.”
    Aí ganhei e tipo quando comecei a ler tinha um colega meu de curso que estava lendo ele também e o assunto que mais falávamos era sobre Anjos da Morte. Éramos dois nerds falando sobre o livro e ninguém mais entendia o que falávamos e eu estava nem aí, porque eu queria saber o final.
    E enfim agora aguardo ansiosa o Paraíso Perdido.
    Gente vocês podiam ter colocado ele mais na parede sério precisava saber de mais coisas.
    Ainda bem que em Novembro é meu niver e pelo jeito o presente que vou deixar meus pais malukos para conseguir é meu exemplar de Paraíso Perdido.
    Beijinhos e vocês todos estão de parabéns pela ótima entrevista.
    Virei fã.
    P.S: Depois de Filhos do Éden Herdeiros de Atlântida sabe o que é você ficar ouvindo uma versão de vez em quando que você tem com o MUSE de Can’t Take My Eyes Off You só por culpa do livro? Bem há 3 anos estou nesse estado de ter essa music na playlist de celular 😀

    • Antonia, obrigado pelo carinho, pela atenção, e valeu por acompanhar meu trabalho. Espero poder fazer sempre o melhor. Bjs!

      • Antonia Isadora De Araújo Rodr

        Seu trabalho é incrível, não tenho nem o que falar dele.
        Espero por mais e mais obras sempre. Parabéns pelo incrível e belíssimo trabalho.
        Espero por Novembro hiper mega ultra ansiosa. Bjs!

    • Lucien o Bibliotecário

      Antonia,

      Nós tentamos acredite! 😀 Adorei o seu relato e como você se tornou fã do Eduardo Spohr. Saiba que somos todos fãs.

      Espero que todos consigamos nosso exemplar de Paraíso Perdido e que possamos juntos falar dessa obra incrível.

      Obrigado pelo comentário.

      Espero que siga nos ouvindo.

      Abraços.

      • Antonia Isadora De Araújo Rodr

        Vou seguir ouvindo vocês pode ter certeza 😉
        Sou uma nerd perdida no mundo dos livros e adorei o site de vocês. É divertido, ao mesmo tempo super interativo e deixa a gente querendo saber mais o que virá por aí.
        Pode ter certeza que vamos conseguir nosso exemplar e vamos comentar muito sobre ele 😀
        Abraços e obrigada por me acolher nesse site incrível.

        • Lucien o Bibliotecário

          Antonia,

          Como disse acima próximo falaremos sobre o Paraíso Perdido. Aguarde.

          Espero continuar fazendo episódio que te façam permanecer como nossa ouvinte.

          Abraços.

    • Augusto Tenório

      Efeito matrix =D. Quando finalizei Filhos do Éden 1, ficava imaginando o tempo todo como seria se houvessem anjos entre nós. No caso de ABDA não aconteceu o mesmo por ser muito fantasia épica, e por ter conhecido o título quando estava no auge, logo antes de lançar o FdE.

      • Antonia Isadora De Araújo Rodr

        É tipo nostálgico. O Eduardo faz isso com a gente, ele faz a gente imaginar e até começar a acreditar que podemos ter anjos vagando entre nós. Sei lá as vezes me questiono sobre isso??

  • Augusto Tenório

    Erro da leitura de emails: Quem quiser pular, adiante par 28 minutos, não 18.

    • Lucien o Bibliotecário

      Augusto,

      Achei que ninguém ia notar! 😀

      Obrigado pela correção.

      Abraços.

      • Augusto Tenório

        Não iriam notar se não prestassem atenção. Eu notei pq vc disse isso aos 21 minutos.

  • Augusto Tenório

    Nada melhor do que construir um mundo de fantasia ouvindo CC sobre FdH com o próprio autor.

    • Lucien o Bibliotecário

      Augusto,

      Espero que seja motivador sempre. É nossa intensão fazer um CabulosoCast sobre o Paraíso Perdido como fizemos com o Anjos da Morte ano passado. Sem o Spohr, só nós três falando sobre o livro.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Augusto Tenório

    Lucien como Metatron ficou horrível, mas como Deyniel ficou ótimo.

    • Lucien o Bibliotecário

      Augusto,

      Denyel é a voz do Igor, não minha. XD

      Abraços.

      • Igor Rodrigues

        Exijo aumento de cachê. Lucien paga abaixo da tabelo do sindicato.

        • Lucien o Bibliotecário

          Igor,

          O povo não se contenta mesmo! 😛

          Abraços.

      • Augusto Tenório

        Já pode te substituir, cuidado viu?

  • Succ Kammiekazzie

    Aee gurizada cabulosa! Saudades de vcs.
    Cara, sou fã do Spohr. Olha que surpresa boa encontrar um podcast sobre o livro que mais espero nesse ano! Voltei na hora certa.
    Tudo perfeito pra variar, adorei a dramatização, os quase spoilers e tudo mais. Que lindo o Edu falando do Conan, do Howard… (Gui está devendo um podcast sobre o Conan… Estou esperando)
    Bom, só queria ressaltar que A Batalha do Apocalipse é um livro tão incrível quanto os demais do Spohr, tenho até um carinho a mais por ele.
    Parabéns, Edu. Pelo talento, pela simpatia, pelo carisma e afins. Parabéns, equipe cabulosa, amo vocês!

    • Lucien o Bibliotecário

      Succ,

      Sim, eu estou na dívida com você! 😀

      Gosto muito da Batalha também, mesmo reconhecendo alguns defeitos gosto de pensar que temos um escritor brasileiro que escreveu uma obra daquele porte.

      Obrigado pelo comentário. Estava com saudades de você me chamando de Gui.

      Abraços.

  • Lys Marie

    Acabei de ouvir esse e só posso dizer que quero Paraíso Perdido pra já! Eduardo como sempre muito simpático! Depois que o livro for lançado, nós, leitores, precisamos saber quando vão acontecer as rodadas de autógrafos! Enquanto isso, farei como o Lucien e vou reler os anteriores.

    • Lucien o Bibliotecário

      Lys,

      É nossa meta de vida reler os outros livros antes do lançamento de Paraíso Perdido.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • João Paulo Gutknecht Silveira

    O link para o “A Torre das almas”(ebook) nos leva a uma pagina que não permite a compra do mesmo :/ fiquei curioso a respeito mas triste por não poder ter acesso ao mesmo :/

    • Lucien o Bibliotecário

      João,

      O link da Amazon continua ativo. Eu realmente não consigo compreender como um ebook pode se esgotar.

      Peço desculpas pelo transtorno, mas infelizmente é uma questão da Cultura.

      Obrigado por informar.

      Abraços.

      • João Paulo Gutknecht Silveira

        Mesmo na amazon não existem formas de comprar :/

        • Lucien o Bibliotecário

          João,

          Tem sim. Deixo um print.

          Abraços.

  • Joao Silva

    Lucien, como coloco minha pagina em português?? me cadastrei, mas gostaria de completar, mas em iglês é complicado… obg.. rsrs

  • Francesca Abreu – Manu e Nelle

    Livro em pré-venda para o dia 31 de outubro de 2015 já comprado e garantido. Esperando que o Spohr passe por Londrina-PR para mais uma noite de autógrafo.
    Agora posso ouvir ao cast com carinho.
    Esperando ansiosa pelo livro e fechamento da aventura dos Filhos do Éden.

  • Francesca Abreu – Manu e Nelle

    Acho que vou ter que ler pelo menos Anjos da Morte de novo.