[Resenha] A Hora dos Ruminantes de José J. Veiga

1

A Companhia das Letras relançou recentemente A Hora dos Ruminantes em uma edição muito bonita, de capa dura, que é a que tenho em mãos na foto abaixo.

a hora dos ruminantes

A história se passa em Manarairema, cidadezinha pacata onde as novidades são poucas. Até que aparece uma caravana e acampa próxima à cidade. Todos ficam ouriçados para saber o que aquelas pessoas procuram e o que vieram fazer na pequena cidade. As pessoas movidas pela curiosidade até param de trabalhar querendo saber da caravana e procurando alguém que saiba de algo. Esse é o grande ponto de A Hora dos Ruminantes: os modos e hábitos das pessoas que vivem em uma cidade pequena. Como uma pequena coisa, que normalmente associamos como uma coisa simples, mexe completamente com a vida dessas pessoas.

A caravana em si se sente incomodada pela curiosidade de Manarairema (colocam panos em volta do acampamento para deter os olhos curiosos) e o pouco contato que eles fazem com os moradores da cidade, já que não aparecem nem para comprar mantimentos, é feito de forma brusca e mal educada, fazendo com que o povo comece a temer aquelas pessoas. Alguns mais corajosos tentam contato para saber o motivo do acampamento, mas quando esse contato acontece, voltam diferentes e não falam do que aconteceu no acampamento.

“Olhando para cima, para baixo, para as casas em frente, Manuel sentiu que não estava vendo o largo familiar mas um trecho de outra cidade, remota, inóspita, maligna. Manarairema estaria se acabando, se perdendo para sempre?” – Pág. 71

Porém as coisas estranhas não param por aí. A cidade é invadida primeiro por uma matilha e pouco tempo depois por uma manada de bois que no segundo caso por exemplo, impede as pessoas de saírem de casa e os mantimentos são comprados pelas crianças que andam pelos lombos dos bois pela cidade. Todos esses acontecimentos podem ter relação com o bando de pessoas estranhas?

Vendo algumas resenhas aleatórias vi que muitas pessoas não gostaram do livro e imagino que o desgosto vem em grande parte pelo motivo de que essa pergunta acima não recebe resposta no livro. Só podemos supor. Não atrapalhou a leitura e o resultado final na minha opinião, pois enquanto lia nunca esperava encontrar as respostas. O livro de José Veiga é focado não no fantástico ou em respostas, mas nas pessoas que fazem parte dele, dos personagens, suas ações e crenças, com um ambiente conhecido por nós e puramente brasileiro. Achei a leitura muito agradável por conta disso.

Essa nova versão da Cia. das Letras conta com um prefácio de Antonio Prado que é interessante ler para conhecermos um pouco do próprio autor além de que ele fala de como o livro pode ser visto como fantástico, mas não o é.

Recomendo A Hora dos Ruminantes. É uma leitura fácil, rápida e além de tudo divertida.

NOTA:

05-selos-cabulosos

Ficou interessado(a)? Então compre o livro nos links abaixo:

Amazon
Amazon (e-book)
Submarino

Autor: José J. Veiga
Origem:
Brasileira
Edição:
Editora:
Companhia das Letras
Ano: 2015
Páginas: 152
Skoob

  • Janaina Muniz

    Eu adorei esse enredo. E é um livro curtinho. Vou procurar. Interessante que eu não tinha ouvido falar desse autor antes. Nós temos autores até de literatura fantástica que não são mainstream.