[Notícia] Morre Terry Pratchett, autor de Discworld

3

Morreu ontem, 12/03, o autor britânico Terry Pratchett, que tinha 66 anos. Pratchett sofria do Mal de Alzheimer, com o qual lutou durante anos, sem nunca deixar de escrever. O quadragésimo primeiro livro da série Discworld, The Shepherd’s Crown, estava previsto para lançamento em setembro, mas, com a morte dele, poderá atrasar indefinidamente.

Pratchett é conhecido pelo tom satírico de suas obras, que fazem piadas com atualidades, política, cultura pop, etc. Grandes nomes da literatura como Robert E. Howard, J.R.R. Tolkien, H.P. Lovecraft, Shakespeare e muitos outros serviram de inspiração para suas obras, nas quais também eram parodiados. Por esse seu tom irônico e engraçado, poderíamos dizer que Pratchett tinha um estilo parecido com Douglas Adams, apesar de muito mais prolífico.

O autor também flertava com mitologia, folclore e religiosidade, e colaborou com Neil Gaiman no livro Belas Maldições, que conta uma inusitada história do Anticristo, um garoto de onze anos, que um demônio e um anjo querem impedir de trazer o fim do mundo, pois estão acostumados com a vida que levam na Terra.

Após ser diagnosticado com a doença, Pratchett disse que queria morrer por suicídio assistido antes que a mesma ficasse crítica, e fez até um programa na BBC sobre o assunto, com o auxílio de um amigo, pois já tinha dificuldades em ler devido à doença. Foram feitas declarações de que sua morte ocorreu por causas naturais. Hoje, Pratchett pode ser encontrado sentado na cabeça de A’Tuin, a grande tartaruga, e navega pelo espaço, para sempre, em paz.

O fim.logolucas_vectorized (1)

 

  • Roberto Ferreira

    olha, muito legal, mas em Belas maldicções são um demônio e um anjo, não dois demônios, e Douglas Adams era britânico, desculpe ser chato

    • Lucas Rafael Ferraz

      Bom dia Roberto!
      Você é rápido! Estava relando a notícia quando saiu e achei que ficou muito estranha a frase do Adams, quando fui arrumar vi seu comentário, haha.
      Realmente errei em relação a Good Omens.

      Muito obrigado, abraço!

  • Notícia muito triste… Terry Pratchett, para mim, era um dos melhores autores de fantasia existentes… Mas ainda é, não é?

    E quem sabe, agora, alguma editora decente consiga lançar as obras dele, porque o que a Conrad faz é, no mínimo, sacanagem.