[Coluna] Humpty Dumpty

4

Este pequeno texto expressa a grande frustração que sinto no debate político atualmente, onde sobra polarização radical e falta bom-senso. Ele nasceu como um comentário de agradecimento ao episódio 16 do podcast Mamilos, intitulado Protestos, Obama em Selma, Toro Loco e Peterson, o qual recomendo que todos escutem.

Me sinto o Humpty Dumpty em cima do muro.

De um lado, o pessoal de esquerda, do outro, o pessoal de direita. Alguns gatos pingados tentam subir aqui comigo, mas são tragados para baixo.

Os do lado direito me chamam de petralha. Os do esquerdo, de coxinha reaça. Entre eles, trocam piadas, sarcasmos e argumentos tão ridiculamente frágeis que quebrariam caindo de dez centímetros de altura, difícil saber se por ignorância ou má-fé.

Espalham suas ideias com posts engraçadinhos e polarizados ao extremo. Pregam para doutrinados, afastam ou causam raiva em quem pensa diferente. Uma faixa de Gaza ideológica tão difícil de se apaziguar quanto a real.

Aqui de cima vejo amigos inteligentes, pessoas imensamente capacitadas, mas que, sem saber, só aumentam a altura desse muro, seja sob a clara agressividade ou o disfarce já gasto do humor. Pobre humor, tão maltratado.

Tentei falar com ambos e só levei pedradas. Argumentei, perguntei de boa vontade para tentar entender suas posições, mas nunca funcionou. O muro aumentou e eu subi junto com ele. Hoje vejo um monte de formiguinhas raivosas lá embaixo e temo pela queda. Nem os homens da Rainha Vermelha nem os dos Tucanos Azuis conseguiriam me juntar de novo.

Chega mais, sobre no muro comigo. Aqui é meio solitário. Uma boa companhia é sempre bem vinda.

logolucas_vectorized (1)

  • Jonas Daggadol

    Pois, é Lucas. Aproveita que estou sentado ao seu lado, em cima do muro, e me passa um destes tomates para eu jogar na galera lá embaixo.
    Para piorar, a expressão em cima do muro é pejorativa. Todos consideram que somos obrigados a tomar partido em uma das toricdas de futebol, digo, um dos lados partidários; caso contrário, somos uns bundões sem opinião.
    Em nosso caso, quando não concordamos 100% com nenhum dos lados (o que deveria ser absolutamente natural), somos apedrejados pelos dois.
    Ninguém está disposto a ouvir, apenas gritar pelos cotovelos, e geralmente com pouco embasamento, usando argumentos natimortos que mal conseguem partir a casca do ovo.

    • Lucas Rafael Ferraz

      É bem por ai Jonas!!
      Valeu pelo comentário!

  • Gabriel Mendes

    Aí é que tá. Existe mais gente além dos “coxinhas reaças” e “petralhas”. Gente com ideias boas e que não é a favor de nenhum dos dois. O problema, é que esses são tachados de nazistas, maconheiros, elitistas, ateus e todo outro adjetivo que os segregue dos ideais dos vermes que instalaram seu sistema e estão lutando por hegemonia dentro do mesmo.

    • Lucas Rafael Ferraz

      Difícil dialogar né Gabriel?

      Obrigado pelo comentário!