[Coluna] E porque não História e Literatura?

8

Durante uma reunião para acertar as propostas dos lançamentos das colunas de 2015 do Leitor Cabuloso, tivemos uma agradável surpresa ao saber que nosso colega sumido, o senhor Danton Brasil resolveu reassumir seu posto junto à nossa equipe.

Como somos cabulosamente astuciosos, resolvemos colocar o coleguinha no paredão e dar uma espécie de cheque-mate: volte, mas seja original!

E o que é mais original para nosso site e nossos leitores do que um historiador em formação escrever sobre História?

Dois historiadores, entre eles um já graduado, escrevendo sobre História e Literatura!!!

E foi assim que surgiu mais uma coluna aqui no LC: sejam bem vindos à estréia da coluna “Pergaminhos“.

Porque? Poooooooooorqueeeee?

Nesse espaço eu, Domenica Mendes e Danton Brasil vamos trabalhar com um tema bastante amplo que relaciona duas ciências e explora suas relações: História e Literatura.

O assunto parece simples, mas não é. Parece impossível, mas também não é.

É um desafio!

E qual humanista não adora um desafio teórico?

A “Pergaminhos” é um espaço destinado aos colegas estudiosos, os historiadores em formação e até mesmo aos leitores curiosos que querem aprender um pouco mais sobre como funciona a mente doida dos pesquisadores e a relação existente entre essas duas paixões.

Se te contarmos que é possível entender a mente e alguns fatos históricos a partir de um livro de romance, você vai acreditar? Temos como mostrar!!! (Isso e muito mais!)

Sem mais delongas esperamos que curtam as postagens e acompanhem as aventuras.

Contamos com vocês!

Até semana que vem!!!

 

Os atrevidos

Danton-BrasilDanton Brasil, 20 anos, 1,90 e 120 quilos de pura criatividade lúdica e dispersa. Ambidestro e escritor, começou na internet com um blog de esportes com seus amigos em 2006. Participou do Leitor Cabuloso sendo criador da coluna Devaneios, depois saindo ao criar com outros blogueiros o canal Sopa Primordial no YouTube e agora volta com a coluna Pergaminhos. Graduando em História pela UFRPE, é aficionado por livros e filmes sobre Guerras, vikings, império romano, piratas e pós-apocalipse. Colecionador oportunista também, vale ressaltar. Optou por esse curso por diversos motivos: porque sentiu um chamado da natureza, história é amor, sempre foi curioso e não passou em jornalismo. Pensou em desistir, mas acabou pegando gosto pela coisa.(Esqueci de botar que calço 46!)

Domenica MendesDomenica Mendes, 26 anos, 1,50 m de pura curiosidade e atrevimento. Graduada em História pelo Centro Universitário Central Paulista – São Carlos/SP desde 2009, desenvolveu seu trabalho de iniciação em pesquisa científica e conclusão de curso na área de História e Literatura. Consegue unir suas paixões pela História, Ciência, Literatura e Arte no dia a dia através dos projetos que assume. Optou por esse curso de formação devido aos acontecimentos do século XX, objeto de estudo. Entrou para a família Cabulosa em janeiro de 2014 e atualmente revisa e publica as colunas do site, cuida de algumas parcerias com editoras, faz algumas resenhas e participa de alguns CabulosoCast’s e outros podcast’s por aí. Trabalha com redação freelance e também na área de Segurança do Trabalho (ufa!). Não dispensa uma boa companhia, um bom café, um seriado e um filme. Livros? Nem precisa falar.

  • jedimdk

    Klaus
    37 anos
    Sobradinho DF

    Bem legal colocar isso em paralelo.
    Quando estudei, fazíamos isso na escola, a professora de literatura era a mesma
    de historia e a mesma de língua e geografia. Era considerada uma materia só. Analisávamos
    todos os aspectos de uma época.

    • Klaus, que demais!!!!
      Vocês tiveram muita sorte então! =)
      Estudar história e literatura é realmente fascinante. Eu particularmente sempre fico meio doida com isso, o coração bate mais forte.

      Espero que goste do conteúdo então! Até a próxima!

      • jedimdk

        Fizemos também historia da arte junto. Poderia ser um plus pro Leitor Cabuloso adicionar um perfil artístico junto ao histórico e literário. A simbiose entre esses três pontos de vista é muito mais forte do que as pessoas geralmente imaginam. Leve em consideração Leonardo por exemplo, que teve sua obra influenciada por guerras e serviços prestados para nobres tanto na arte quanto na engenharia militar, devido obviamente ao momento histórico. Inclusive existem artistas que chegaram a influenciar a maneira como hoje fazemos café, por causa do gosto pessoal desses VIPS. Isso entre outras coisas…

        • Klaus,
          Adorei sua sugestão!
          Vamos analisá-la com carinho.
          Seu comentário sobre o café me lembrou o conteúdo de uma nova coluna que já está para sair nas próximas publicações. Fica ligado! 😉

  • Victor Hugo Oliveira

    Esperando grandes coisas (the big deal) agora *.*, vou cobrar enhi xP

    • Obaaaaaaaaaaaaa!!!!
      Pode cobrar! =D
      Obrigada por acompanhar!

  • Gabriel Mendes

    OK. AGORA eu tenho um motivo pra entrar no Leitor Cabuloso todo santo dia. Tem como não amar esses dois?

    • 😀 ♥
      Guenta firme que o primeiro post já tá no forninho!!!! ♥