[Resenha] Star Wars: Herdeiro do Império – Timothy Zahn

3

Sinopse:unnamed

Luke, Han e Leia enfrentam uma nova ameaça. Cinco anos após a destruição da Estrela da Morte, a ainda frágil República luta para restabelecer o controle político e curar as feridas deixadas pela guerra que assolou a galáxia. O Império, porém, parece não ter morrido com Dath Vader e o imperador. Habitando os confins da galáxia, o grão-almirante Thrawn, gênio militar por trás de diversas ações imperiais, ainda luta para reconquistar o poder perdido. A bordo do destroier estelar Quimera, ele descobre segredos que lhe darão a chance de destruir definitivamente o que restou da Aliança Rebelde, para assim retomar o domínio da galáxia e controlar os últimos dos Jedi.
Herdeiro do Império é considerado um dos mais importantes marcos do Universo Expandido de Star Wars.

IMG_20150111_222703545
O livro e o marca páginas

Eu nunca havia lido nada do Universo Expandido de Star Wars. Nada mesmo. Acho que em partes isso se deva ao fato do número imenso de livros que existem: pode ser algo intimidador para quem conhece apenas os filmes. Eu não tinha ideia do quanto estava perdendo.

Ao fim do Episódio VI, temos a sensação de que tudo está bem, tudo terminou, a Rebelião venceu e a Galáxia está em paz e segura. Mas não é bem assim. O Império sobreviveu à destruição da primeira Estrela da Morte e teve gente e recursos para fazer outra, não é só porque o Imperador e Vader morreram que tudo acabaria.

Existe um Grão-Almirante que sobreviveu. Um homem azul de olhos vermelhos e uma mente perspicaz, quase um Sherlock Holmes do lado negro. Thrawn. Ele é o grande antagonista e a liderança que se ergueu no Império, ele é quem nossos heróis, Luke, Leia, Han e os outros terão que enfrentar, e ele é quem dá o nome à trilogia de Timothy Zahn.

Vale ressaltar que, apesar de ser uma continuação direta dos filmes, os livros de Zahn não serão usados com base do Episódio VII: O Despertar da Força, que sairá em dezembro desse ano. Todos os livros do Universo Expandido foram movidos para o selo Legends, e não são mais considerados canon (parte oficial da história dos cinemas). Isso foi feito para dar maior liberdade aos roteiristas da nova série que se iniciará, agora pela Disney e sob a batuta de JJ Abrams.

Mas durante décadas, essa trilogia foi considerada a continuação dos filmes, e, como tal, se sai muito, mas muito bem mesmo. Eu não sabia o que esperar quando comecei a ler, e me surpreendi pelo ritmo que os livros têm. Parece mesmo um filme, mantém a essência de Star Wars muito bem. Apesar de ser um livro grande, com mais de 400 páginas, li ele muito rápido, porque as cenas são dinâmicas e cheias de ação e intrigas políticas.

Nele vemos uma Nova República se estabelecendo, mas ela ainda é frágil e tem que lidar com conflitos internos

O começo dos capítulos
O começo dos capítulos

enquanto tenta conquistar mais planetas para seu lado. No outro extremo temos Thrawn, conquistando planetas para o Império e planejando meios de enfraquecer e destruir a República. Os personagens que já conhecemos não tem muito desenvolvimento, até porque não faz sentido, pois os 6 filmes existentes já os desenvolveram bem até demais. Importante notar, inclusive, que você precisar ver os filmes antes de pegar esse livro. Dá pra ler sem nunca ter visto? Dá, mas você não vai aproveitar como deveria e pode até terminar achando ruim. Além do mais, isso é uma falha de caráter, então a corrija, Ok? 😛

Voltando ao livro, os irmãos Luke e Leia, agora casada com Han Solo e grávida de gêmeos, são partes muito importantes para a Nova República, e enquanto Leia vai fazer uma missão diplomática em outro mundo, se envolvem nas tramas criadas por Thrawn para capturá-los. Thrawn é fascinante, dono de intelecto ímpar, e a obra menciona algumas vezes que as coisas poderiam ter ido diferente para o Império caso ele estivesse na Batalha de Endor.

Durante o livro encontramos novos personagens, enquanto os velhos conhecidos viajam pela galáxia, como C’Baoth, um mestre Jedi (!!) misterioso que se escondia num mundo estranho, Mara Jade, uma mulher que nutre extremo ódio por Luke, sem que ninguém saiba o motivo, Karrde, contrabandista que tomou o lugar de Jabba, e também revemos outro cara das antigas, um certo Lando Calrissian.

Os personagens novos são ótimos, todos muitos complexos e bem escritos, que adicionam camadas de mistérios e de sub tramas que enriquecem demais esse primeiro volume da trilogia. Um ser muito interessante que também surge, e em grande quantidade, é o nunca antes visto ysalamiri, mas dele nada direi. Ah, você gosta do Chewbacca? Se prepare para visitar o selvagem planeta natal dos Wookies.

O livro termina mais ou menos com o mesmo clima do final dos filmes da Trilogia Clássica, passa a sensação de uma obra completa, mas ainda deixa muitos ganchos e fica claro que ainda temos um longo caminho pela frente. Deixo apenas uma ressalva quando à trama que me incomodou: as coincidências. Há várias. Os personagens, em naves distintas viajando pelo espaço se encontram sem querer nos momentos mais oportunos. Isso às vezes fica forçado, mas não estraga a leitura desse incrível thriller espacial.

Box de divulgação que recebi da Aleph: Livro, marca páginas, poster, cartão e prévia de Kenobi.
Box de divulgação que recebi da Aleph: Livro, marca páginas, poster, cartão e prévia de Kenobi.

O trabalho da Aleph na edição é, mais uma vez, sensacional. A arte da capa é linda, e o interior do livro mais ainda. Cada capítulo começa com uma página dupla mostrando o espaço e apenas um trecho de texto, ficou muito bonito. No começo e fim do livro as estrelas também abundam. O livro vem embalado em plástico e há uma ótima razão para isso: dentro dele há um brinde bem legal, um marca páginas em formato de sabre de luz. Bela edição, belo livro, e que pode ser encontrado por preços bem camaradas.

E como em dezembro teremos o novo filme, aguardem muitos livro novos do universo Star Wars que serão lançados pela Aleph, que fechou acordo de publicação exclusivo com a Disney. Inclusive, se alguém ficou curioso com a prévia de Kenobi na foto acima, é disso que estou falando! Que a força esteja com vocês!

 

Ficou interessado(a)? Então compre o livro nos links abaixo:

4,5 Selos Cabulosos

 

logolucas_vectorized (1)Editora: Aleph
Autor: Timothy Zahn
Origem: Estrangeira
Título original: Star Wars: Heir to the Empire
Ano: 2014
Número de páginas: 472
Skoob

  • Gostei da sua resenha e ela foi bem oportuna, porque estava na dúvida se valia a pena ler o livro. Pelos detalhes que você destacou, parece que é uma boa sequência para os filmes, então consegui me decidir e já vou anotar na minha lista de leituras desse ano. 🙂
    Abraços!

    • Boa tarde Nicole!
      Poxa, que bom! Fico feliz quando a resenha ajuda os leitores saírem da indecisão!

      Abraço,
      Lucas

  • Leticia Guilarducci

    eu sabia que tinha um universo expandido só não sabia onde procurar, mas fiquei tão feliz em ver que iam lançar o herdeiro do imperio aqui no Brasil que apesar da demora para adiquiri-lo eu finalmente o fiz.
    e posso dizer? valeu muito apena, pois cada página que leio eu viajo em cada momento que se passa no livro. Não vejo a hora de lançarem o resto da obra para dar continuidade a essa magnifica trilogia e apesar de amar incondicionalmente Darth Vader… O grão-almirante Thrawn tem se saído muito melhor que Palpatine e Lord Vader,porque ele é um grande estrategista e sempre está um passo a frente de Luke,Leia,Han,Lando e Chewie (estou amando esse vilão <3)

    ps: nunca pensei que ia me tornar fã da saga,agradeço muito pela insistencia do meu irmão em me fazer ver os filmes..porque te falar, oh saga maravilhosa viu.