[Notícia] Universo Expandido de Star Wars ganha mais um título no Brasil

11

Quando a mensagem da Princesa Leia pedindo para contactar um da tal de Obi-Wan Kenobi, chega às mãos do jovem Luke Skywalker, ele dispara: “O velho Ben? Mas ele é um eremita?” Quem assistiu ao episódio III, ficou com aquela pulga atrás da orelha quando viu o então Mestre Jedi Obi-Wan entregar o bebê Luke nas mãos de seus tios. Como aquele poderoso Jedi viraria um eremita, muitas vezes citado até como louco na trilogia clássica? O que aconteceu naqueles anos que transcorridos entre A Vingança dos Sith e Uma Nova Esperança?

Capa de Kenobi da editora Aleph
Capa de Kenobi da editora Aleph

É procurando elucidar estas questões que a editora Aleph lança na última semana do mês de março (com certeza na primeira semana de abril em todas às livrarias) Star Wars: Kenobi, escrito por John Jackson Miller, contará a saga do mestre de Anakin Skywalker/Dath Vader nos desertos áridos de Tatooine.

Fico interessado(a)? Deseja ler o primeiro capítulo? A editora disponibilizou basta clicar aqui: http://migre.me/o30JD

  • Eu sempre achei que a saga de guerra nas estrelas deveria ter sido uma miniserie. Algo longo e bem explicado. Acho os filmes uma tremenda porcaria. Acho o enredo mal feito e a trama obvia e bastante evidente. Não vou mentir e dizer que sempre achei isso. Quando criança eu adorava, mas hoje vejo naturalmente com outros olhos.
    A melhor maneira de contar tudo o que está nos filmes e no universo expandido seria uma serie animada bem feita, com um bom budget e profissionais de animação realmente bons. Tudo deveria ser repensado, a trama, os personagens e os acontecimentos como um todo. A trama original tem muitos furos e reparar esses defeitos faria com que a saga ganhasse um que de épico para todo o sempre.
    Se eu tivesse muita grana, montaria um estúdio de animação somente para refazer de forma correta e coerente todos os grandes filmes e sagas.

    • Lucien o Bibliotecário

      Klaus,

      Acho a sua ideia de montar um estúdio para refazer Star Wars louvável, mas eu ainda tenho um sentimento carinhoso pelos filmes, mesmo ruins. Eu gosto.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • So corrigindo, eu logo no inicio disse que era pra ser uma mini serie e em seguida algo longo e bem explicado. Pessimo. Coloquei mal as palavras. Mas quando percebi o erro ja tinha enviado. Na realidade era pra escrever uma serie animada, conforme especifiquei no paragrafo seguinte. E deveria ter uma longevidade tipo a do Doc Who.

    • Lucien o Bibliotecário

      Klaus,

      A Lucas Films tentou fazer algo assim com Clone Wars, contudo – pelo menos para mim – alongaram demais e de forma desnecessária em vez de explorar outros aspectos e períodos de Star Wars.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Mais um livro de MUITOS que saem esse ano pela Aleph! Me parece que serão cinco, os dois que falta da trilogia Thrawn, Kenobi, e mais dois!

  • Victor Hugo Oliveira

    Aleph metendo bala! Mas nessa tema há de se reconhecer o papel da Dark Siders que trouxe aquela belíssima edição dos romances feitos em cima dos filmes dasaga clássica, que provavelmente catapultou a força de Star Wars no mundo editorial no Brasil.

    O Kenobi é fodão, mas eu sempre fui mais fã do arco Old Republic dentro desse universo, por conta dos jogos e hqs, e só espero ansiosamente pelos livros nesta era, fikdik Aleph.

    Obs: A saga Thrawn ainda é canônica? Ou foi essa que a Disney “apagará”.

    • cabulosocast

      Olá Victor!
      Aquele livro da DarkSide eu ainda vou comprar. Simplesmente preciso.
      Thrawn não é mais considerado canon. Está no selo Legends.
      Na verdade, depois da Disney apenas os Filmes e série animada Clone Wars restou no Canon. O resto é tudo parte do selo Legends.

    • Lucas Rafael Ferraz

      Olá Victor!
      Aquele livro da DarkSide eu ainda vou comprar. Simplesmente preciso.
      Thrawn não é mais considerado canon. Está no selo Legends.
      Na verdade, depois da Disney apenas os Filmes e série animada Clone Wars restou no Canon. O resto é tudo parte do selo Legends.

    • Lucien o Bibliotecário

      Victor,

      No caso, se formos falar de pioneirismo ou quem talvez tenha impulsionado acho que os livros da Bertrand vieram antes.

      Segundo eu soube o J. J. disse que ele não vai levar em conta o UE de Star Wars para os novos filmes.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.