[Mangá] O Cão que Guarda as Estrelas do Takashi Murakami

12

E quem não ama uma história com cachorros? E quem não chora com elas? Vamos falar agora do Cão que Guarda as Estrelas ou Hoshi Mamoru Inu volume único do Takashi Murakami publicado pela JBC.

capa-o- Cao_Que-Guarda-as-Estrelas

Sinopse:

Certo dia uma menina encontra um cãozinho em uma caixa de papelão e o leva para casa. Lá uma nova rotina se inicia com a pessoa certa para brincar, alimentar e passear com ele. A garotinha que se chama Miku dá um nome a ele: Happy. Os anos se passam e ao contrário do que se imagina quem cria laços fortes com Happy é o papai e após saber de uma doença crônica junto com o pedido de divórcio da esposa, ele sai de casa e vai para o campo com Happy. E aqui a aventura deles começa. E suas lágrimas também.

cão que guarda as estrelas

Crítica

E é lógico que o cachorro morre. Mas antes de você me xingar por ter soltado “um baita spoiler que só acontece lá no final do mangá” eu explico: não, acontece no início. O mangá se inicia com os policiais encontrando um corpo de um homem e de um cachorro. A partir daí ficamos sabendo da história de Happy e Papai, como ele o chama. Sim, porque é Happy quem narra a história.

dialogos

O pequeno Happy logo se torna grande, mas essa não é a única coisa que muda. Como ele mesmo diz, Miki não brinca mais com ele (se tornou adolescente) e nem sempre a Mamãe que lhe dá comida. Mas uma coisa não mudou: o Papai sempre passeia com Happy. Vemos o casamento dos dois chegando ao fim e a descoberta da doença crônica de Papai. Ele, sem lugar para morar e sem dinheiro para começar uma nova vida, decide viajar para o interior onde as coisas supostamente são mais fáceis e baratas. Assim, Happy e Papai passam a dormir no carro (já que um local que aceita cachorros seria muito caro), além de pescarem e apesar dos problemas, se divertirem.

papai e happy

A coisa mágica de se ter uma história narrada por um cachorro são as frases que Happy diz como um grande observador dos humanos. Em contraste, vemos também a inocência de Happy que fica feliz em somente agradar o seu dono e não exige muito mais do que a presença dele, como todos os cachorros que pensam que nós podemos amá-los como eles nos amam.

frases

Se você reparou e disse: Mas aquele cachorro na primeira imagem não é Happy e aquele também não é o Papai. Você está certo. A história tem duas partes: a primeira, onde conhecemos Happy e Papai e a segunda parte onde conhecemos Okutsu, um agente social que acabou tomando a responsabilidade de descobrir de quem é o corpo do homem encontrado ao lado de um cachorro e ele nos conta a sua própria história que também inclui um Cão que Guarda as Estrelas.

O mangá emociona completamente e não em um só ponto. Não é a toa que ele venceu a categoria “Livro para Chorar” no Da Vinci Book of the Year 2009. Quem já teve um cachorro vai ter o coração partido e quem nunca teve vai querer ter um para viver os bons momentos que vemos nesse mangá.

Considerações Técnicas

Acho que deu pra ver pelas imagens acima que o Murakami tem um traço simples, mas isso em nada atrapalha o mangá: de certa forma contribui. Você se vê envolvido nas reações, felicidades e tristezas tanto de Happy, como de Papai. Ah! As reações. Elas me fizeram rir. O legal é que quando vemos Papai com uma cara, ou em uma posição e Happy fazendo a mesma coisa.

reações

Como já dito, a obra foi lançada pela Editora JBC e conta com 132 páginas em papel lux cream (o mesmo de DN – Black Edition), é volume único e esse você só vai encontrar em livrarias e lojas especializadas (banca não) no valor de R$ 23,90. E aí Pri, vale pagar R$ 23,90 nesse mangá? Vale. Principalmente pela história. O volume é muito bem feito, não tem páginas coloridas, mas tem orelhas e é de uma qualidade superior.

O cão capa

O Cão que Guarda as Estrelas ganhou uma adaptação para o cinema em 2011. Não vi, não sabia, mas agora quero muito ver só pela foto abaixo:

hoshi_mamoru_

Bom é isso. Se você ama cães, se você ama histórias com cães e não tem medo de se emocionar, O Cão que Guarda as Estrelas é super recomendado.

NOTA:

05-selos-cabulosos

Publicado por: Editora JBC
Valor: R$ 23,90
Distribuição: Em livrarias e lojas especializadas somente
Volume único
Autor: Takashi Murakami
Gêneros: Slice of Life, Seinen
Myanimelist

  • Wow! Mandamos bem na solicitação dessa resenha na frente das outras hein! =P
    Parece mesmo ser emocionante, e a verdade é que se você ama um cão você aprende a viver diferente. Porque eles nos ensinam a ser diferentes. Os outros animais fazem o mesmo, óbvio! =)
    Acho que quero ler, mas quando eu estiver numa vibe legal para não me desidratar de tanto chorar! hahahaha
    Forte abraço Pri! =D

    • Priscilla Rubia

      Do, é isso aí, os bichinhos são uma lição de vida :3 Não deixe de ler!
      Abraços!

  • Janaina Muniz

    Fiquei com olhos marejados só de ler a resenha. E essa imagem do filme, puro amor <3 <3

    • Priscilla Rubia

      Jana, então leia o mangá para como disse a Domenica, desidratar de tanto chorar hahahaha
      Abraços!

  • Victor Hugo Oliveira

    Parece ser muito bom, principalmente pelo trecho com pensamento de happy, e cachorros são com certeza meu ponto fraco, mas talvez eu fuja dessa dica para evitar que “algo caia no meu olho” ou ficar com os olhos muito “suados”, hahaha.. De 0 a 10 quão triste é o final?

    • Priscilla Rubia

      Ah Victor leia sim, vale mto a pena. O negócio que não é só o final que é triste, eu chorei mesmo na segunda parte com o Okutsu. Acho que depende da pessoa. Mas em geral achei o mangá triste no nível 8 xD
      Abraços!

  • Celly Borges

    Nossa, fiquei bem mais a fim de ler. Adoro histórias sensíveis e que nos fazem chorar rs.

    • Priscilla Rubia

      Então vai amar essa Celly, prepare-se! xD
      Abraços!

  • Carol Siqueira

    Me parece ser daquelas histórias que amo! Se arrancar meu coração, tô lendo!
    Apesar de não ler mangás, acho que esse vou encarar!
    Excelente resenha!

    • Carol, pode encarar, que arranca o coração sim hahahha
      Abraços!

  • JMB

    Comprei esse mangá online, e chegou ontem (dia 23/09). Assim que chegou corri pra lê-lo. Já sabia que ia chorar feito uma criança. É realmente muito emocionate. Das 116 páginas de história, acho chorei em pelo menos 50 delas (não estou brincando!). Não sei se aguentaria ver o filme tbm. Mas enfm, recomendo a compra desse mangá, que na minha humilde opinião, fou um dos melhores lançamentos do ano, não só pela parte da JBC, mas do mercado de mangás como um todo.

    • A gente fica com o coração doído lendo o mangá né? Também acho que foi uma ótima publicação da JBC principalmente porque alcançou um público que normalmente não lê mangás.
      Obrigada pelo comentário!