CabulosoCast #97 – Histórias Cabulosas: Animais de Estimação

43

Olá Cabulosos, sejam bem-vindos a mais um CabulosoCast e neste capítulo, Lucien o Bibliotecário, Serena Cabulosa, Priscilla Rúbia e Domenica Mendes falam sobre os seus animais de estimação, porque leitores também criam seus próprios pets e muitos deles são nossos companheiros de leitura. Hoje, você conhecerá Pantufa, Belinda, Freya e Rock Roll. Bom episódio para vocês!

Citados na leitura de e-mails

Citados durante o programa

Mídias Sociais

Assine nosso Feed

Assine nosso feed http://feeds.feedburner.com/cabulosocast

Nossa Página no iTunes

http://itunes.apple.com/br/podcast/leitor-cabuloso-literatura/id549022839

Nossa Página na Kombo Podcasts

http://www.dimensaonerd.com/category/podcast/cabulosocast/

Nossa Página do You Tuner

http://youtuner.co/index/results?s=cabulosocast&x=0&y=0

Nossa Página no FalaCast

http://www.falacast.com.br/eqbws9vm

Quer nos Enviar um E-mail?

Quer enviar um e-mail comentando algo que ouviu no programa? Quer enviar um link ou alguma material que complemente as informações do podcast? Escreva para cabulosocast@gmail.com

Tamanho do Episódio:  126 minutos

Quer baixar o episódio em arquivo rar?

Para baixar a versão em zipada clique aqui, em seguida cole o link de download e clique na opção convert file.

Para fazer o Download do episódio clique aqui.

Atenção!!!

Para ouvir basta apertar o botão PLAY abaixo ou clique em DOWNLOAD (clique com o botão direito do mouse no link e escolha a opção Salvar Destino Como para salvar o episódio no seu pc). Obrigado por ouvir o CabulosoCast!

  • Caramba, Lucien, o seu gato parece com a minha. Mas ela não tem olhos amarelos. O seu solta muito pelo? 🙂

    • Carlos,

      Preciso de fotos! 😀

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

      • Fotos? Vamos lá (no estilo Lucas Ferraz):

        A Mona bem pequenininha, quando chegou aqui em casa no ano passado:
        http://goo.gl/QoTHhV

        Rolagem à direita para fugir da foto comparativa de tamanho, no mesmo local da foto anterior:
        http://goo.gl/4QMpVk

        Ataque furtivo e traiçoeiro à minha mão, tentando me fazer desistir de tirar mais fotos. A arranhada doeu, argggggggggg!!!
        http://goo.gl/jwb2ah

        Saciada com meu sangue, a Mona resolveu finalmente posar para uma foto no sofá. Mas vê-se o olhar de descontentamento da bichana…
        http://goo.gl/vLIHeO

        Missão cumprida! E aí, não parece com o seu? Um grande abraço, Lucien!

  • Bom dia Cabulosos!
    Pô, curti o episódio! Não esperava mas achei bem divertido. Acho que vale muito a pena um desse estilo de vez em quando para descontrair.
    Gostaria de partilhar as histórias de Tevildo. (Kudos para quem souber a origem do nome)
    Tevildo foi adotado em dezembro passado, pequenino e medroso. Adotamos numa feira em frente a um pet shop e já compramos a aparelhagem toda. No caminho de casa, eu, burro, deixei a caixa de transporte que ia sobre meu colo virar. O pequeno filhote, já assustado, esmerdalhou tudo, numa diarreia dos infernos. Imagine o fedo. Teve que chegar em casa e ser limpo e lavar caixa e tudo.
    Enfim, Tevildo não brincava, ele só dormia, e tinha gigantescas ramelas amarelas que ao ser limpas nasciam de novo em minutos. Acabou ficando internado e tomando anti bióticos de amplo espectro ou algo assim porque estava invadido de bactérias diversas de gato. Pobrezinho sofreu, mas depois ficou como agora, brincalhão e bagunceiro pra caramba.
    Tevildo é ladrão. Ele entra no escritório ou no quarto e rouba o que achar para brincar. Ele rouba, vem, joga no meio da sala e começa dar tapinhas. Ele já roubou presilhas de cabelo, moedas, anéis, cartelas de remédio, papéis diversos, pendrives, cartões de memória e toda sorte de objetos pequenos que lhe pareçam divertidos.
    Tevildo, como Pantufa, ama bolinhas de papel. Qualquer papel, se segurarmos uma folha inteira ele fica fazendo sons felinos para que amassemos e ele ganhe a bolinha. Ele é meio cachorro, esse gato. Ele corre pela casa toda com a bolinha, ai ele sobe no sofá, joga a bolinha no meu colo, olha pra minha cara e fica resmungando. Sim, ele quer que eu jogue a bolinha. Eu jogo, ele busca, trás de novo, e repete a operação até deitar no tapete, exausto.
    Ele dorme no nosso colo, de barriga pra cima, de qualquer jeito que achar confortável. E não põe as unhas pra fora nunca. Ele dá tapas e agarra meu braço apenas com as patinhas fofas. Enfim, esse é Tevildo, nosso gatochorro maluco de tudo, fonte de fofura e risadas infinitas, além de um pouco de stress, que faz parte né.

    E basicamente é isso!
    Valeu!

    Lucas Ferraz. 25 anos, consultor de TI, Sorocaba, SP
    Lendo Neon Azul do Eric Novello

    • Lucas Ferraz

      Posso deixar umas fotos do meu peludo?
      *pai orgulhoso abre a carteira. pulam as fotos*

      Dormindo de modo inovador:
      https://dl.dropboxusercontent.com/u/70536418/tevildo1.jpg

      Fazendo graça:
      https://dl.dropboxusercontent.com/u/70536418/tevildo2.jpg

      Subiu no caderno da Bruna, se ajeitou, baixou a cabeça na mão dela e desmaiou:
      https://dl.dropboxusercontent.com/u/70536418/tevildo3.jpg

      A temível fera de Morgoth em toda sua glória!
      https://dl.dropboxusercontent.com/u/70536418/tevildo4.jpg

    • Lucas,

      Obrigado por ter compartilhado a história de Tevildo, que figura, hein? Adorei o apelido do “gatochorro”. Muito bom! É interessante como eles modificam nossa vida, não é? Lá estamos nós com nossos afazeres e preocupações diárias e daqui a pouco vem uma “miau” só Deus sabe de onde nos pegamos perguntando: “Que é?” Como se fôssemos obter resposta.

      Muito obrigado mais uma vez pelo comentário e por deixarmos fazermos parte da vida do Tevildo.

      Abraços.

      • Oi um miau ou um silêncio muito suspeito.
        Ou eu passo distraído por uma porta e ele dá um salto vindo sabe-se lá de onde agarrando minha perna. Muito divertido hehe.
        Só pra constar, Tevildo é o nome de um personagem do Book of Lost Tales II do Tolkien, livro que faz parte da série HoME, que conta versões alternativas e mais antigas das histórias do Silmarillion. Tevildo era um gato maligno e gigante, servo de Morgoth, e foi, mais tarde, substituído por Sauron.
        Tudo a ver com a besta que eu crio né? Hahahahah

        Falou!

        • Lucas,

          Pantufa também faz isso. O nome do seu gato é inspirado na obra do Tolkien? Mas com esse nome não convenceria por sua maldade. 😀

          Obrigado pelo comentário.

          Abraços.

  • Só tenho uma coisa para comentar:

    COMO eu queria ter PARTICIPADO desse episódio! Hahahaha

    Foi difícil ouvir tanta história engraçada e e bacana e não ter podido contribuir com as minhas. Se bem que, como o Lucien falou no início da conversa (obrigado por me mencionar, alias), eu não teria muita novidade pra contar, já que passamos quase duas horas conversando sobre gatos outro dia! Hehe

    Mas muito legal. Muito legal mesmo! Foge do foco literatura, mas é sempre bacana diversificar um pouco e ouvir bate-papos assim.

    Grande abraço, amigos! o/

    Marcelo Zaniolo, 27 anos, Florianópolis – SC.

    • Marcelo,

      Mas você podia repeti-las, pois os cabulosos não ouviram. Quem sabe em um parte 2 você não participa?

      Muito obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Succ Kammiekazzie

    Olá, povo cabuloso, saudades de vocês.
    Poxa, que legal essa escapadinha dos temas literários, além do mais falando sobre animais de estimação. Hoje o máximo que me permito são peixes, mas na infância já tivemos vários cachorros, gatos, muitos coelhos, porquinhos-da-índia, dezenas de codornas, periquitos entre outros. Minha mãe não nos dava limites (tenho uma irmã que herdou isso) e eu estava sempre doente devido aos pelos, penas e afins dos bichos.
    Aos 8 anos eu peguei algumas garrafas e troquei por 3 pintinhos coloridos, que se tornaram franguinhos brancos, mas, mesmo assim eu gostava deles.
    Um belo dia minha mãe os colocou na panela e desde então, eu não como mais bichos. Foi nessa época que me dei conta de que as pessoas amavam determinados animais e comiam outros.
    Na adolescência ganhei um cachorro que ficou enorme (Fila), ele era quase minha alma gêmea, louco por macarrão com brócolis e fã do Conan,como eu (sim, eu lia pro cachorro e ele gostava de ouvir.
    Depois que o Nicholas Marshall partiu para outro plano, não consegui colocar outro bichinho em seu lugar, só tenho os peixes (Ozzy, Dio, Hendrix e Morrison) porque criança enche o saco pra ter bichinho e infelizmente, eu não consigo mais.

    PS: Priscilla, A Torre Negra é sensacional, não deixe de ler. Recomendo para todo mundo, principalmente para quem já leu outros livros de King, pois, há várias referências de locais e personagens que você já conhece fazendo parte da história da Torre. Sem dúvidas é o melhor livro do King e embora muita gente reclame do final, ele foi muito justo.
    Beijo pra todo mundo.

    • Succ Kammiekazzie

      PS2: Guilherme, passou da hora de você conhecer Stephen King, não seja tão relutante. Ficarei muito feliz se um dia vir uma resenha sua sobre algum livro do King.

    • Eu fiz igual a Priscilla, li o primeiro e achei uma bosta, acabei desistindo de ler os outros.

      • Succ Kammiekazzie

        Daniel, seu feioso! (brincadeira). Eu adorei o primeiro livro, no começo é meio confuso, mas quando engata… Rapaz, é meu livro favorito do King ( A Torre Negra, os 8 livrinhos ).
        Esse livro ou você ama ou odeia, é verdade. Eu sou do time que idolatra.

        • Assim como Deuses americanos, todo ano surge o boato que vai virar seriado.
          No ano que virar, eu assistirei. hehe

          • Daniel,

            Quem sabe? acho que se virar série, teremos um impulso para lermos. 😀

            Obrigado pelo comentário.

            Abraços.

        • Succ,

          Eu tenho muita vontade de ler, mas a quantidade de livros é que assusta. Queria muito um CabulosoCast sobre a saga, seria legal, não acha?

          Obrigado pelo comentário.

          Abraços.

          • Succ Kammiekazzie

            Guilherme, tudo bem que são 8 livros, mas, eu os devorei, fiquei perdidamente apaixonada pelo ka-tet de Roland.
            uahauhaahauahau
            Sinceramente, considero A Torre Negra melhor do que As Cronicas de Gelo e Fogo e se fizerem um Cabulosocast sobre A Torre, vou ouvir mil vezes.

            Os filas são fabulosos, 10 anos depois de sua viagem para Arallu e ainda sinto falta do meu.

          • Succ,

            Vou esperar uma promoção no submarino para comprar o meu.

            Obrigado pelo comentário.

            Abraços.

        • Victor Hugo Oliveira

          Quase que não baixei o episódio por fugir do tema literário, sorte minha que acabei ignorando meu preconceito, cast muito divertido. Sou dog-team, mas minha namorada não vê a hora de me empurrar um gato goela a baixo. Uma historinha curiosa sobre meus cães envolve até a literatura. Meu cachorro quando eu era criança(Luke) era viciado em pão, era só ouvir aquele som de papel de saco de pão que ele brotava magicamente atrás de nós. Chegamos ao ponto de um dia jurar que o Luke havia falado/latido a palavra pão. Anos mais tarde contei isto para minha namorada, que acabou incluindo a anedota em um dos livros, se não me engano, do Percy Jacksson, como solução de tradução para uma palavra que um cachorro falante da história repetia, eternizando de maneira singela meu cãozinho na literatura, rs.

          • Victor Hugo Oliveira

            P.S(atrasado): Torre Negra é muito bom. Eu adorei desde o primeiro livro, sendo que o primeiro só perde em minha preferência para o sétimo livro, que traz o desfecho. De toda forma o primeiro livro é muito diferente dos outros da saga, em ritmo, contexto e mesmo escrita, por conta de ter sido escrito quando o King tinha seus 19 anos. Apesar do tamanho, li a saga toda em uns três meses pois era realmente muito difícil de parar de ler. Acho que apesar de toda a aventura, referências e mitologia que se desenrola muito bem na trama da saga, o que mais motiva a leitura é a forma como você se apega aos personagens, você PRECISA saber como cada um vai acabar, principalmente, é claro, o pistoleiro, que tem um final tão fantástico que quase me vez voltar para o primeiro livro de imediato e recomeçar a releitura (quem leu entende porque!)

      • Daniel,

        Mesmo a partir do comentário da Priscilla minha vontade de ler persiste.

        Obrigado pelo comentário.

        Abraços.

    • Succ,

      Meu sonho é possuir uma casa para ter um cachorro e será um Fila lindo. Sou simplesmente apaixonado pela raça, tenho um carinho enorme por eles.

      E também terei um aquário, adoro peixes e sim! Eles tem alma! 😀

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Eriton

    O cast simplesmente hilário, não consegui parar de rir enquanto escutava. O cheguei inclusive a me identificar muito com as descrições dos animais porque já tive quase todos desses aqui em casa. Nós criamos desde os “dinâmicos” peixes que não fazia nada, passando por um jabuti que comia merda (sim falei no sentido literal, incluindo um cachorro que corre atrás do rabo igual o rock (mas por frescura mesmo) e os atuais canários do império que cantam em sintonia com os liquidificadores daqui de casa. Enfim, de animal problemático eu tenho vários exemplos. Aliás, eu gosto bastante desse tipo de cast que não fala sobre livros, quem reclama dele é uma pessoa sem coração, digo logo. u..u
    P.S.: Só não tive um gato em casa, mas também tive minha cota de gatos com a gata da minha ex – namorada, a gata era mais inteligente que eu, hoje em dia eu percebo que gostava mais dela do que da minha ex, mas isso e outra história…

    • Eriton,

      Ixi! Falando mal da ex, comparando com uma gata. Gezui! Cuidado, rapaz! 😀

      Na casa dos meus pais, nós também criamos um cagado que comia coco, era nojento vê-lo fazer aquilo.

      Como disse no programa Eriton, não queremos perder nosso foco literário, mas uma vezinha só não dói, né?

      Muito obrigado pelo comentário e fico feliz que tenha se divertido.

      Abraços.

  • Dei muita risada com esse episódio!
    Eu queria muito ter um gato, adoro eles. Mas, eu sou alérgico… se o pelo do gato entra no meu nariz, eu fico igual os cachorros que comeram abelhas.

    • Rodrygo,

      Eu também sou muuuuuuuuuuuuuito alérgico e era um dos meus argumentos contra à vinda de Pantufa, porém, não posso deixar de afirmar que a mim nada afetou.

      Muito obrigado pelo seu comentário é sempre uma honra receber comentário de amigos podcasters.

      Valeu mesmo, saiba que minha admiração pelo Geek é mútua.

      Abraços.

  • Izabel

    Eu achei esse episódio tão engraçado. Até engasguei com o fato de que a Freya não gosta de gente cantando ahahahahaha. Amo vocês todos <3

    • Izabel,

      Não é apenas gente cantando é a Priscilla cantando. O que convenhamos deve realmente ser aterrorizante até para o pobre gato.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Succ Kammiekazzie

    Cara, ficou grande o post acima, mas, tinha que dizer ao Victor Hugo Oliveira que virei sua fã numero 1.
    Que tal um Cabulosocast sobre A Torre Negra no lugar dos 50 Tons de Cinza? Sinceramente não tenho o menor interesse em ler esse livro.
    Concordo com o Victor Hugo, eu também fiquei com vontade de ler desde o primeiro quando o livro terminou e foi difícil partir para uma nova leitura.
    Vou fazer um twitter só para criar a campanha # vai ter A Torre Negra
    uahauahuahauahauahuaha
    Guilherme, compre a edição econômica, compre em sebos… Deixa de ser pão duro.

    • Victor Hugo Oliveira

      Succ, se vc fizer o Lucien fazer realmente um cabulocast de Torre Negra eu que viro seu fã número 1 😉
      Também tive essa dificuldade de ir para outra história depois do final do sétimo livro. Eu passei muito tempo pensando se poderia existir um final melhor, mais justo e ou mais emocionante inclusive, não consegui pensar em nada xD.
      Comprar em Sebos é a boa mesmo, no meu caso comprei os 7 volumes por uns 120 reais, que na época que comprei me era muita coisa (~ 15 anos), mas foi uma mega pechincha.

      • Victor,

        Olha ai, Succ! Desafio lançado, hein?! 😀

        Obrigado pelo comentário.

        Abraços.

    • Succ,

      Pode ser. Existem boas promoções no submarino sobre A Torre Negra, né? #vaitertorrenegra é uma boa campanha! Gostei da ideia!

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Stuart

    Olá Cabulosos!!
    Não tem em absoluto a ver com com o programa mas esses dias estava acompanhando aquele negócio sobre a reforma ortográfica e fiquei pensando se não seria uma boa sugestão de pauta.

    O negócio é que muita gente está compartilhando algumas dessas mudanças no acordo ortográfico, que de tão radicais, pensei eu que só podia ser mentira: consoantes suprimidas (orrível, orror, ora), Z que tem som de S, se escreverá com S, enfim, mil coisas que os olhos doem só de ler. Mas doem porquê eu aprendi que não é assim.

    Então fui buscar mais a fundo e vi que no E-FARSAS tinha um artigo sobre isso e que o deputado autor da proposta dizia que foi uma confusão, que não é essas coisas todas e a reforma ortográfica que pretende ser implementada é o acordo ortográfico de 1990.

    Porém o Acordo Ortográfico de 1990 prevê justamente todas essas coisas acima citadas!
    Enfim, não seria uma boa pra se discutir? Pois se tem uma coisa que gosto além de ler, é ler dicionários e conhecer palavras. Vai que é uma convidar um linguista pra uma conversa sobre isso.

    Enfim, abraços! o/

    • Stuart,

      Atendemos o seu pedido. Segunda-feira sairá um CabulosoCast sobre o tema.

      Muito obrigado pelo comentário e pela sua sugestão. Esperamos que goste do episódio.

      Abraços.

  • Ola, eu nao tive bixo de estimação quando criança e não achei interessante ter quando adulto. Quando eu morava em SP, existia um Pet Shop do outro lado da rua, e um belo dia desci para reclamar do barulho excessivo dos cachorros e acabei voltando pra casa com uma gata. Adotei uma gata e foi a melhor decisão que tomei em anos. Com o tempo, ela cresceu e hoje ela está no ceu dos gatinhos. Atualmente moro em Sobradinho DF, e ja tem uns dois anos desde o primeiro dia que recebi uma visita bem humorada de uma gatinha, que vinha todos os dias me ver. Bom, ela hoje mora comigo, dorme comigo, come comigo e so não toma banho comigo. Estamos sempre juntos, e é ótimo. Conversamos por horas e ela impressiona minhas visitas ao me obedecer quando peço que ela faça coisas simples, como vir até mim, sair de um lugar especifico, ou subir/ descer de algum lugar perigoso.

    • Klaus,

      É estranho essa relação que temos com nosso animaisinhos, né? Fico feliz que você tenha uma nova companheira de quatro patas.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Vanessa Straioto

    dei muita risada com esse cast….adoro pets, tenho três cachorras e elas são demais….
    gostei de todas as historias de vcs e seus bichinhos….
    minhas cachorras tb tem nome composto, que nem a tapioca…
    elas chamam:
    Preta Maria Cristina
    Chiara Cristina
    Kaori Cristina
    são terríveis de inteligentes tb….

    com relação ao cast, acho o máximo ter alguns com temas sem nada a ver com livros.
    podem repetir sempre…
    Parabéns!

    • Lucien o Bibliotecário

      Vanessa,

      Por isso coloquei na pauta anual para as pessoas votarem.

      Sobre nomes composto acho que seguimos o mesmo exemplo de nossos pais, né? Quando estamos irritados ai começamos a falar nome e sobrenome.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.