[SABIA QUE TEM LIVRO?] Guerra Mundial Z – Uma História Oral da Guerra dos Zumbis – Max Brooks

8
Guerra Mundial Z - Pôster

Zumbis, aaaah zumbis! A idéia é tão comum em nossa geração que muitas pessoas realmente defendem que o mundo acabará em um apocalipse zumbi!

Impossível não notar a grande invasão literária, cibernética, cinematográfica e televisiva sobre zumbis. É filme, é série, é jogo, é livro, é HQ, é mangá, é anime… a verdade é que pensar em um mundo acabando pelas mãos dos zumbis é bastante fascinante e chega até a ser lógico (porque não?!)!

Guerra Mundial Z – O Filme

 

Guerra Mundial Z - Pôster
Guerra Mundial Z – Pôster

O filme Guerra Mundial Z foi lançado em 28 de junho de 2013, pela distribuidora Paramount Pictures. Ele foi dirigido por Marc Forster, já conhecido pela direção em 007 – Quantum of SolaceO Caçador de PipasEm Busca da Terra do Nunca. O elenco principal conta com ninguém mais ninguém menos que Brad PittMireille Enos (Lie to Me, The Killing), as pequenas Sterling Jerins (A Invocação do Mal) e Abigail HargroveElyes Gabel (Game of Thrones), David Morse (Fúrias sobre Rodas) e Matthew Fox (o eterno Jack de Lost).

O filme Guerra Mundial Z estourou em audiência. A temática, na verdade, é bastante interessante:

Fugindo daquele conceito comum de “o mundo está acabando, os zumbis estão a solta, eles vão nos matar, vamos todos morrer!”, a história retrata o evento nomeado “Guerra Mundial Z”, onde após o surgimento de uma misteriosa doença (que claramente se espalhará em velocidade absurda) as pessoas começam a se transformar em seres que se assemelham a zumbis, e é travada uma verdadeira guerra entre os humanos e esses seres, buscando-se assim manter a humanidade com vida.

O filme começa com as personagens interpretadas por Brad Pitt, Mireille Enos, Abigail Hargrove  e Sterling Jerins. Pitt interpreta um ex-investigador da ONU chamado Gerry Lane que é convocado para buscar as razões e solução para acabar com o avanço da doença antes que seja tarde demais e a humanidade seja extinta. Embora a história traga muitas personagens e situações, ela fica focada basicamente em Gerry Lane, pois acompanhamos o andamento dos acontecimentos que ocorrem com ele.

É um filme de ação e aventura com um toque de terror. Não foge muito do esteriótipo de filmes de Hollywood, focados em um herói, que fica em dúvida se corre para sua família ou para sua carreira. No entanto, ele é bem dinâmico e pode surpreender você, pois não é, como já dissemos, uma história tão clássica assim de zumbis.

Um dos pontos positivos no filme é que você realmente não sabe se alguém dará alguma resposta e não consegue nem mesmo imaginar qual serão os próximos acontecimentos. É uma atmosfera tão envolvente que você pensará que pode mesmo acontecer e facilmente imaginará o que você faria se estivesse nessa situação.

Você pode curtir o trailer legendado do filme aqui:

Você sabia que tem livro?

 

O filme Guerra Mundial Z é baseado em um livro chamado “Guerra Mundial Z – Uma História Oral da Guerra dos Zumbis“, escrito por Max Brooks e publicado pela editora Rocco.

Capa antiga (edição 2010) e nova capa (edição 2013)
Capa antiga (edição 2010) e nova capa (edição 2013)

 

O livro é no mínimo muito interessante. Mas muito mesmo!

Quando assistimos ao filme e somos informados que ele é baseado em um livro logo imaginamos um livro de romance, focado na família Lane com talvez alguns toques de novidade e talvez um final diferente. Acredite, não é nada disso que se trata!

O livro “Guerra Mundial Z – Uma História Oral da Guerra dos Zumbis” retrata os acontecimentos que levaram ao evento Z ou Guerra Z ou Guerra Mundial Z e o evento em si. Assim como no filme, o evento é baseado na tentativa de sobrevivência dos humanos quando há a culminação do evento Z, onde algumas pessoas começam a se tornam espécie de zumbi.

O bacana do livro é que ele o autor fez em forma de documento de História Oral. Para quem não está familiarizado com o tema, a História Oral é uma ferramenta e ciência muito utilizada por historiadores para seus estudos. Ela é feita através do recolhimento de depoimentos, através de entrevistas dos interessados, e posterior registro escrito do material coletado.

E é dessa forma que o livro retrata os acontecimentos. Não existe uma única linha sequer que seja contada de forma impessoal ou com palavras de narrador. São muitas entrevistas, de pessoas de diferentes crenças, religiões, opiniões, profissões, idades, países. A história é apresentada através do testemunho dessas pessoas que, dentro do contexto, tem algo a dizer sobre os acontecimentos.

O julgamento tanto da obra como dos acontecimentos e das personagens fica totalmente por conta do leitor, já que é um livro que apenas retrata o depoimento dos envolvidos.

Quer um conselho? Dê uma chance e surpreenda-se com a incrível mente e capacidade de Max Brooks.

 

Leia trechos do livro “Guerra Mundial Z” de Max Brooks

 

“É devido a este inimigo, o inimigo do tempo, que desisti do luxo da reflexão posterior e publiquei os relatos destes sobreviventes. Talvez daqui a décadas alguém assuma a tarefa de registrar as lembranças dos sobreviventes muito mais velhos e muito mais sábios. Talvez eu até esteja entre eles.”

“Eu estava num estado de espírito impaciente quando cheguei ao pequeno grupo de casas no alto da colina. Lembro-me de ter pensado: É melhor que esta porcaria seja séria. Depois que vi seus rostos, arrependi-me de meus pensamentos.”

“Encontrei o ‘Paciente Zero’ atrás da porta trancada de uma casa abandonada do outro lado da cidade. Tinha 12 anos.”

” ‘Fique onde está’, disse ele, agora só uma voz distante. ‘Pegue os nomes de todos que tiveram contato com os infectados. Se algum deles já entrou em coma, evacue a sala e tranque bem a saída.’ Sua voz era monótona, robótica, como se ele tivesse ensaiado esse discurso ou lesse em algum lugar. Ele me perguntou: ‘Está armado?’ ‘Por que estaria?’, respondi.”

“Só os intactos morreram com tiros na cabeça. Encontramos carne, a polpa mastigada saindo de suas gargantas e estômagos. Pelas trilhas de sangue, pegadas, cápsulas de balas e pústulas dava para ver que toda a batalha se originara na enfermeira.”

“A verdade era que nem a CIA nem qualquer das outras organizações de inteligência americanas, oficiais ou não, eram illuminati que tudo viam e tudo sabiam no planeta.”

“Mas que merda, ele tinha razão. O medo de envelhecer, o medo da solidão, o medo da pobreza, do fracasso. O medo é a emoção mais fundamental que temos. O medo vende. Este era meu mantra.”

“Zumbis rápidos, isso revirou minhas tripas. Se podiam correr, podiam escalar, talvez pudessem pensar, e se pudessem pensar… Agora eu estava assustado.”

“E só funcionava numa via. Infecte um humano, ele se torna um zumbi. Mate um zumbi, ele se torna um cadáver. Só ficamos mais fracos, enquanto eles podiam realmente ficar mais fortes.”

Saiba mais sobre a obra Guerra Mundial Z aqui no Leitor Cabuloso

 

A obra “Guerra Mundial Z” já foi muito discutida aqui no LC. Dá só uma olhada (clique em cima para acessar o conteúdo):

PodFiction #07 – Guerra Mundial Z

Repleto de acidez e com interessante viés político, “Guerra Mundial Z” ganha nova edição!

PODCAST: CabulosoCast Drops #23 – Carrie a estranha, Game of Thrones, Guerra Mundial Z, Percy Jackson, Sasha Grey

PODCAST: CabulosoCast Drops #22 – Cinquenta Tons de Cinza, Guerra Mundial Z, O Conde de Monte Cristo, Persépolis, Kindle

Assista a 3 minutos de Guerra Mundial Z… será que vale?

E mais: Saiba sobre o novo lançamento de livro de Max Brooks, acessando: [Notícia] Conheça ‘The Harlem Hellfighters’ novo trabalho de Max Brooks, autor de Guerra Mundial Z

Gostou? Se interessou? Vai ler? Já leu? Viu o filme e gostou ou odiou? Vai ver? Conta pra gente!

Logo logo tem mais aqui, no Sabia que tem livro?

Divirtam-se!!!

 

 

 

  • Uma pessoa que conhece filmes, séries e livro essa pessoa se chama Domenica Mendes, nunca conheci uma pessoa tão fantástica e inteligentes quando são esses assuntos, ela sabe de seriados do qual eu nem imaginava que estava passando. Meg você é d++++

    • Olá Rafa!
      Obrigada pelo incentivo!
      Já que gosta tanto do assunto, espera só pelos próximos posts da coluna!
      Fiquei um tempo longe, mas voltei cheia de novidades! hehehehe

      Abraços.
      PS: Suas resenhas também são show! 😉

  • Caroline

    Nossa adorei a resenha, deu até vontade de ler o livro, mesmo n sendo meu gênero preferido…
    Você arrasou mais uma vez…
    Sucesso sempreee

    • Olá Caroline!!!
      Muito pelo obrigada pela visita e por seu comentário!
      Esse foi o livro que mais demorei para ler esse ano, confesso.
      Mas ele é delicioso.
      Algumas pessoas não se adaptam muito bem, devido a forma como ele é escrito. Eu super aconselho você a ler e espero seu feedback de leitora, hein?!
      Sucesso a todos nós!
      Forte abraço! 🙂

  • Dario

    Muito bom hein 😀

    vlw

    • Olá Dario!
      🙂

      Agradeço sua visita e seu comentário!!!
      Forte abraço!

  • Ingrid Santos

    :O

    Eu não sabia que existia livro, eu vi o filme a pouco e queria saber mais da historia, se iria haver continuação e tals, e dai eu encontrei esse texto!!

    Incrível, parabéns Domenica, ótimo texto 🙂

    Vou ficar de olho na coluna agora 😀

    Beijos

    • Olá Ingrid!
      Bem vinda ao mundo cabuloso!
      Fico muito feliz que você tenha gostado da coluna! 😀
      Muito obrigada!!!!

      O livro é um pouco diferente, mas vale muito a leitura! =) Leia e leia e depois me conte o que achou! 😉
      Beijos