[Notícia] Nova tecnologia pode mudar para sempre o hábito de ler

6

Spritz gear2GALAXYS5

Imagine se você pudesse ler Harry Potter e a Pedra Filosofal, em apenas 77 minutos? Ou mais recente favorito YA (Young Adult) Divergente em apenas 105 minutos? Ou um grande romance clássico – como Os Miseráveis, com cerca de 560 mil palavras – em nove horas?

Você pode acelerar ler esses livros -, bem como e-mails, artigos e blogs de notícias – graças empresa de tecnologia Spritz, que promete mudar para sempre a leitura, alterando a forma como os leitores visualizam e processam o texto. Nada de ficar debruçado sobre sentenças longas ou perder o parágrafo em uma página – em vez disso, Spritz oferece aos leitores a chance de processar textos em velocidades tão altas como 1.000 palavras por minuto.

A empresa anunciou recentemente na Mobil World Congress, em Barcelona que lançará sua tecnologia no Samsung Galaxy S5 e no relógio Samsung Gear 2. E com o telefone ou relógio, os leitores serão capazes de processar uma palavra de cada vez em várias velocidades de rolagem. Se alguém optar por 250 ou 1.000 palavras por minuto, o Spritz está contando em fazer o cérebro mudar a forma como se espera e analisa textos.

Acontece que o Spritz baseia a sua tecnologia em um método de leitura da velocidade bem estabelecida chamado  Rapid Serial Visual Presentation. Com base na mesma premissa, que treinou leitores de leitura dinâmica, a tecnologia de exibição especial salva o tempo dos leitores de leitura de páginas da esquerda para a direita, colocando o texto em um determinado ponto a uma velocidade especificada. Acrescente a isso algum jargão fantasia chamado “Optimal Reconhecimento Point” – ORP para o abreviar – o que o blog do Spritz explica se referir ao uso de destacar determinado texto em vermelho, de modo que o olho nunca precisa se ​​deslocar de um ponto de observação central, e ai você tem a receita para ler a Bíblia em 13 horas planas.

Esta não é a primeira tentativa de criar um aplicativo para aumentar a velocidade de leitura o vApps como Velocity e Speed ​​Reading instrutor para Android pode ser baixado para apenas alguns dólares. Mas o que acontece quando o olho apenas processa palavras, em vez  de analisar o contexto? E o que acontece quando a base do que faz grandes livros – as frases compostas que nos fazem rir, chorar, sentir dor e desejar ainda mais – são reduzidas a meras palavras? Sabemos que a tecnologia na forma de e-readers deu para uma nova geração de leitores uma nova opção para consumir livros, mas e o amor? E o prazer da leitura ser mudado para sempre para uma mera decodificação? Pois como disse Gandalf: quando alguém diz bom dia, está desejando que o dia daquele que é cumprimentado seja bom ou apenas dizendo que está um belo dia?

E você, caro leitor, o que acha?

Via EW

  • Marcos Martins

    Vamos à teoria da conspiração: Estão querendo criar leitores zumbis, assim não vamos perceber mensagens ocultas de dominação e manipulação. Se bem que aqui no Brasil não vai ter muita gente sendo dominada, já que uma porrada de gente aqui não gosta de ler. Brincadeiras a parte, estão querendo matar a magia contida nos livros!

  • Não gostei. 🙁 A leitura se torna mais científica e menos mágica.

  • Poliana

    Quero ver isso na pratica mas , não creio que de certo ler rápido e bom mas quantidade sem qualidade não rola .
    As vezes quando leio um livro muito rápido sinto que faltou algo e que poderia ter curtido muito mais a historia se a tivesse lido em um ritmo mais lento .

  • Gabriel Mendes

    Isso aí é querer que a plantação de milho demore uma semana pra crescer. Quero mais é uma biblioteca com livros de papel para ler durante vidas inteiras.

  • Eriton

    Eu acho que quebraria a dinâmica da leitura, mas ainda assim eu queria dar uma conferida nisso

  • O problema desta “coisa” de nome impronunciável é fazer um cérebro com dislexia, tipo o meu, ler nessa velocidade….risos XD