[Rapidinhas de português] O uso dos artigos na literatura

2

artigos-parte-2Na aula passada vimos que os artigos podem substantivar palavras, ou seja, transformá-las literalmente em substantivos e depois de vários exemplos fiquei devendo a aplicabilidade na hora de escrever seja para gerar um conteúdo para a web ou para quem almeja tornar-se escritor.

Vamos ver um exemplo na literatura que enaltece o uso dos artigos definidos e indefinidos – contudo vale rememorar que o leitor muitas vezes percebe a intenção do autor, pois como falante fluente da língua portuguesa ele incorporou as regras intuitivamente – sendo assim cabe ao autor do texto proporcionar este sentido. E somente dominando determinados conceitos da norma culta é possível fazer construções como a que veremos a seguir:

Vergonha foi eu ter deixado todo mundo acreditar que eu era o tal, o maior, o fabuloso e ser, apenas, um projeto de gente… (Pedro Block).

Todas as expressões sublinhadas são compostas de artigo + palavra substantivada. Tal, maior e fabuloso são adjetivos, mas como vêm acompanhados pelos seus respectivos artigos passaram a ser considerados substantivos. E quanto ao sentido o que é que muda? Tudo. O personagem em questão considerava-se “o tal”, “o maior”, “o fabuloso”; isto  não eram apenas características, estas não eram suas qualidades, ele realmente representava o que havia de melhor para as pessoas que assim o consideravam.

É importante frisar aos interessados nestas aulas que como fora proposto no primeiro post produzido pelo professor Marcelo, você não precisa decorar tudo o que está sendo dito aqui. Não existe sala de aula e a intenção deste post é tirar dúvidas de pessoas que trabalham com produção textual e que desejam aprimorar o uso normativo do nosso idioma. Não lembra exatamente do que foi ensinado? Releia o post e tire sua dúvida. Quando se decora se esqueça, quando se aprende o conhecimento fica.

Espero que com este exemplo, tenhamos elucidado melhor a questão do uso do artigo como elemento substantivador. Mas aproveito a frase a cima para propor um novo questionamento: perceberam a diferença de sentido entre o uso do artigo definido “o” e do artigo indefinido “um”? Atentando para isto ou não, este será o tema de nossa próxima aula.

É isto, um forte abraço.

  • Gabriel Mendes

    A questão é: Pode-se colocar artigo definido antes de nome próprio?

    Aguardo a próxima aula 😀

    • Gabriel,

      A resposta é não. Mas você me deu uma boa dica para o próximo Rapidinhas de Português.

      Obrigado.

      Abraços.