[Notícia] NaNoWriMo – 50.000 palavras, 30 dias, 01 desafio: encontrar sua alma de escrita

2

nanowrimoEscrever. Um problema para vários, vício para muitos, um desafio para todos. O ato de registrar em palavras o que se passa pela mente humana é um dom especial, um dos grandes fatores – senão o principal – que nos separa de outros seres vivos no planeta e quiçá na galáxia.

No entanto é consenso (mentira, não é, mas deveria ser) que escrever uma história, principalmente uma ficção não é tarefa fácil. Estruturar uma narrativa, construir uma história  interessante, dar vida a personagens que se comuniquem com o leitor, estes elementos são resultado de anos de treinamento e estudos de muitos autores, ou no mínimo uma boa dose de talento bem aproveitado.

Técnicas e mais técnicas são desenvolvidas a todo o momento, mas nunca haverá um denominador comum, uma formula perfeita do sucesso. E mesmo que aparecesse, provavelmente inúmeros autores fugiriam desta, pois o sucesso autoral por vezes é mais importante que o financeiro. Portanto o método “quase” infalível que se usa até hoje, é simplesmente o ato: escrever. Treinar. Produzir o máximo possível, e refinar sua escrita até que ela seduza o autor e o leitor.

E é nessa pegada que o NaNoWriMo surgiu, pregando através de um louco desafio esta pratica tão deliciosa: Durante um mês, novembro, os audaciosos viajantes das palavras devem completar o desafio de escrever 50.000 palavras. A forma como utilizarão o espaço é com vocês. Vários contos, um livro, mais de um livro, não importa. O que vale é pisar no acelerador, escrever, se forçar a lutar contra um prazo maluco para sair da inércia e produzir algo novo, fresco e polir até ficar bom!

O desafio literário, que começou dia 01 e termina dia 30, é um grande incentivador da produção literária, e nomes de peso já passaramwriting-first-blog-paragraph por lá, como John Green, Neil Gaiman, Meg Cabot… Este ano vai ter Bella Andre e James Patterson na lista! Ju Costa, escritora pernambucana autora de “Agnus Dei: Idade do Sangue” entrou na brincadeira e já avisa estar muito empolgada.

“É a primeira vez que eu estou participando. O objetivo da “brincadeira” é escrever 50 mil palavras em um mês. Já to com tendinite e o mês nem começou direito!Hahah!” E conta sua impressão sobre a gincana “Não é competição, não. É tipo um “forum” pra escritores se estimularem mutuamente. No fim do mês, quem conseguir ganha um certificado e um livro pronto ou quase pronto. ^.^ E ao longo do mês tem vários eventos legais online ^^ Fora isso, tem 30 autores “conhecidos e publicados” que escrevem mensagens de apoio e incentivo, dicas e compartilham experiência. Todo dia você recebe um email com uma mensagem de um autor para ajudar a dar um gás. No primeiro ano do nanowrimo, um desses autores era Neil Gaiman!” E fala sobre novos projetos “To escrevendo outro no nanowrimo. Quero ver se consigo acabar em um mês. De acordo com as stats do site eu consigo terminar antes do dia 14. Mas meus pulsos estão começando a desistir, heh. Mas quero fazer meu melhor”

Vale explicar que o NaNo funciona como um fórum e um prazo auto-imposto. No fim, se conseguir chegar as 50.000 palavras, você ganha um certificado do feito, as dicas que os autores mais experientes vão contribuindo e sua nova definição de disciplina. Não é um concurso contra os outros autores. É um desafio contra você mesmo. Vale pela experiência, e principalmente pela conquista: Começar a escrever.

E ai, você vai aderir a esta campanha?

nnwm-wp

  • Gabriel Mendes

    Não vou entrar nessa porque eu não cumpriria 20% do desafio.

  • Abel Araghon

    Participei e consegui. Foi muito gratificante vencer meus próprios limites.