RASCUNHO: Com vocês, o Scrivener

5

Eu sumi, eu sei.

Estava trabalhando em um projeto pro Lucien – que ele deve anunciar qualquer dia – e isso, somado as minhas outras atividades, acabou me impedindo de continuar a coluna. Mas estamos de volta com força total! Então, em quartas-feiras alternadas e gente vai continuar se encontrando por aqui.

 

Estava pensando em algo bem legal pra conversar com vocês no post de retorno quando me lembrei do Scrivener.

Você escreve e ainda não conhece o Scrivener? Precisamos mudar isso agora!!

 

scrivener

 

Eu nunca fui usuária desses programas “especiais” para escritores. Até já tentei usar o yWriter e o CeltX, mas eu sempre acabava voltando pro Word mesmo.

E aí eu conheci o Scrivener: um programa voltado para produção literária em diversos estilos. Seja livro de ficção, não ficção, roteiro de quadrinhos, de filme ou de peça teatral… O Scrivener tem um modo padrão (e sub modos) para cada uma dessas modalidades que pode te auxiliar no preparo do seu texto.

 

scrivener início

 

Vocês já devem ter ouvido a analogia dois dois tipos de escritores: os jardineiros e os arquitetos. Sem mais delongas, o jardineiro é aquele escritor que vai escrevendo e vendo no que dá, o texto é mais maleável e vai sendo construído com o tempo. O arquiteto é aquele que já tem todos os direcionamentos e esquemas pré-programados e que, apesar de mudar muita coisa enquanto escreve, já sabe de onde a história vai sair, por onde quer passar e onde vai chegar.

Eu sou arquiteta em meus textos. Preparo esquemas, fichas de personagens, linhas gerais das tramas, cronograma, resumo capítulo a capítulo, enfim… uma quantidade incontável de material antes mesmo de começar a escrever. Isso significa que para cada livro, eu crio uma pasta em “Documentos” com uns 20 arquivos no word. Um para cada coisa. Eu me acostumei, sim… Mas não é o ideal. Fica confuso e volta e meia você tem tanta coisa aberta que faz medo digitar parte do texto no lugar errado e acabar perdendo informação produzida.

No Scrivener minha vida fica umas doze vezes mais fácil (e eu sei que isso tá parecendo propaganda de absorvente, mas é verdade, hein pessoal? Não to recebendo nada do Scrivener, não. É opinião verdadeira.)

Por que fica mais fácil?

Por causa disso:

 

scrivener divisão

 

Com essa ferramenta, o programa permite que você divida o seu texto em capítulos e subdivida os capítulos em cenas. Isso deixa a ordem dos elementos tão absurdamente organizados que é quase orgásmico. Eu juro.

Sem contar que tem duas categorias já ali embaixo: “Characters” e “Trama” que servem justamente para eliminar 8 dos meus 20 arquivos que eram necessários quando eu usava o word.

Além disso, em cada novo capítulo que você abre, o Scrivener permite uma sinopse e anotação que ficam abertas paralelamente. Isso significa que você pode acessar suas notas sobre o que aquele capítulo deve conter, observações sobre personagens, ideias que você quer passar com a cena e até coisas que faltou escrever, sem ter que ficar alternado entre zilhares de arquivos diferentes ou subindo e descendo páginas em um mesmo arquivo.

Eu costumava fazer assim:

 

word

 

Eu ia escrevendo e sempre que chegava em um novo tópico, eu apagava a anotação e ia preenchendo o texto, escrevendo as cenas. Isso ficava absurdamente elaborado. Por que?

Porque quando uma cena não está saindo muito bem, eu pulo pra próxima. É um mecanismo de escrita que alguns “escritores-arquiteto” usam. Como você sabe pra onde a historia vai, você pode escrever uma cena seguinte sem ter escrito a anterior e depois adaptar.

Ah, Ju, como assim?

Assim ó:

 

word 2

 

Vê a anotação em vermelho?

Foi uma cena que eu pulei. Algumas cenas eu acabo escrevendo em arquivos de texto separados do original, escrevo mais de uma versão, às vezes, e depois encaixo a que funcionar melhor na história. Quando você tem umas 10 cenas sendo escritas em separado e a marcação em vermelho no corpo do texto de onde elas devem entrar, acredite, vira uma salada. Você perde muito tempo só organizando o material.

Com o Scrivener eu faço assim:

 

scrivener sinopse

A sinopse mais genérica do capítulo fica tranquilamente aí do lado, sem me incomodar enquanto em escrevo.

E se eu quiser fazer mais de uma versão sobre a mesma cena?

É só usar as pastas para fazer a subdivisão dentro de um mesmo capítulo sem nenhum problema:

subcena

Eu coloco todas as versões da mesma cena alinhadas já na pasta certa. Quando eu decidir a que eu quero, é só desmarcar as outras quando for exportar o arquivo do Scrivener pra o formato definitivo que eu quero. Isso significa que, quando eu for salvar – em pdf, por exemplo – eu digo todos os capítulo e cenas que eu quero e o Scrivener exporta só eles. As outras cenas ficam escritas e salvas, guardadinhas, sem atrapalhar o resto do trabalho.

Acredito que, a essa altura, eu já te vendi o Scrivener, né?

Ainda não? Deixa eu dizer qual o golpe de misericórdia que esse programa abençoado dá em qualquer escritor.

Não sei se o print screen tá mostrando muito bem, mas vamos lá. Lembrando que essa imagem é a imagem completa de TUDO que aparece na tela no pc.

scriv

“Tá, Ju. Não entendi.”

Não?

Não tá sentindo falta de nada nessa imagem?

Barra de iniciar? Botão de fechar o programa? Qualquer interação com o resto da sua máquina?

Pois é, meu amigo escritor.

O Scrivener trava seu computador todinho. Você sentou pra escrever? Pois então escreva!

Nada de olhar facebook ou email. Quando entra nesse modo, ele não apita quando você recebe um nova mensagem, ele não alterna pro Reddit ou 9gag. Ele não aparece popup nem propaganda. Se antes a internet te distraia das suas horas de escrita, com o Scrivener isso não vai ser mais desculpa.

Scrivener-Logo

Por hoje, é isso!

A gente se vê, galera. =)

E escrevam!

Beijoo

  • Rick Galasio

    Sensacional Julianna ! Muito bacana a ferramenta. Parabéns pelo post.

    Grande abraço !

  • Diego Costa

    Putz! Estava mesmo precisando de algo do tipo!
    Ótimo post e obrigado pela dica!
    Parabéns!

    https://www.facebook.com/pages/Rotina-Geek/558575704208061?ref=hl

  • Lucas Ferraz

    Estou usando o Scrivener a algum tempo e tem sido fantástico.
    Acabando o trial certamente vou comprar a licença.

  • Gabriel Mendes

    Ju, obrigado pela dica! Bem-vinda de volta ao Leitor Cabuloso.

  • Gabriel Mendes

    Ju, obrigado pela dica!