A Peculiar Tristeza Guardada num Bolo de Limão da Aimee Bender

2

a-peculiar-tristeza-

O que chama a atenção de imediato nesse livro é o fato da protagonista poder sentir os sentimentos das pessoas ao comer a comida que elas prepararam. Ela descobre esse dom com nove anos de idade quando come um bolo de limão preparado pela mãe e o bolo parece oco, refletindo como sua mãe se sentia: vazia e solitária.

O que decepcionou muitas pessoas com relação a esse livro é que o tema central não é a habilidade de Rose, ela fica em segundo plano. O livro narra o cotidiano da garota que vira adolescente e sua vida com a família. Porém, isso não me decepcionou. Considero um bom escritor aquele que consegue deixar interessante a narrativa de algo ordinário e isso acontece nesse livro. A autora narra de uma forma gostosa e muitas vezes humorada sobre a vida comum de uma menina crescendo.

“Deveríamos escrever alguma coisa que valorizássemos na sociedade moderna, e que não existia no tempo dos nossos avós, e depois ler um ou dois parágrafos em voz alta. (…)

— Meu trabalho é sobre o salgadinho Doritos – eu disse.” – Pg. 139

O tema central é a família de Rose. E é assustador o quanto ela é real e triste. A mãe deprimida, o irmão mais velho nerd e solitário e o pai distraído que parece seguir um manual para lidar com a família. E uma avó que eles nunca viram.

— Com quantos anos ela está? – perguntei, entrando na cozinha.

— Já tem oitenta e um – disse mamãe, acenando com uma colher de pau.

— E o que ela faz?

Mamãe deu de ombros.

— Não tenho a mínima ideia.” – Pg. 142

Mas infelizmente me decepcionei com o final. Aconteceu algo tão “mas, oi?” que até agora não entendi o que realmente ocorreu. Por isso, o livro leva quatro selos cabulosos.

NOTA:

4 selinhos

Ficha Técnica:
Editora: Leya
Autora: Aimee Bender
Origem: Estrangeira
Título original: The Particular Sadness of Lemon Cake
Ano: 2013 (1ª impressão)
Número de páginas: 304
Skoob

  • Eu também li este livro e devo confessar que o final do livro, para mim, foi uma tentativa frustrada de deixar um final aberto.
    No geral eu até que gostei do livro, mas o problema foi que o livro é vendido com uma proposta que carrega a gente de esperanças para na realidade falar de outras coisas. No final, refletindo até que foi interessante, mas na hora eu fiquei frustrado de ver o foco narrativa correr para outra direção.

  • Vanessa Straioto

    eu acabei de ler esse livro..
    no primeiro momento me atraiu o titulo, adoro títulos diferentes..
    eu gostei do livro, acho q a autora poderia ter explorado mais, os dons da família da Rose….
    e tb achei o final pobre…mas por incrível que pareça combinou com o livro, não que o livro se pobre….mas parecia ser o único final disponível…
    mas que o dom do irmão é estranho, é..rss