CabulosoCast #64 – O Conde de Monte Cristo

24

vitrine 960 CC64Sim, leitores! Sejam muito bem-vindos a mais um CabulosoCast! E em mais um capítulo da série livros Lucien o Bibliotecário (@lucienobiblio10), Priscilla Rúbia (@Priscilla_Rubia), Paulo Elache (@P_Elache), Thiago Miani e Lucas Roberto falam sobre um clássico da literatura universal: O Conde de Monte Cristo de Alexandre Dumas; saiba tudo sobre o autor, a obra e suas principais adaptações neste programa. Vire a página, pois a vingança de Edmond Dantés não pode esperar.

Vitrine: Andre Wallace (CoffeUnlocked)

Citados na leitura de e-mails

Recomendamos

Livraria Cultura

Submarino

Citados durante o programa

Mídias Sociais

Assine nosso Feed

Assine nosso feed http://feeds.feedburner.com/cabulosocast

Nossa Página no iTunes

http://itunes.apple.com/br/podcast/leitor-cabuloso-literatura/id549022839

Nossa Página na Kombo Podcasts

http://www.dimensaonerd.com/category/podcast/cabulosocast/

Nossa Página do You Tuner

http://youtuner.co/index/results?s=cabulosocast&x=0&y=0

Nossa Página no FalaCast

http://www.falacast.com.br/eqbws9vm

Quer nos Enviar uma E-mail?

Quer enviar um e-mail comentando algo que ouviu no programa? Quer enviar um link ou algum material que complemente as informações do podcast? Escreva para cabulosocast@gmail.com

Quer Deixar uma Mensagem de Voz

Mande seus recados de voz para o nosso CabulosoCast deixando sua mensagem na nossa secretária eletrônica do GTalk! É só ligar para cabulosocast@gmail.com

Tamanho do Episódio: 109 minutos

Atenção!!!

Para ouvir basta apertar o botão PLAY abaixo ou clique em DOWNLOAD (clique com o botão direito do mouse no link e escolha a opção Salvar Destino Como para salvar o episódio no seu pc). Obrigado por ouvir o CabulosoCast!

Quer Baixar a Versão em Zip?

Para baixar a versão em zipada clique aqui, em seguida cole o link de download e clique na opção convert file.

Para fazer o Download do episódio clique aqui.

  • Augusto Tenório

    Meu podcast preferido em mais uma edição!

  • Muito bom o episódio, Lucien diminuindo a gritaria na leitura de comentários e, principalmente, durante o episódio, só ainda não perdeu o hábito de imitar Jovem Nerd, uma pena.
    Gostei muito da discussão, e das dicas de leitura e filmes, tenho adiado, há muito, assistir os filmes, quem sabe agora me empolgo pra ver este final de semana, e o livro vai para a fila também.

    • Ivan,

      Fico feliz que o episódio tenha motivado você a assistir aos filmes guardados na gaveta.

      Muito obrigado pelo comentário.

      Abraços.

      • E, veja você, nem te zoei por terem falado que o conde fode todo mundo na estória, com você sendo um dos participantes dela, senhor Lucien Debray.
        😉

  • Jonas Daggadol

    Muito bom o episódio, até dei uma pausa na minha maratona regressiva (estou no episódio 57), para ouvir este saído do forno. Muito bom. Parabéns. Faltou Serena e sobrou podcast… perderam o freio, é? Dava para por fone de ouvido e ver um Sport x Santa Cruz inteiro na tv… mas tudo bem, estão perdoados, concordo que a obra é longa, rende horas e horas de papo.
    Abraços!
    Jonas Daggadol (se lê da forma mais simples: d-a-g-a-d-ó-l), mas, relaxa… vc vai ler meu nome muitas vezes ainda. =)

    • Jonas,

      É um programa quinzenal, logo o tempo acaba compensando o lançamento de outro episódio. (espero da próxima vez acertar o seu nome).

      Abraços.

  • Augusto Tenório

    Épico como sempre!

  • Rafael Botter

    Episódio épico do leitor cabuloso, estou pensando em ler novamente o livro só que na edição Zahar o preço está convidativo para adquirir 🙂 Lucien estou gostando muito dos episodios você está mandando bem em relembrar grandes clássicos da literatura. Só falta agora o Sherlock Holmes. Sou fanático e estudo dele. Abraços.

  • Rafael Botter

    Lucien esqueci de mencionar, tenho a coleção do Sherlock Holmes da Zahar, é uma verdadeira bíblia Sherlockiana.

  • Claudio Cesar Moreno

    Um belo episódo sobre um clássico. A Zahar está de parabéns, pelo trabalho, tanto é que tenho Os Três Mosqueteiros e uma edição do Sherlock Holmes que são umprazer para qualquer leitor. Quanto à extensão do livro, estórias longas eram comuns antigamente, vide Os Miseráveis, e Dom Quixote, que são longos mas também são incríveis, cuja leitura recomendo muito. O mundo mudou de lá pra cá e assim também os livros ficaram mais enxutos. A propósito, essas edições da Zahar também foram lançadas em ebook na Amazon, uma boa opção para quem tem Kindle. Um abraço.

    • Claudio,

      Excelente dica esta da versão para Kindle.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Fora os elogios merecidos. Gostaria de colocar uma sugestão de livro que ao meu ver merece ter um podcast:
    “O Cortiço” de Aluísio Azevedo
    Gosto da ideia do Cortiço ser considerado o personagem principal da história. E fora isso é muito próximo da realidade atual no Brasil.

    • Guilherme,

      Sem sombra de dúvida o cortiço é uma excelente indicação. Acho que poderemos fazer uma enquete da pauta de 2014 pedindo para os leitores decidirem quais os livros trabalharemos no próximo ano.

      Mais uma vez. Obrigado pelas dicas.

      Abraços.

  • Excelente episódio!!! O Paulo Elache disse que ia reclamar e reclamou mesmo (e nas apresentações)! E por falar em reclamações, tinha um cachorro chato latindo ao fundo na leitura de comentários. E da Serena? Pede para ela dar uns biscoitinhos para ele ficar quieto ou chama logo para participar da gravação, hehehe! E grande Thiago Miani! Cara, ele gosta de novela, hein? E a série Revenge, que ele citou, também passou na Globo, né? Um grande abraço!!!

    • Carlos,

      Sim o cachorro é da Serena. Pois é o Thiago ganhou o troféu Globo deste episódio.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Olás!

    Muito bom este episódio.
    Lucien, você precisa contar o segredo de tanto ânimo na hora da leitura de e-mails. Rapaz, quero um pouco desse negócio que você bebe pra ver se me animo a fazer mais exercícios… XD

    E parabéns a todos os participantes do episódio. Gostei da análise que fizeram da obra do Dumas.
    E sobre O Conde de Monte Cristo: acredita que esta é uma obra que não só não li, como não vi nenhum dos filmes ou seriados baseados na obra?
    Foi por isso que fiquei contente com a indicação da tradução e edição da Zahar, que normalmente tem boa edições.

    abraços a todos

    PS: o lance do ânimo na leitura dos e-mails não é uma reclamação. Gosto muito de como é feita e continue com este pique todo.

    • Nilda,

      Então está mais que na hora de você tomar vergonha e correr atrás de alguma edição do Conde Monte Cristo em filme ou livro.

      O segredo da minha alegria? Segundo o Ivan é por que estou copiando o JN, mas a verdade é que não conto nem sob tortura. 😉

      Obrigado pelo comentário.

    • Nilda, eu sei o segredo desse entusiasmos exagerado do Lucien: ele adora o que faz! 🙂

  • Há, vá!
    Você bem sabe que imitar Jovem Nerd e sua empolgação são bem distintos, mas, sinceramente, acho que você tem uma empatia muito bacana, e quando imita, o dito, é um desperdício.
    Quanto a alegria. Esbanje, espalhe e se lambuze, só não precisa gritar.
    😉

  • missjoe

    Voltei a ouvir o cast e caí direto no #64 falando sobre uma das minhas obras favoritas de todos os tempos. O cast valeu bastante, partilho da maioria das opiniões, incluindo sobre os filmes citados. No entanto, quando se fala de Gankutsuou, é bom lembrar que é uma obra baseada, não adaptada, tanto que traz muito também de outra grande obra; Drácula, de Bram Stoker. Acho o universo criado por eles muito interessante, mas admito que realmente é preciso ter uma mente aberta para assistir. Recomendo que vejam até o fim, sem pensar que precisa ser fiel ao livro. Ser baseado é exatamente isso, não ter a necessidade de ser igual a obra original. Se gostarem de animes, valerá a diversão. Gankutsuou tem uma trilha sonora incrível e um visual muito inovador, basta ser encarada como é: uma ficção científica futurista com mais de uma obra relacionada. Apesar do que foi dito, considero muito boa.
    E para quem ainda não terminou de ler O Conde de Monte Cristo, espero que tenham continuado a boa leitura, para que talvez em um próximo cast, possam retomar com mais profundidade a discussão do título.

    • Missjoe,

      Agora que você falou é verdade, lembra muito o Drácula.

      Eu concluí sim a leitura, já fiz até resenha aqui no site.

      Obrigado pelo comentário e fico muito feliz que tenha voltado a ouvir o CabulosoCast.

      Abraços.