A poesia está em todo lugar II

2

music-love-destaqueSejam bem-vindos integrantes da  espécie humana supostamente avançada, quem vos fala é o Danton Brasil (@dantonbrasil) aqui vai mais um APETL. Como o feedback foi bom, estou fazendo outro, e vou até onde der. Desta vez, estou trazendo OITO músicas (e apenas no final do post o Tártaro de  links para todas elas), sendo TRÊS indicações enviadas para o meu e-mail pelo leitor Guilherme Matos.

#1 – Ozzy Osbourne: Life Won’t Wait

Eu vejo tudo mudar

Pego as notícias do dia

E jogo-as fora

O tempo vai matar toda a dor

O destino vai curar a decadência

De toda esta ambição cega

A ganância nos une

Mantenha-se forte

Seja autêntico

Seja corajoso

Tudo se resume a você

Tente apenas esquecer

Saiba que a justiça é lenta

Mas ela vem no final

Levante-se, o culpado será derrotado

Fique, eles não podem aguentar tudo

Cada segundo que você joga fora

Cada minuto de cada dia

Não se apegue a uma memória

A vida não vai esperar por você

Não, a vida não esperar por você, meu amigo

Eu estou vendo as mudanças

Quem vai levar a chama?

  • Clip:

Esta música é composta por um mestre sagrado da música, e esta não é tocada no ritmo que ele é mestre. Porém, seu teor tem uma mensagem que “casa” coma  vida do próprio compositor (como o clipe bem nos diz).

#2 – Slipknot: The Blister Exists

Ossos na água e poeira em meus pulmões
Absorvendo o arcaico como uma esponja
O caminho final é o caminho que você controla
Mas você pode ficar se você destacar sua alma?
Enterre o presente, e exprema o passado.
Aqueles que você valorizar para nunca durar
Queimaduras químicas e o animalesco
sou apenas outra falsa estatísca sem sorte.
Você pode sentir isto?
Eu estou morrendo para sentir isto
você pode sentir isto?
Sangue no papel e pele em meus dentes
Tentando cometer o que está por baixo
Encontrar o tempo é perder o momento
Você aprende as lições e imediatamente as esquece
Automático e fora de alcance
Consulte todo o desperdício para encontrar a chave
Vida mínima e polisilábica
Sou apenas outra página em branco
Aperte o botão e puxe a raiva
Eu sou tudo, mas o que sou eu?
Outro número que não é igual a qualquer um dos seus
Eu controlo mas, eu venho por último.
Me separe então apanhe os pedaços
Sou desigual
  • Clip:

Poxa, essa é fenomenal. Se você leitor, entender exatamente o que ele diz, pode perceber conflitos internos que quase todos nós temos. É poesia, é uma verdade exprimida na nossa cara e é violento. Sem mais delongas.

#03 – Linkin Park: The Catalyst

Deus abençoe a todos nós
Somos um povo corrompido
Vivendo sob arma carregada
E não pode ser combatido
Não pode ser superado
Não pode ser dominado
Não pode ser vencido, não
Como lembranças em uma decadência fria
Transmissões ecoando longe
Longe do mundo de você e eu
Onde os oceanos sangram em direção ao céu

Deus salve a todos

Quando queimarmos dentro do fogo
De mil sóis

Pelos pecados de nossa mão

Os pecados da nossa língua
Os pecados de nossos pais
Os pecados dos nossos jovens, não

Deus salve a todos

Quando queimarmos dentro do fogo
De mil sóis
  • Clip:


Essa é fogo na roupa (risos internos). Quando eu a descobri, na época de minha internet péssima, ouvi cada segundo em separado dez vezes enquanto esperava carregar tudo e me fascinei desde o primeiro. Crítica a sociedade, crítica a religião, beleza, UM PACOTE COMPLETO.

#04 – Nine Inch Nails – Every Day Is Exactly The Same

Eu acredito que posso ver o futuro
Pois eu repito a mesma rotina
Eu acho que costumava ter um propósito
Mas novamente deve ter sido um sonho
Acho que eu costumava ter uma voz
Agora eu sequer produzo um som
Eu só faço o que me mandam
Realmente não quero que eles venham aqui, ah não

Todos os dias são exatamente iguais

Todos os dias são exatamente iguais
Não há amor aqui e não há dor
Todos os dias são exatamente iguais

Sinto os olhos deles observando

Para o caso de eu me perder de novo
Às vezes acho que estou feliz aqui
Às vezes – sim, – eu ainda faço de conta
Eu não consigo me lembrar como tudo isso começou
Mas posso te dizer – exatamente , – como isso irá acabar

Todos os dias são exatamente iguais

Todos os dias são exatamente iguais
Não há amor aqui e não há dor
Todos os dias são exatamente iguais
Estou escrevendo num pedacinho de papel
Espero que algum dia você possa encontrar
Irei escondê-lo atrás de alguma coisa
Eles não procuram atrás das coisas
Eu ainda estou aqui dentro
Um pouquinho vem sangrando sem parar
Eu gostaria que isso tivesse sido de alguma outra forma
Eu simplesmente não sei, eu não sei mais o que posso fazer!
  • Clip:

Eu realmente não sei muito do que falar sobre uma banda, em que a letra, a melodia, a execução e a voz são obras de uma única pessoa. Chamar de gênio, ídolo e blábláblá é clichê. Essa pessoa toca no fundo da alma de quem escuta, porque tenho certeza que sabe do que está falando.

#05 – Marilyn Manson – Coma White

Há algo frio e vazio
Por trás de seu sorriso
Ela continua transgredindo
Numa milha milagrosa
Porque você era de um mundo perfeito
Um mundo que me jogou fora hoje,hoje,hoje
Para sair correndo
Uma pílula pra te entorpecer
Uma pílula pra te emburrecer
Uma pílula pra te tornar qualquer outra pessoa
Mas nenhuma droga nesse mundo
Irá salvá-la dela mesma
Sua boca era um corte vazio
Ela esperava a queda
Sangrando como uma garotinha
Que perdeu todas suas bonecas
  • Clip:

Outro gênio, outra personalidade tão polêmica que já tem uma série de mitologias a respeito do fez ou do que deixou de fazer (a maioria mentira). Esta música aqui em questão, possui dois significados: Além do que a gente pode tirar da própria letra, há o clipe…. que deixa um outro tom… muito mais “legal” assim eu posso afirmar.
Contribuições de Guilherme Matos

#1 – The Ink Spots: I Don’t Want To Set The World On Fire

Não quero botar fogo no mundo
Só quero começar uma pequena chama
em seu coração
 
Em meu coração só tenho um desejo
E esse desejo é você
Ninguém mais servirá
 
Perdi toda a ambição pela fama mundial
Só quero ser aquele que você ama
 
E se admitisse que sente o mesmo
Terei atingido o meu maior sonho
  • Clip:

 
Acredite essa é velha. Bem velha. Acredito que tenha sido composta nos anos 50. É um tipo de música que não se faz mais, tanto que nem sei como classificá-la. A letra é de uma beleza simples e inteligente como poucas músicas são hoje em dia. É pura poesia.

#2 – Faunts: M4 (Part II)

Tenho pensado sobre você
Onde você estará
quando isso acabar?
 
Se tudo
Se tudo sair como planejado
Você ira redimir minha vida outra vez?
Minha vida outra vez
 
Queime os campos onde a erva foi plantada
Regue sua alma vazia
Acorde o mar da esperança silenciosa
Regue sua alma vazia
 
Lute contra seus inimigos
você não está sozinha
A guerra sagrada está no telefone
pedindo para aguardar na linha
A sangrenta perda de sangue
fica fria
 
E eu preciso que você se recupere
porque não consigo sozinho
  • Clip:

Uma música de uma game, um bem conhecido e aclamado, mas que eu não consigo associar muito ao contexto do jogo em si. Talvez seja o caso de só terem escolhido essa por ser boa, o que de fato ela é. E também tem o melhor videoclipe que existe!

#3 – Oingo Boingo: Dead mans party

Estou bem vestido sem nenhum lugar para ir
Andando com um homem morto sobre meu ombro
Estou bem vestido sem nenhum lugar para ir
Andando com um homem morto sobre meu ombro
 
Esperando o convite chegar
para uma festa na qual ninguém está vivo
Esperando o convite chegar
para uma festa na qual ninguém está vivo
 
Fui atingido por um raio enquanto andava pela rua
Fui atacado por algo ontem a noite em meu sono
É uma festa de homens mortos
quem poderia pedir mais
Todos estão vindo 
deixem seus corpos na entrada
Deixem seus corpos e suas almas na entrada
  • Clip:

Uau, essa parece macabra, certo? Deve ser de uma banda de heavy metal, não é? Bem, ouça e depois comente o que achou. Talvez você até já a conheça…MusicAndPoetry3
  • O Tártaro de Links :

#01 #02 #03 #04 #05 / #01 #02 #03

Até o próximo APETL, isso na hipotética possibilidade de prever a probabilidade de talvez um dia quem sabe.

  • Cibelle Reis

    Slipknot tem sempre um tom de crítica na maior parte de suas músicas (pelo menos das que eu conheço), Linkin Park também tem algumas com letras ótimas, mas senti falta de Green Day na categoria críticas, especiamente ao estilo de vida americano e ao ‘sonho americano’ e claro, não podia faltar o tio das trevas, o Manson, apesar que eu gosto das letras dele só não da voz e melodia o que complica na hora de ouvi-lo.

    • Danton Brasil

      nunca descarto dicas para um próximo APETL