[Resenha] Se Houver Amanhã – Onde o autor muda de idéia no meio do livro!

12

Conforme prometido, li o outro livro do Sidney Sheldon e posso dizer que gostei mais desse do que do anterior.

Conhecemos Tracy Whitney, uma mulher grávida de poucos meses de um homem rico e poderoso do qual está noiva. Ela possui um bom emprego que promete uma ótima promoção após o casamento. Como podemos ver, é uma mulher muito feliz com um grande futuro pela frente. Até que ela recebe uma ligação dizendo que sua mãe está morta. A mãe de Tracy cometeu suicídio, o que de início ela duvida, já que a mãe era uma mulher forte e feliz. Porém ao ficar sabendo de toda a situação: que sua mãe perdera todo o dinheiro ao fazer negócios com um homem poderoso, envolvido com a máfia, Tracy passa da tristeza para o ódio. Ela quer que esse homem, Joe Romano, pague pelo que fez com a sua mãe.

if-tomorrow-comes-sidney-sheldon
Uma das capas americanas

E agora o motivo que me fez odiar Tracy no ínicio desse livro: Ela decide ir a casa de Romano com uma arma – ela nunca havia pegado em uma até essa ocasião – para fazê-lo confessar e assim entregá-lo para a polícia. Brilhante idéia, não é? Claro que vai dar certo. Só que infelizmente o plano infalível de Tracy para derrotar o braço direito do homem que comanda a cidade, não funciona como ela gostaria. Ele tenta estuprá-la, ela atira nele e foge, mas não por muito tempo. Tracy é presa e condenada a 15 anos por tentativa de assassinato. O que, vamos combinar, foi merecido depois de tanta burrice.

O cenário então muda para uma penitenciária feminina e vemos os horrores que aguardam Tracy: o local sujo, a comida péssima, as homossexuais que ficam de olho nela desde que entra. Ela sofre muito no início, mas depois se torna forte com o pensamento de que tem de fugir para se vingar de todas as pessoas que a colocaram ali, que a deixaram para morrer naquele lugar.

Aqui Tracy deixa de ser uma menina inocente e fica mais esperta. E acompanhamos ela em seu plano de fuga e vingança.

Nesse ponto pensei que seria um livro a la Conde de Monte Cristo onde Tracy irá se vingar de todos que a colocaram na prisão. Bem, isso acontece, mas o livro não acaba aí! O rumo aqui muda totalmente e vemos Tracy em uma nova vida, totalmente diferente do que era. Muitas vezes, nessa segunda parte do livro, era difícil imaginar que as cenas na prisão faziam parte da mesma história. Eu sinceramente gostei mais da segunda parte, já que Tracy é mais solta e esperta. Porém a primeira parte foi bem difícil de passar e certa hora tive de me segurar para não abandonar o livro. Sidney Sheldon pelo jeito gosta muito de ter mulheres como protagonistas de suas histórias, mas infelizmente ele pensa que todas são idiotas.

Por esse motivo o livro leva quatro selos cabulosos. Eu não pretendo ler mais nada de Sidney Sheldon. Tive minha curiosidade sanada e dois livros são o suficiente. Saliento que não é um autor ruim. Acredito que para quem está iniciando no mundo da leitura, ele seja perfeito pela rapidez e pela simplicidade.

Se Houver Amanhã ganhou uma mini-série em 1986 e abaixo você pode ver uma foto da derrotada Tracy.

NOTA:

04-selos-cabulosos

Ficha Técnica

se-houver-amanhc3a3Editora: Best-Bolso

Autor: Sidney Sheldon

Origem: Estrangeira

Título original: If Tomorrow Comes

Ano: 2010 (9ª edição)

Número de páginas: 434

Skoob

Compre: AMAZON

Sinopse: A vida da jovem Tracy Whitney muda drasticamente quando, vítima de uma ação criminosa, ela é condenada por um crime que não cometeu. Rejeitada pelo homem que amava e abandonada à própria sorte, Tracy se vê sozinha em um mundo violento e sombrio. Depois de cumprir pena e ter de volta sua liberdade, ela só tem um objetivo: vingar-se dos homens que a colocaram injustamente na prisão. Para isso, ela se torna uma expert em disfarces e especialista em aplicar golpes em empresários inescrupulosos. Mas seus planos podem ir por água abaixo quando o destino coloca em seu caminho um poderoso rival, Jeff Stevens, um irresistível trambiqueiro.