RASCUNHO: QUANDO NINGUÉM ESTÁ OLHANDO

2

Cenas de sexo.

Como escrever?

 

 sex

 

É um tipo de coisa que é muito simples para alguns e muito impossível para outros.

Antes de mais nada tem aquela máxima que diz: “Só se pode escrever sobre o que se conhece”.

Ajuda. Muito.

Você vai escrever sobre sexo? Use sua experiência. Não to dizendo pra você sair contando o que aconteceu com você. Use a sua experiência pra descrever sensações. Torna a cena mais crível.

Mas e quando a pessoa não tem experiência?

Nesse caso, é recomendável que a pessoa dê uma olhada em alguns livros ou filmes eróticos. É isso mesmo, gente. Vai escrever uma coisa sem noção nenhuma? Não pode. Assiste uns filmes, lê uns livros, conversa com aqueeele amigo… Dá um jeitinho. Até quando a pessoa tem experiência na pele dessas situações, uma pesquisa complementar não machuca. São pequenos detalhes que enriquecem a cena e tornam a narrativa mais completa.

Outra coisa que complica na hora de escrever essas cenas é a vergonha. É imaginar: “Gente… e quando minha mãe ler esse livro?”

Pessoal, na boa. Esquece os pais, os irmãos, o namorado, a melhor amiga evangélica. Esquece tudo. Porque se você for escrever uma cena dessas como se estivesse todo mundo te observando, não vai sair coisa que preste. A não ser que você curta voyeurismo… =D Mas aí é um caso muito particular.

Tem gente que escreve essas coisas com muita facilidade. A dica que eu estou dando é pra pessoas que tem dificuldade, obviamente. Se você escreve cenas eróticas bem: ótimo! Continue fazendo o que você está fazendo, porque está funcionando.

Se você tem vergonha, escreva sozinho. Quando ninguém está olhando. Esvazie a mente, não fique pensando em um monte de gente da sua família. E não tenha vergonha de pesquisar material. E por “material” eu não quero dizer só ler ’50 tons de cinza’, não, viu gente? Por favor, viu… É ler de tudo. Ver de tudo. Conhecer um pouco de tudo.

Não to mandando você perder a virgindade só pra escrever a cena, não. Por sinal, por favor, NÃO faça isso.

É conhecer sobre o que você está escrevendo o mínimo possível pra cena ficar legal. E não ter vergonha de imaginar ou de escrever. Muito menos de ser lido depois.

Não dá? Você tem muita vergonha? Não fica a vontade?

Pode escrever outra coisa. Não vai na onda. Pra seu livro ser bom e ser lido ele não precisa ter cenas de sexo.

Escreve o que você gosta e o que faz você se sentir bem.

Beijo, pessoal!

 

  • Ieda Torrezan

    Gostei das dicas. Tenho ótimas ideias, mas somente quando estou dirigindo ou estou muito ocupada sem tempo de escrever, quando sento e pego meu caderno de anotações, as minhas ideias se apagaram da minha mente.

  • Dizer para as pessoas que está acessando o xvideos apenas para pesquisa de seu livro deve ser hilário, haha. Mas não tenho experiência nenhuma no assunto, e além do mais não é minha praia. Não é porque está na moda que irei adicionar o mínimo de conteúdo erótico no que escrevo, isso é patético, e um escritor que adere a moda não está sendo fiel a sua própria história. Idem para qualquer moda que entra no mercado.