LIVROS: Lançamento de “NO LIMIAR DO DESEJO” segundo livro da trilogia best-seller de Eve Berlin

1

desejo

No Limiar do Desejo é o segundo livro de uma trilogia que teve como início Luxúria, um romance que alcançou grande sucesso internacional, inclusive no Brasil. Se você leu Luxúria, não vai querer perder No Limiar do Desejo. Se você não leu, vai querer ler agora.
Kara Crawford é uma advogada que sabe como guardar um segredo, ainda mais depois de ter sido desprezada por um ex-namorado depois de revelar suas fantasias sexuais. Ela não esperava encontrar alguém que pudesse realizar seus desejos mais íntimos e extremos, até vivenciar uma das noites mais incríveis de sua vida ao lado de um homem que há muito admirava.
 
O sexualmente dominante Dante de Matteo conhecia Kara dos tempos do colégio e jamais havia imaginado que as fantasias mais sombrias de uma mulher pudessem ser tão compatíveis com as suas. Mas nenhum dos dois acreditava que aquela paixão pudesse passar de uma noite. Quando Dante é contratado pelo escritório onde Kara trabalha, os dois são confrontados diariamente com as faíscas daquela química explosiva e não sabem como lidar com isso. À medida que o desejo intenso os aproxima, temores bem profundos ameaçam separá-los e eles precisam aprender a abraçar da mesma maneira o medo e o prazer do amor. Vão conseguir?
 
Sobre o autor
EVE BERLIN vive em Hollywood onde escreve romances eróticos repletos de volúpia e sensualidade, mas com um ligeiro toque de perversidade. Quando não está escrevendo ou lendo vorazmente ela dá aulas de Pilates, o que a tira de casa e a ajuda a inspirar-se ainda mais para escrever seus romances.
Ela ainda tem algumas outras obsessões: sapatos, pinturas, reality shows, gatos e, é claro, livros. Eve Berlin é autora de Luxúria, o primeiro livro de uma trilogia erótica de sucesso mundial.
Ficha Técnica
Título: No limiar do Desejo
Editora: Quinta Essência
Autor: Eve Berlin
Nº de páginas: 224
Preço: R$ 34,90

 

  • Eduardo

    Li resenhas não muito positivas sobre Luxúria, especialmente quando colocada em comparação com os 50 Tons. Eu não li nenhum dos dois e pode ser uma questão de estilo e de preferências de cada leitor.