NOTÍCIA: Primeiros quatro minutos de “Sangue Quente” (Meu Namorado é Um Zumbi?!), aproveitem enquanto ainda não apodreceu demais

3

Saudações, caros leitores! Alguns de vocês devem estar querendo conferir a adaptação cinematográfica do livro Sangue Quente, obra de Isaac Marion, seja por pura curiosidade nesta inusitada leitura dos zumbis ou por terem apreciado o romance. O título no Brasil (Meu Namorado é Um Zumbi) desestimula e soa como um golpe de marketing ruim, mas acredito que o longa-metragem ainda deve ser visto. Enquanto a estreia não acontece, fiquem com uma sequência inicial do filme:

Sinopse: R é um jovem vivendo uma crise existencial – ele é um zumbi. Perambula por uma América destruída pela guerra, colapso social e a fome voraz de seus companheiros mortos-vivos, mas ele busca mais do que sangue e cérebros. Ele consegue pronunciar apenas algumas sílabas, mas ele é profundo, cheio de pensamentos e saudade. Não tem recordações, nem identidade, nem pulso, mas ele tem sonhos. Após vivenciar as memórias de um adolescente enquanto devorava seu cérebro, R faz uma escolha inesperada, que começa com uma relação tensa, desajeitada e estranhamente doce com a namorada de sua vítima. Julie é uma explosão de cores na paisagem triste e cinzenta que envolve a “vida” de R e sua decisão de protegê-la irá transformar não só ele, mas também seus companheiros mortos-vivos, e talvez o mundo inteiro. Assustador, engraçado e surpreendentemente comovente, Sangue Quente fala sobre estar vivo, estando morto, e a tênue linha que os separa.

O livro homônimo, escrito por Isaac Marion, no qual o filme é inspirado, foi lançado no Brasil pela editora parceira Leya e pode ser encontrado em muitas livrarias.

Fonte: Comic Book Movie.

  • Concordo que o nome Meu Namorado é um Zumbi não atrai tanto quanto se eles tivessem mantido sangue quente ou algo assim… Mas eu ainda quero ver! O livro é mto bom! =)
    Beijos.
    Nica

    • Sim, eu também quero ver por conhecer a história original e saber que é boa. Espero que mais espectadores procurem o livro depois.

      Beijos.

  • Rita souza

    é parece mesmo com o clima do livro,eu fiquei imaginando oq eles iriam passar para a tela já q o grande conflito do livro fica so na cabeça do R.