RESENHA + PROMOÇÃO: O CÍRCULO DE PEDRA – AS LENDAS VIVEM DO R. COSTAC!

21
Capa: O CÍRCULO DE PEDRA!
Capa: O CÍRCULO DE PEDRA!

Edição: 1
Editora: Novo Século Editora
ISBN: 9788576796480
Ano: 2012
Páginas: 600

SINOPSE:

O que você faria se tivesse que guardar o maior segredo de todos os tempos e nunca… nunca pudesse revelá-lo a mais ninguém? E se tivesse que conviver com um segredo tão incrível que mudaria sua vida para sempre? Cinco jovens estudantes descobrem um segredo guardado por quatrocentos anos que os fará viver a maior aventura de suas vidas.

Eles serão levados a descobrir coisas inacreditáveis nessa fantástica jornada, desafiando constantemente suas habilidades, inteligência e coragem. E quanto a você, seria capaz de guardar o maior segredo de todos os tempos?

 

Olá Ouvintes Leitores! O que vocês fariam se tivesse que guardar o maior segredo de todos os tempos? Esta é a premissa que dá o ponta pé inicial para “O CÍRCULO DE PEDRA – AS LENDAS VIVEM” primeiro volume da  trilogia do escritor nacional R. Costac e lançado este ano pela Editora Novo Século.

O R. Costac começa o livro perguntando ao leitor se ele está disposto a escutar/ ler “uma história muito, mas muito longa”. Esta é uma passagem bastante interessante de “O CÍRCULO DE PEDRA”, pois a pergunta é feita ao personagem Lucad Anacleto Sidromus Dypes também um escritor, (será um auto ego do autor?), que encontra um velho senhor em uma cafeteria que está disposto a narrar uma surpreendente história. E então leitores, vocês também estão dispostos a encarar esta fantástica aventura? Se tiver, continue lendo.

Como um bom autor, Lucad, não perder a oportunidade de escutar uma boa proza e somos levados ao dia 14 de novembro de 1932, quando o garoto inglês, Daniel de quatorze anos, recebe a carta de admissão a Escola Internacional do Atlântico junto com sua irmã Margareth.

Logo, ambos viajam de navio, o Divina Providência III, para a Ilha da Coroa que fica no Brasil e onde está a escola Internacional do Atlântico, escola esta, que seleciona os melhores alunos de todas as partes de mundo para estudar em um dos lugares mais eficientes de todos os tempos, e porque não mais estranho. Nesta viagem Daniel e Margareth conhecem mais três amigos de nacionalidades e talentos variados, Marc o francês e músico nato, Chester o americano e domador de cavalos e completando o grupo Rafael, o único brasileiro da turma e mestre em abrir fechaduras.

Na academia eles irão estudar física, química, línguas, geografia, história, entre outras matérias com intuito de se tornarem grandes intelectuais de renome. No entanto, a floresta que circunda a ilha guarda um segredo que instiga os garotos, e é claro que eles vão fazer de tudo para descobrir que segredo é este. E quando descobrirem, o que vão fazer? E o mais importante, vão conseguir guardá-lo?

Deixando de lado um pouco a história, vou falar agora as minhas impressões sobre a narrativa do autor. E devo enfatizar que é fantástica, tão fantástica quanto a história que ele criou. Ricardo Costac não inventou apenas uma simples história passada em um mundo de fantasia, ele fez mais, ele deu vida ao seu universo. Um universo tão palpável que possui seus próprios seres e lendas. E em vários momentos da narrativa puder sentir como se também estivesse participando de toda a aventura que os meninos passavam. Junto com eles pude conhecer faunos, dragões e outros seres fantásticos. Ainda consigo ver nitidamente toda a geografia criada pelo Ricardo Costac. É só fechar os olhos que sou transportada para aquele incrível mundo.

É engraçado que no início da história em quanto eu lia, fiz várias comparações com Harry Potter, Percy Jackson e Senhor dos Aneis, porém, foi apenas algo inicial, já que ao passar das páginas, o autor diz para o que veio, e coloca sua própria identidade no seu universo.

Os personagens são bem cativantes e confesso que adorei todos os personagens masculinos do enredo, no entanto, os femininos foram os que mais me irritaram. A Margareth principalmente, ela é uma junção intensificada da Hermione Granger do Harry Potter, com a Annabeth Chase do Percy Jeckson. Sempre querendo ser a melhor em tudo e sempre querendo provar que é a mais inteligente. As outras protagonistas femininas também não saiam por menos e quando podiam sempre estavam botando os homens para trás. Realmente o R. Costac não conseguiu fazer um personagem feminino que me cativasse.

A revisão está boa, mas constatei um erro bem grosseiro na página 225, onde há uma troca de nome de personagem. Nada que não possa ser consertado em outras edições.

Uma coisa que senti falta ao decorrer da história foi o surgimento de uma grande batalha. Há muitas aventuras ao decorrer da narrativa, entretanto, não uma grande guerra. Até acontece quase uma nos últimos capítulos, mas “O CÍRCULO DE PEDRA” é um livro robusto com suas 600 páginas e isto pode se tornar algo negativo para aqueles leitores que precisam de muita adrenalina para dar andamento em uma história. Agora se o leitor for paciente, vai desfrutar de um grande épico fantástico e digo de antemão, não vai se arrepender.

Não posso acabar esta resenha sem antes dizer que admiro de mais o escritor, R. Costac por ter ousado em estrear com um livro tão grande quanto sua fascinação por contar uma boa história. Acho-me uma privilegiada por ter a oportunidade de ler “O CÍRCULO DE PEDRA” e espero que a partir desta resenha outros leitores também tenham este privilégio. Leitura mais que recomendada.

 NOTA:

4 selos e meio

Book Trailer!

PROMOÇÃO!!!

REGRAS OBRIGATÓRIAS!

  • Seguir o twitter (@cabulosocast) do Leitor Cabuloso!
  • Dar um “curtir” no facebook do Leitor Cabuloso!
  • Escrever um comentário RELEVANTE, se possível, neste poste mais a palavra “PARTICIPANDO”.

a Rafflecopter giveaway