ENTREVISTA: LUCAS HOLLANDERS

0
Lucas Hollanders

Saudações, caros leitores! A entrevista de hoje é com um autor, espero que apreciem ler, tanto quanto eu gostei de entrevistar. O escritor em questão é Lucas Hollanders, autor de “A História de Uma Rainha: O Fim é Só o Começo” (livro a ser lançado no dia 27/10, para mais informações cliquem aqui).

Lucas Hollanders

Olá, Lucas, tudo bem? Rapaz, facebook ajudando leitores a conhecerem autores, muito bacana isso. É legal saber que conheci o seu primeiro livro, que ainda será lançado, e agora estou aqui lhe entrevistando. Sinta-se à vontade, por aqui todo mundo pode ficar como se estivesse em casa, pois o Leitor Cabuloso é uma das casas para os autores, nacionais e internacionais, e espaço para debate sobre literatura. Posso começar as perguntas? Okay.

Olá meu amigo, que bom que temos esse espaço não? Bem, vamos às perguntas então! Acredito que será bastante divertido.

1 – Como foi que surgiu a vontade de escrever um livro?

Surgiu quando eu, no ensino médio, jogava RPG com meus amigos. Eu também lia muito e gostava de criar minhas próprias histórias, daí para criar um livro foi um passo não tão longo, afinal, eu já escrevia histórias, foi só sequencia-las e faze-las de maneira lógica e apresentável.

2 – Como foi o processo até conquistar este sonho?

Complicado. Foi um ano inteiro para escrever o livro e dois procurando uma editora que pudesse aceitar ele. Eu reescrevi a história dezoito vezes (sim, 18!!!). Mas valeu muito a pena, estou muito feliz. Vou publicar pela Editora Literata, um certo dia eu adicionei o facebook deles, falei com o editor chefe e ele gostou de mim, pediu para ler meu livro e aqui estamos nós a menos de um mês do lançamento.

3 – Você pode falar um pouco sobre o livro? (Enredo, planos para a trama etc)

Ah, sim, claro. Bem, é uma fantasia, se passa em um mundo medieval, com magia, seres de outras raças, monstros. Basicamente antes de criar o livro eu criei o mundo, que se chama Gilbania. Nesse mundo se passa a “Saga Heróis” que conta as histórias de vários heróis em vários momentos históricos diferentes do mundo. O primeiro livro conta a história de Lucy, um ser desprezado pelo mundo, mas que tem a missão de trazer paz a ele. Uma coisa complexa, trazer a paz a um mundo que a odeia. Isso sob os olhares atentos dos deuses, de seu sangue e do rei, que não posso contar quem são agora.

4 – Todo escritor, para ser bom no que se propõe a fazer, deve ser um leitor assíduo, portanto gostaria de saber acerca de seu gosto literário. Quais autores você gosta? Quais gêneros você costuma ler?

Leio muito fantasia, livros de teor religioso, e muito, muito RPG, meu escritor favorito é Garth Nix, e a série “A Sétima Torre” é minha série favorita. Eu leio muito, leio quase todo dia. Leio muitos textos acadêmicos porque sou professor de geografia, mas isso me ajudou a criar o mundo, mas na hora de escrever me cubro de RPG e me inspiro muito em Marcelo Cassaro.

5 – Às vésperas do lançamento de seu primeiro livro, como você se sente? Quais as suas expectativas?

Nervoso, feliz, preocupado. É um estranho misto de sensações gostosas e terríveis ao mesmo tempo, mas é muito bom. Eu sei que teremos muitos eventos no lançamento, performance teatral do Teatro Genoma, concurso de cosplay e até jogaremos RPG, só o que eu realmente espero é divertir quem for ao evento, e espero que todos gostem do livro.

6 – Alguns autores geralmente mantém vários projetos simultaneamente, além de “A História de Uma Rainha: O Fim é Só o Começo” você tem algo sendo encaminhado? Pode nos falar um pouco?

Sim, tenho sim, como adivinhou? Bem, eu estou escrevendo o segundo livro da “Saga Heróis”, que será “A Jornada de Um Rei: Caminhando Entre os Não Vivos”, não é a continuação do livro inicial, mas uma história paralela que conta a saga de outro herói importante para Gilbania, um herói que os leitores vão conhecer no primeiro livro já e, na minha opinião, é um herói bem improvável. Eu também estou trabalhando com meu primo Eduardo Hollanders Moura para criarmos o RPG “Gilbania: Guerra Pela Supremacia”. Esse RPG terá um sistema próprio e se passa no cenário de Gilbania, por isso a “Saga Heróis” não tem fim, se o leitor quiser continuar a saga e mudar o mundo jogando o RPG ele poderá.

7 – Bem, por último deixo espaço para que você deixe algum recado aos caros leitores do blog, seus amigos, familiares etc.

Eu agradeço a você leitor, esse trabalho é para você, foi feito com muito carinho mesmo! Quero deixar um breve pensamento sobre o livro e um sobre mim, e claro, um forte abraço!

Como alguém miserável e odiado pode se tornar uma Lenda?

A Rainha começou sua vida solitária e abandonada, odiada por um mundo ao qual ela nunca pertenceria.

Mas sobreviveu, cresceu e não demorou a se juntar a Elite, os maiores heróis que já viveram.

Ela tinha uma missão: trazer a paz a uma terra que a odiava.

Tudo isso sob os olhos dos deuses, de seu sangue e do Rei.

A História de Uma Rainha, o Fim é Só o Começo é um conto de heróis, vilões, fantasia e aventura.

Um conto de um mundo mágico, fantástico e cheio de surpresas.

Um conto que, se depender de você, não terá fim.

Sobre o autor:

Lucas Hollanders Braga, 23 anos, nasceu em Santos-SP. É solteiro. É professor de geografia e pesquisador da natureza.

Criador do cenário fantástico Gilbania, no qual se passam os livros da “Saga Heróis” junto com os amigos Eduardo Hollanders e Alexander Rezende.

Inaugura sua primeira fantasia da “Saga Heróis” com “A História de Uma Rainha – O Fim é Só o Começo”.

Morador de Santos do berço até o momento, leciona em Mongaguá-SP. Lê e gosta de fantasia já há muito tempo. E procura escrever sempre com o ponto de vista de um leitor.

Gosta de usar o título de “Escritor Mudo” já que suas palavras falam por ele (e já que ele fala demais).

Contatos: [email protected]