ANIME: ANGEL BEATS!

4

Tipo: Anime
Número de episódios: 13
Foi ao ar em: 10/03/2012
Faixa etária: Maiores de 13 anos
Gênero: Ação, Comédia, Sobrenatural.
Personagens principais:Yuri Nakamura, Yuzuru Otonashi, Kanade Tachibana.

Por recomendação de algumas páginas de anime, fui assistir Angel Beats. Um anime curto, 13 episódios, rápido de ver, né? Mas não foi. Confesso que demorei MESES, sim meses, para terminar Angel Beats por um simples motivo: preguiça.

Mas antes de falar o que achei do anime, vamos para a história.

Começamos o anime com Otonashi acordando ao lado de uma menina com um rifle mirando em alguma coisa. Quando ele pergunta o que aconteceu, ela simplesmente lhe informa que ele está morto. Ela explica que está lutando contra o Anjo. Olhando para o tal anjo, Otonashi só vê uma garota comum. Como acha aquilo um absurdo ele vai até o anjo para saber o que está acontecendo. Depois de uma rápida conversa, o anjo o mata, de novo. Tá, ele tá morto, então ele só desmaia e acorda um tempo depois.

Descobre então que a garota do rifle, Yuri, é a líder da Frente de Batalha contra o anjo. Eles vivem em uma escola, mas nem todos lá estão mortos. Existem aqueles que morreram (que fazem parte da Frente de Batalha) e os NPC’s que só estão lá pra ocupar espaço. Se as pessoas mortas frequentarem a escola e exercerem as tarefas como um aluno comum, elas desaparecem… e o anjo quer exatamente isso, por isso lutam contra.

Acontece que Otonashi não lembra de nada, como era sua vida ou como ele morreu e isso o incomoda, porém ele acaba fazendo parte do grupo, realmente gosta de viver por ali – mesmo que seja violento – e deixa as coisas agirem por si mesmas.

Agora o motivo de levar tanto tempo para ver um anime curto: ele é enrolado. Eu só passei a realmente gostar dos episódios a partir do sétimo, que é quando Otonashi finalmente se recorda do seu passado. Descobrimos então o motivo de todos estarem ali.

O anime é daquele tipo que tenta fazer você rir a todo custo e às vezes consegue. Em algumas partes eu ri, mas muitas vezes a coisa é tão exagerada que fica sem graça.

Alguns episódios são emocionantes. Aqueles em que sabemos a história de outros membros da Frente de Batalha me deu gosto de assistir. São muito agradáveis.

O final porém, tentou MUITO me fazer chorar…. e não conseguiu. Como eu disse anteriormente ficou bem exagerado de um modo que até incomodou. Talvez pelo fato de que, quando eu comecei a realmente gostar dos personagens, o anime acabou.

Além do anime, assisti um episódio especial: “Stairway To Heaven” que eu não recomendo por ser bem sem graça.

A nota final desse anime fica em 3 selos, porque a partir do 7º episódio dá gosto de ver o anime, mas é chato esperar até lá…

NOTA:

Abertura:

http://youtu.be/H7NRFpHjNko

Encerramento:

  • Gostei da resenha Pri, só não gostei de anime! Risos! O traço parece bem comum e os personagens femininos tem aquela cara fofinha que me dá medo…risos XD
    Os animes estão com esta mania agora de enrolar, enrolar e só engrenar no final, isto realmente irrita e deixa o andamento tedioso como você disse.
    Estes animes que fazem agente rir forçado, terminam ficando sem graça. Prefiro aqueles animes escrotos!
    A história não me chamou muito a atença e depois desta nota magrinha vou passar longe deste anime!

    Mega cheiros Pri!

    • Priscilla Rubia

      Serena, realmente n é um anime que recomendaria… como eu disse, alguns episódios são bem agradáveis só que no final do anime.
      Já vi alguns animes sem noção que me fizeram rir mto mais do q esse xD
      Obrigada pelo comentário =*

  • Rita souza

    gostei,ainda mais porq é curto só assim da pra mim ver de boa!!
    mas vc ñ comentou sobre o final,embora eu ñ queira spoiler,é q eu ja to traumatizada com finais de animes curtos!!

    • Rita, como eu disse, o final quis me fazer chorar tanto que não conseguiu… Como eu só fui começar a gostar dos personagens no sétimo episódio, no final eu não consegui me emocionar.
      Abraços!