RESENHA: “ROSE MADDER” DO STEPHEN KING

5

Rose Madder foi outro livro do King que li sem ter a mínima idéia do que viria pela frente. E gostei do que encontrei. Uma coisa que me surpreendeu foi que me sentia mais presa à parte comum do livro do que na parte sobrenatural.

Já de inicio conhecemos Rosie e como é sua vida. Ela está sofrendo um aborto porque apanhou do marido, já que estava lendo um livro que não o agradava.

Ela vive com Norman durante 14 anos, sempre com medo, sem ter a opção de ir a polícia, já que Norman é policial e todos os policiais são irmãos, de acordo com ele.

Se você nunca entendeu por que uma mulher que apanha constantemente do marido, não toma alguma atitude, qualquer uma, esse livro pode lhe ajudar a entender o medo. Medo de absolutamente tudo, do presente e do futuro.

Tudo muda na vida de Rosie em um dia como qualquer outro enquanto ela troca a roupa de cama e se depara com uma gota de sangue que escorreu do seu nariz depois da surra na noite anterior. O fato que King nos mostra de que às vezes pequenas coisas, que são completamente insignificantes para outras pessoas, podem mudar tudo em nossa vida, é impressionante. Rosie olha a gota de sangue e percebe que um dia Norman pode matá-la, sempre soube disso, mas… e se não matar? E se ela sobrevivesse por mais 14 anos?

Então Rosie finalmente acorda. Pega sua bolsa e o cartão do banco de Norman (ele deixa em casa porque nunca suspeitaria que Rose pudesse roubá-lo) e sai de casa. Só com a roupa do corpo, sem mesmo pentear os cabelos.

Vai até a rodoviária e compra uma passagem para um lugar que considerava longe o bastante. Chegando ao seu destino, Rosie consegue ajuda no terminal de um homem que a indica para uma associação chamada Filhas e Irmãs.

Rosie passa dificuldades, ainda sente dores, mas começa a viver de verdade, a se sentir livre e feliz. Ela lembra-se então do anel de noivado, que de acordo com Norman poderia ser trocado por um carro e vai até uma loja de penhores para vendê-lo.

A loja é outro ponto onde a vida de Rosie sofre uma mudança brusca. Ela tem uma surpresa, conhece “alguém interessante”, recebe uma proposta de emprego e, a maior de todas, compra um quadro. Ela o comprou pelo motivo de que o quadro a chamou.

O quadro irá ajudar Rosie em muitos momentos e também irá assustá-la em outros, porque, claro, Norman não iria deixar a esposa fugir tão facilmente.

Uma coisa que considero essencial em um livro é o fato de o autor nos fazer torcer por personagens e também odiá-los. Nesse caso, é fácil prever que o personagem odiado é Norman.

A maioria dos capítulos nos mostra o ponto de vista de Rosie, mas alguns nos mostram o lado de Norman e entendemos o quanto ele é doente.

Como disse anteriormente, as cenas onde acontecem as perseguições de Norman a Rosie me prenderam mais do que as cenas com o quadro.

Rose Madder nos conta uma história de superação e coragem. E como é King quem escreve, ela vem com um toque de sobrenatural.

 

NOTA:

Ficha Técnica:
Editora: Objetiva (Ponto de Leitura)
Autor: Stephen King
Origem: Estrangeira
Ano: 2011
ISBN: 978-85-390-0271-9
Número de páginas: 636
Skoob

  • esse foi um dos primeiros livros q li depois q tomei gosto pelo leitura… achei ele interessante, mas um pouco viajado em algumas partes, mas acho q foi por isso q gostei tanto

    • Bianca, esse livro é diferente do que King normalmente escreve. Esse é mais voltado pro drama e n pro terror. Se vc deseja ler algo de terror do autor recomendo para iniciar O Iluminado.
      Abraços!

  • Rita souza

    nunca li nenhum livro deste autor,mas a cada dia fico mais curiosa!!

    • Rita, se vc gosta de histórias de terror é o ideal!
      Abraços!

  • Leandro Marangoni

    ‘ Uma coisa que me surpreendeu foi que me sentia mais presa à parte comum do livro do que na parte sobrenatural.” A leitura é algo realmente interessante de certas maneiras a cada indivíduo , no meu caso por exemplo esse foi o primeiro livro que gostei da parte sobrenatural tanto quanto a parte comum , que sempre era as partes que me prendiam a leitura. Abraço!