ANIME: AO NO EXORCIST

9

Olá Ouvintes Leitores! Ops! Desculpem é o costume! Eu quis dizer, olá Ouvintes Leitores Otakus!

É leitores admito, além de uma leitora viciada em livros também sou uma viciada desde pequena no mundo das animações japonesas, os ditos animes e por que não fazer uma coluna sobre eles? Tanto eu quanto os nossos novos integrantes da equipe cabulosa, a Priscilla e o Ednelson (Cyberlivindead) seremos responsáveis por esta coluna.

Por isso, leitores otakus vocês irão encontrar aqui, além de informações sobre os animes que agente anda assistindo, ou os mangás que estamos lendo, também saberão nossa opinião sobre eles.

Rin Okumura e seu Irmão Yukio!

E começo esta nova coluna falando de anime Ao no Exorcist ou no original, Ao no Futsumashi, ele também pode ser conhecido no ocidente como Blue Exorcist. O mangá de Kazue Kato que ainda está em andamento no Japão e sai pela antologia Jump Square um dos selos shōnen do mercado nipônico, teve sua animação estreando para a tv no ano de 2011.

O enredo gira em torno do protagonista Rin Okumura de 15 anos que fora criado, junto com seu irmão gêmeo Yukio Okumura pelo padre e tutor Shiro Fujimoto. No entanto, após um acontecimento onde Rin começa a despertar as infernais chamas azuis ele descobre ser filho do próprio Satan e que seu poder está combinado com a espada Kurikara, único elemento capaz de contê-lo. Uma ressalva a se fazer é que apesar de serem gêmeos Yukio, o irmão de Rin, não possui as tais chamas azuis.

No mesmo dia, Satan que deseja um corpo mortal, invade a igreja onde os irmãos foram criados e mata seu tutor. Rin jura se tornar um exorcista do alto escalão para vingar a morte de Shiro e aniquilar Satan. Mas para isso, ele precisa passar por um árduo treinamento na True Cross Academy Exorcist School que possui um diretor para lá de excêntrico.  E é nesta jornada com o objetivo de se tornar um exorcista é que vamos acompanhar as aventuras de Rin Okumura.

Com este enredo bem corriqueiro de exorcistas, magia e demônios, confesso que me decepcionei muito com esta animação. Apesar de um traço belíssimo e uma abertura que parece trazer muita ação, Ao no Exorcist foi um anime mediano a fraco.

“Até os personagens que poderiam alavancar a história, não possui características cativantes o suficiente para sustentar o enredo para lá de insosso”.

Não sei se o mangá tem o mesmo ritmo do anime, mas um dos pontos negativos é realmente o desenvolvimento lento, quase de uma lesma, da sua história. Quando Rin vai para a escola de exorcismo o mistério e a ação dos primeiro dois capítulos é deixada em pausa e trocado por capítulos onde o personagem precisa conquistar a amizade dos outros componentes da turma e futuros companheiros de batalhas, juntos com alguns episódios para apresentar os outros personagens e porque não mais outros para reforçar o espirito de trabalho em grupo do nossos protagonistas.

Ou seja, leitores otakus, o arco que é iniciado nos primeiros capítulos só vai voltar ao foco no décimo oitavo episódio. Diga de passagem, faltando sete episódios para o encerramento da temporada. Logo, passamos quinze capítulos com histórias bobas e até inocentes para chegar finalmente à ação e a algumas explicações essenciais para o enredo. Isto realmente me tirou a paciência. É muito chato assistir capítulos que não vão a lugar algum e que não influenciam quase em nada na história.

Além da animação se arrastar por vários capítulos com episódios de embromação, ela não traz nada de inovador. Tudo, digo e repito, tudo no anime é muito previsível. Nada que existe em Ao no Exorcist vocês já não viram em outros animes. Até os personagens que poderiam alavancar a história, não possui características cativantes o suficiente para sustentar o enredo para lá de insosso. Só o Rin, ao meu ver, conseguiu verdadeiramente me cativar. Ele sozinho poderia sustentar a história, mas não consegue pela limitação do enredo que a mangaká criou.

Porém nem tudo foi tão ruim ao ponto de abandonar o anime, apesar de vários momentos esta ideia ter passado pela minha mente.

“A constância da qualidade do traço é um ponto positivo e que deve ser levado em consideração”.

Ao no Exorcist possui uma animação bem competente e bonita de se assistir. A constância da qualidade do traço é um ponto positivo e que deve ser levado em consideração. A trilha sonora do anime também é muito boa, principalmente as músicas de abertura e o encerramento, Take off do grupo 2pm. Cuidado que a música vicia. Vou colocar o vídeo no final deste post para vocês conferirem.

Ainda sim, é um anime que dá para assistir sem muitas dificuldades, pois, independente dos apontamentos negativos feitos, os episódios vão passando, ou melhor, se arrastando e quando menos espera, a série acabou. Embora, quando termina o último capítulo você pode ficar com aquela cara típica de final de novela das oito.

Então recomendo Ao no Exorcist para aqueles que gostam de assistir animes sem esperar muito da história e para a faixa etária que realmente compõem o universo shonen, pois ele passa aquela peculiar mensagem de amizade, coragem e companheirismo feita para o público infanto-juvenil. E os leitores otakus mais velhos que possuem irmãos mais novos, mostrem Ao no Exorcist que tenho certeza que eles irão adorar.

E ai leitores otakus gostaram?! Comentem e manda também suas dicas e opiniões para nosso coluna ficar cade vez melhor!

Primeira abertura:  UVERworld -” Core Pride”

Primeiro encerramento: 2pm – “Take off”

Segunda abertura: Rookiez is Punk’d –  “In my world”

Segundo encerramento: Meisa Kuroki – Wired Life

 

  • Priscilla Rubia

    Como eu lhe disse Serena, esse anime estava em minha lista de “para assistir”, mas agora desisti kkkkk Tb n gosto desses animes paradões xD

    • Pri, realmente é um anime parado, fui com muita sede ao pote e me decepcionei, mas recomendo o anime para quando você não tiver mais nada para fazer e estiver com tempo de sobre…risos
      Agora é um anime que deve agradar ao um público mais novo!
      Obrigada pelo comentário Pri!

      Mega cheiros!

  • Eriton

    Eu sempre pensei em assistir Ao no exorcist mas depois desta resenha fiquei meio pra trás… bom vou conferir os primeiros capitulos e se forem bons “pra mim” (sou meio excentrico ^^) eu continuo.
    P.S.: Eu gostei muito desta coluna nova até porque sou viciado em animes XD

    • Risos, pelo jeito minha resenha tirou a vontade de muita gente de assistir este anime, confesso que se eu tivesse lido uma resenha como a minha, também tinha deixado a anime de lado e não teria perdido tempo com ele!
      Mas aconselho Eriton, como você mesmo disse, assista aos menos os cinco primeiros capítulos e vê se o anime te agrada! Depois deixa sua opinião aqui para eu ver!
      Obrigado pelo comentário!
      Mega cheiros!

  • Eriton

    curti muito essa nova coluna (sou viciado em animes) o/
    eu pretendia assistir Ao no exorcist mas com essa resenha alegando lentidão de enredo vou deixar pra depois XD

    • Você novamente Eriton?! O.o
      Gostou da coluna?! Que bom! Quer aconselhar um anime para eu resenhar nas próximas colunas?!
      Adoraria a opinião de vocês!

      Obrigada novamente pelo comentário!

      Mega cheiros!

  • Rita souza

    é fato q eu ñ simpatisei muito com o enredo,essa de treinar pra se vingar de alguem ja ta ficando piegas,so q numa busca melhor na net vi q realmente o traço do desenho é de surpreender,e a musica visia mesmo.
    adorei a coluna pros leitores cabulosos otakus,e vou dar uma chance pro anime apresentado acima!!!

  • Rafael Grigori

    Pra falar a verdade eu já assisti esse anime, e gostei muito mas também n axei ele tão parado assim pois no mesmo tempo e ele(Rin) fazia seus treinamentos acontecia discussões no vaticano, e também ele n passou muito tempo treinando pois o Satã estava se apressando o máximo para dominar o mundo de (sei la Alaah Alahaa algo assim) e assim vai a história… Eu só axo q esse anime deveria ter + temporadas!

    • Rafael Grigori

      Assiah mundo dos humanos Gehenna mundo dos demônios!!