RESENHA: “FILHA DA TEMPESTADE” DA RICHELLE MEAD

9
Capa de "FILHA DA TEMPESTADE"

Olá mais uma vez meus queridos ouvintes-leitores, bem vindos a mais um cabuloso cast… HEHEHEHE… Brincadeirinha… Mas, na verdade, estou aqui para falar de um livro tão divertido quanto um de nossos casts (modesta nada viu ¬¬ kkk). Falo do último livro de Richelle Mead, Lançado no Brasil, “FILHA DA TEMPESTADE” que, por sua vez, é o primeiro livro da série “DARK SWAN”, editado no país pela Agir.

Capa de “FILHA DA TEMPESTADE”

Edição: 1
Editora: Editora Agir
ISBN: 0
Ano: 2011
Páginas: 416

Eugenie Markham foi contratada para resolver um novo caso: o rapto de uma adolescente. O problema é que a menina não está presa no mundo dos humanos: ela foi levada para o Outro Mundo, habitado por nobres, criaturas mitológicas e almas perdidas, um lugar desconhecido e traiçoeiro. Mas Eugenie é uma poderosa xamã e já está mais do que acostumada a combater espíritos.
Antes de fazer essa perigosa transição, ela acaba conhecendo Kiyo, por quem fica atraída de forma incomum. Após uma noite tumultuada e excitante, seus sentimentos estão confusos. Sem conseguir tirá-lo da cabeça, mesmo depois de dias, Eugenie parte para o Outro Mundo.
O que era para ser uma missão breve e tranquila se torna uma grande reviravolta em sua vida. Contra a vontade, ela percebe que está cada vez mais conectada ao mundo que sempre odiou e também aos nobres — em especial a Dorian, um rei sedutor e ambicioso. Mas seu corpo ainda deseja Kiyo, e ela se vê mergulhada num ardente triângulo amoroso.

Em Filha da Tempestade, Richelle Mead começa a apresentar uma nova face mágica de sua literatura: uma terra dividida em reinos, embates entre monarcas, uma profecia de guerras e conquistas, e uma herança revelada, com ambientes carregados de magia, sensualidade e luta pelo poder. Nesta nova série, a autora se volta para um público mais maduro, com um texto cheio de referências ao mundo pop contemporâneo, mas sem abrir mão de altas doses de fantasia e humor.

Como algumas pessoas já sabem, sou extremamente fã de Richelle Mead; por diversos fatores: a criatividade, as histórias envolventes, a facilidade de encaixar um evento onde praticamente não existe possibilidade nenhuma de dar certo mas, termina funcionando no entanto, o melhor é sem dúvida a escrita dela, desenvolvida em uma linguagem simples e fácil de ser entendida por todas as idades. E nesse livro você não vai encotrar nada que fuja de suas características.

O livro conta a história de Eugênie Markhan, uma xamã que desde sua adolescência é treinada para ser uma grande caçadora de montros, espiritos e outras entidades, porém, o ódio que sentia por esses seres do “outro mundo” impulsionava-a a tornar-se a maior xamã de todos os tempos. Mas, como todas as histórias, nem tudo são flores e uma revelação bombástica irá torná-la dependente do mundo e dos seres que ela tanto desgosta.

Quando peguei nesse livro pela primeira vez e vi quem escreveu, soube de cara que eu podia esperar muito a seu respeito e sinceramente, não me decepcionei, ele é fantástico!!! Com uma trama bem elaborada que prende você do começo ao fim. É um livro feminino mas que, com certeza, conquista também o público masculino. Melhor ainda, eu afirmo que essa série tem um prato cheio de tudo o que o “grande público” gosta, é uma história envolvente cheia de ação (desde o primeiro capítulo) e aventura em um conteúdo adulto que arrebata o público de maior idade. E é esse conteúdo que rebate à parte mais interessante do livro, na minha opinião (é claro ¬¬), o romance, que por sua vez, é desenvolvido em um triangulo amoroso entre Eugênie: personagem forte e independente, de bom coração mas, com uma força espiritual muito maior do que grande parte da população do dois mundos; Kiyo: personagem destemido, envolvente e galante que passa a proteger, sempre que pode, Eugênie e Dorian: um dos reis do outro mundo é sensual, engraçado e super poderoso, faz tudo que está ao seu alcance para fazer os gostos de Eugênie.

Sinceramente, pelo meu gosto (que vale salientar, é diferente do gosto da maioria dos leitores) Eugênie deveria ficar com Dorian (e torço por isso já que não li a continuação que existe na internet, com uma péssima tradução, além de que não tem a emoção de ler O LIVRO), ele é muito mais engraçado, muito mais maduro e muito mais envolvente porém grande parte da população prefere Kiyo que tem uma personalidade e um biotipo muito parecido com Jacob de crepúsculo. Fazer o que néh? O livro só perde em algumas palavras de baixo calão que são desnecessárias em alguns diálogos mas, mesmos assim, não reduz o nível do livro que, como eu já disse, é muito divertido. Dessa forma, minha classificação para esse livro é de 5 selinhos cabulosos e com louvor.

E você leitor cabuloso? Já leu? O que você achou? Interaja, sua opinião é muito importante para nós. Se você não leu, não perca mais tempo e vá em busca da diversão que com certeza, estará garantida nesta nova série de Richelle Mead. Então boa leitura e deleite-se na graça de Dorian, na sensualidade de Kiyo e no poder de Eugênie.

NOTA:

Avaliação: “LEITURA CABULOSA”!!!
  • @cyberlivingdead

    Não conhecia essa autora, quando ler algum livro dela se gostar volto aqui para elogiar e se não gostar…xingo muito no Twitter, sério! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk xD

    • kkkkkk c vai gostar ela tem uma ótima construção de idéias em seus livros
      pode ler =D

  • Isaura

    Já ouvi muito falar dessa autora, mas ainda não tive oportunidade de ler nenhum livro da série! Mas com essa empolgação toda da Serena vou correr pra livraria e fazer minha nova aquisição! ;D

  • Ola!!
    maiana, já que esta leitura vai me agradr muito: Sobrenatural+sexy+romance=DIVERSÃO GARANTIDA. A Diva Richelle Mead sempre arraza nos seus livro e tenho certeza que A Filha da Tempestade é outro livro bem construído e de sucesso da Diva. Agora, vamos combinar que esta capa não é bonita e nem atrativa, a menina parece uma periguet na capa!! rsrsrsrssr
    Gostei da resenha.
    Bjos

    • Pode ir com fé nesse tb Dani ele é muito bom, mas concordo com vc ela táh parecendo uma periguete mesmo kkkk
      bjos e obrigada pelo comentário ;D

  • Isaura

    Então um super parabéns pra Maiana! Foi tanta empolgação na resenha que pensei que fosse a Serena! ;D

  • Rita Souza

    nossa Serena adorei sua resenha e ainda mais o livro (de acordo com q eu li na resenha)!!!

  • Rita Souza

    desculpe Maiana pelo engano!!!

  • Fala sério, Maiana! Você adora os livros da Richelle! E claro que suas aprtes preferidas eram de conteúdos mais “adultos”! nem me surpreendi! rsrsr
    A resenha ficou ótima!