LANÇAMENTO: “TUDO PODE MUDAR” DE JONATHAN TROPPER

1
Tudo pode mudar, capa
Tudo pode mudar, capa

E a editora Arqueiro trás mais um lançamento, desta vez com mais humor uma grande lição de vida em Tudo Pode Mudar de Jonathan Tropper que conta a história de Zack um homem que aparentemente tem tudo, mas ao se ver com câncer começa a passar por profundas mudanças que o levaram a rever vários aspectos do seu cotidiano que ele achava perfeito.

SINOPSE:

Aos 32 anos, Zachary King é um homem que parece ter a sorte a seu favor. Possui um emprego estável, divide um apartamento luxuoso com um amigo milionário e está noivo de Hope, uma jovem inteligente, sensual e muito acima de seu nível social.

Mas tudo começa a mudar quando ele encontra sangue em sua urina. Preocupado, procura imediatamente um médico, que o aconselha a investigar a causa do sangramento.

Obcecado pela ideia de que se trata de um câncer, Zack começa a refletir sobre sua vida e as escolhas que fez até então. Nada parece satisfazê-lo de verdade. Seu trabalho é estressante demais e ele não tem certeza se ama Hope da forma como deveria.

À medida que o casamento se aproxima, Zack é assombrado pela lembrança de Rael, seu melhor amigo, morto em um acidente dois anos antes, e por seus sentimentos cada vez mais complicados por Tamara, a bela viúva de Rael.

Como se tudo isso não fosse ruim o bastante, seu pai, um homem inconsequente e viciado em Viagra, reaparece após 20 anos de ausência tentando reparar os erros do passado.

Mesmo relutando em aceitar a presença do pai, Zack vai aos poucos se deixando influenciar pelo seu comportamento irresponsável e acaba tomando atitudes extremas, com resultados desastrosos. Em pouco tempo, sua vida amorosa se torna caótica e sua existência, antes tão bem estruturada, entra em um redemoinho que foge ao seu controle.

Tudo pode mudar é um romance inteligente, emocionante e sexy – uma história cruelmente divertida sobre as armadilhas do amor e as reviravoltas da vida.

  • Gabriel

    nossa me apaixonei pelo livro agora mesmo nem se quer tivese ouvido sobre ele, me pareceu bem legal, e adoro livros que faz rir, refletir e muito mais