CabulosoCast #22 – O “begins” da literatura

23

Olá caros ouvintes-leitores! Está no ar mais um CabulosoCast, o seu podcast de livros e literatura. E neste episódio você saberá como a literatura começou. Quais foram as primeiras obras? Quais foram os primeiros autores? Que obras escreveram e com qual objetivo? Lucien o Bibliotecário, Menino Estranho, Settembrini, Leonardo Mitocondria (@Leonardo2099) e Pablo de Assis (@passis) do Papo Lendário tentam responder a essas perguntas e muitas outras que surgirão no decorrer do programa. Ouça, comente, leia! (COM O RESULTADO DA PROMOÇÃO EXCLUSIVA PARA OS OUVINTES DO CABULOSOCAST).

OUÇA TAMBÉM

CITADOS NO PODCAST

COMENTDADO NA LEITURA DE E-MAIL’S

PROMOÇÃO “A JORNADA”

LIVROS CITADOS

  • 501 Grandes Escritores do Julian Patrick (org.) (ed. Sextante)
  • Deuses Americanos do Neil Gaiman (ed. Conrad)
  • Enéida de Virgílio
  • Ilíada de Homero
  • Mitos e Lendas – Heróis do Ocidente e do Oriente do Antonio L. Furtado (ed. Nova Era)
  • Odisséia de Homero
  • O Livro de Ouro da Mitologia do Thomas Bulfinch (ed. Ediouro)
  • Os Lusíadas de Luís de Camões
  • Poética de Aristóteles
  • Ulisses Found
  • Uma Breve História do Mundo do Geoffrey Blainey (ed. Fundamento)

COMPRE AS OBRAS CITADAS

PARTICIPARAM DESTE PODCAST

ASSINE NOSSO FEED

Assine nosso feed clicando AQUI.

QUER ENVIAR UM E-MAIL?

Quer enviar um e-mail comentando algo que ouviu no programa? Quer enviar um link ou algum material que complemente as informações do podcast? Escreva para cabulosocast@leitorcabuloso.com.br

QUER DEIXAR UM RECADO DE VOZ?

Mande seus recados de voz para o nosso CabulosoCast deixando sua mensagem na nossa secretária eletrônica do GTalk! É só ligar para cabulosocast@gmail.com

ATENÇÃO!

Para ouvir basta apertar o botão PLAY abaixo ou clique em DOWNLOAD (clique com o botão direito do mouse no link e escolha a opção Salvar Destino Como para salvar o episódio no seu pc). Bom episódio para vocês!

VERSÃO EM ZIP

Para baixar a versão em zipada clique aqui, em seguida cole o link de download e clique na opção convert file.

Para fazer o Download do episódio clique aqui.

  • SAIU FINALMENTE!

    • Menino Estranho,

      Peço desculpas pela demora, mas o programa ficou muito bom a demora valeu a pena!

      Abraços.

  • Priscilla Rúbia

    Muuito interessante o podcast. Fiquei sabendo de um monte de coisa q não tinha a mínima idéia. Li a Odisséia na época da escola. Não lembro de muita coisa, mas me recordo que gostei bastante do livro, deu até vontade de ler de novo xD
    Não sabia que a Iliada tinha essa parte da disputa dos deuses tomando partido de um lado e outro. Esses deuses também são muito vira-folhas, a escolha deles vale nada. Um dia Atena está ajudando Tróia que foi derrotada por Ulisses e no outro tá ajudando Ulisses a voltar pra casa.
    Sobre o filme Tróia, eu gostei. Acho que foi pelo fato de não conhecer mesmo Iliada xD
    Gostei bastante da trilha sonora do cast, no comecinho da conversa, umas musicas um tanto tranquilas. Tanto que estou comentando hoje e não ontem pq dormi ouvindo as musiquinhas.
    Muito legal ver a dedicação de vcs referente ao site e ao cast, é uma coisa q gosto e admito bastante.
    Agora, aguardar até semana que vem pro próximo, ou esperar o Cabuloso Cast Drops (que tem dia certo pra sair tb?)
    Abraços!

    • Pri,

      Vamos começar de baixo para cima. O CabulosoCast Drops sairá na segunda-feira (19/12). A seleção de músicas é minha atual meta nos programas, pois acho que já fui negligente em alguns casts e não me perdoou por isso. Que bom que tenha gostado das músicas.

      Não gostei do filme Tróia, não li a Ilíada, mas achei o filme sem ritimo, parado. Assistindo em casa antes de gravar o programa ainda achei muito lento.

      Os deuses são um caso a parte, como dissemos no programa, eles próprios não tinham aliados definidos, mas motivos egoístas para fazer determinadas ações.

      Muito obrigado pelo comentário!

      Abraços.

  • Não foi um podcast, foi uma aula! Muita informação e apresentada de forma bem leve e engraçada! Como sempre, ficou o máximo. Muita coisa sobre a Ilíada eu nem fazia idéia que era do jeito que vocês falaram. Ri um bocado do ‘amor’ de vocês pelo filme Tróia e das piadinhas infames do Menino Estranho.
    Agora o que foi essa acusação que mulheres provocam guerras? Credo, seus machistas! Cadê a Serena para dar um toque feminino nesse podcast, heim? rsrs
    Abraços!

    • Monique,

      Poxa como fico feliz quando o objetivo do podcast é atingido. Sobre o filme tróia é meio que uma contradição, pois acabei utilizando uma muitos áudios deste filme. E sim o Menino Estranho estava incontrolável no programa, mas rimos horrores!

      Sobre a brincadeira que “mulheres provocam guerras” você viu que eu tentei por panos quentes, mas os participantes estavam com tudo.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Nossa, que tema pra lá de interessante, heim? Curti principalmente os comentários sobre as obras as duas obras gregas. Nunca me motivei a lê-las, mas mitologia grega é um tema que sempre me fascina.

    Ah, em tempo: “DAS Neves”? Não né? Dessa vez passa 😀

    E complementando os dados:
    – Idade: 33 anos
    – Profissão: Programador

    • Márcio,

      Poxa milhões de desculpas quanto ao DAS NEVES! O erro não será repetido. Faremos um podcast sobre Específico sobre os mitos gregos. Esse ficou com quase 2 horas imagina se ainda aboradássemos os mitos gregos? Por isso vamos detalhar mais depois. Muito obrigado pelos dados completos é importante (como frisamos na leitura de e-mails).

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • @cyberlivingdead

    Excelente notícia a da quantidade de downloads atingidas! Todos comemoram mesmo! Você sabem quantas pessoas já ouviram sem baixar? (eu faço isso porque ainda tô sem um MP3). A Shitara é engraçada demais! Tentando acertar a pergunta e *BÊÊÊÊÊÊÊN* xD Já assisti “O homem duplo”, aquela técnica até ajuda também na experiência do filme…que é muito louco por sinal. Star Wars é uma história atemporal, os debates suscitados por ela vai muitooooo além de seu plano de fundo que conhecemos, a ficção cientifica. Uhum, vocês querem nossas informações para que quando a Skynet for ativada vocês possam ofertar alguns humanos para serem poupados né? kkkkkkkkkkkkkkkkkk Brincadeira. Eu vou sempre comprar na Saraiva pelo link de vocês a partir de hoje! Eu mando mais comentários, nos Blogs e sites que visito, pela página do próprio site…uso pouco e-mail nesses casos. Pow, como o nível dos mares está aumentando vou construir uma arca para conseguir a imortalidade xD Eu tenho uma edição de “A Odisseia” que foi dada por um amigo, é bem antiga…as páginas estão amareladas, e a capa até se perdeu (se não me engano ele disse que comprou num alfarrábio). Parabéns por este cast super divertido! Olha, tava pensando que seria bacana, por algum meio à escolha de vocês, fazer periodicamente um podcast com participação de um ouvinte. Isso deixaria a experiência com o site ainda mais legal. 🙂 P.S: A trilha sonora está casando muito bem com os casts.

    • Cyber,

      Concordo com você, o rotoscopy contribui para a imersão do filme, a técnica nos faz sentir tão desorientados quanto o personagem principal. E não se preocupe quanto aos dados que os comentadores enviam, pois não vamos barganhar com a skynet, mas CRIAR A RESISTÊNCIA!
      Sempre estaremos divulgando as promoções da Saraiva para que vocês possam “comprar pelo menor preço” (putz! fico muito frase de comercial) 🙂

      A participação dos ouvintes será uma das metas de 2012 e o programa já foi até escolhido, não sabemos como será a seleção, mas que irá acontecer.

      Fico feliz que tenha gostado do programa, foi realmente fantástico gravar sobre este tema. Confesso que desde os primordios do cabulosocast pensei nesse tema, mas tinha medo de gravar, já que não sabia como fazê-lo e nem que equipe usar, mas agora que gravamos tudo via skype e depois que conheci o pessoal do Mitografias senti que era o momento.

      Muito obrigado pelo comentário.

      Abraços.

      • @cyberlivingdead

        Outro excelente filme que usa o rotoscopy é “Waking Life”, já assistiu esse?

  • Antonio Mochileiro Sea

    Olá pessoal do Leitor Cabuloso !
    Muito bom esse episódio CabulosoCast #22, como foi dito em um comentário acima, foi mesmo uma aula sobre os primórdios da literatura e também sobre mitologia e historia grega clássica !
    Parabéns pelo trabalho, que venham muito CabulosoCast pela frente , tão bons quanto este.
    Vai ter algum especial de Natal ? Tipo o melhores lançamentos de livros para 2012 ou os best sellers deste ano ?
    Abraços !

    • Antonio,

      Espero que tenha curtido nosso episódio sobre os traumas de natal e temos um episódio de retrospectiva que será o 1º de 2012.

      Obrigado pelo apoio e pelo comentário.

      Abraços.

  • Rita Souza

    olá,gostaria de parabeniza-los pelo ótimo trabalho,nunca tinha me enteressado muito por isso mais o poscast foi tão intusiasmante q agora mesmo vou tentar me aprofudar mais ainda sobre o inicio da literatura!!!

    • Rita,

      Recomendamos que comece seguindo as dicas que demos no final do programa, pois são referências muito legais.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Mas vocês estão tãoooo históricos!!! Adorei! \o/

    Mas bora lá pros comentários.

    Vocês como sempre bem informados assim como os convidados \o/ Isso faz a diferença!

    Epopeia de 2.000 anos com spoiler! Kkk ri muito! Pior que as pessoas são tão neuróticas com Spoiler que não duvido de alguém reclamar…

    Ótimo papo! Muito informativo e na verdade funciona até como um resumão dessas obras pra lá de clássicas, afinal muitooo difícil alguém que não seja da área de história ou literatura… e ainda assim, eu por exemplo, conheço a história mas ler os originais nunca li apesar de ter vontade.

    O podcast deu uma animada, agora vou em busca de uma boa edição desses clássicos ^^

    Bjs

    • Ju,

      O objetivo foi este mesmo fazer um panorama sobre esta obras cláááááááááááássicas, mas que poucos conhecem realmente ou lerão. Estudamos o suficiente para minimizar as cagadas.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Pô, Lucien! A Shytara falou do comentário do Rod, dO Rod Box, e você nem deu muita bola… Sabia que esse comentário repercutiu tanto que gerou uma gravação do PodEspecular, com a participação do Paulo Elache, do próprio Rod e do novo presidente do CLFC, Clinton Davisson?

    Logo, logo esse podcast especial vai estar no http://www.podespecular.com.br.

    E não se esqueça: o CLFC não causa danos à camada de ozônio.

    Quanto ao Cabulosocast 22, eu adorei! Gosto muito do trabalho do pessoal do Papo Lendário. Sempre ouço, desde que foram citados no Sextacast, do Marlon Master, Evandro Sal e Edu Aurrai.

    O Pablo de Assis, do Papo Lendário, é realmente uma enciclopédia ambulante da mitologia. Se o final apocalíptico de 2012 for uma invasão alienígena ou um ataque de zumbis, “salvem o Bluehand”. Agora, se o apocalipse for a vinda de um deus maia sedento por sacrifícios humanos, é melhor salvar o Pablo mesmo (ou alguém do Papo Lendário)!

    Um grande abraço!

    • Carlos,

      No próximo programa, prometo pedir desculpas pela falta de consideração e além de ter deixado aquela risada idiota. Naquele momento eu e Shytara falamos ao mesmo tempo e nosso áudios ficaram cortados só depois percebi que eu não tinha dito nada relevante. Peço desculpas pois achei uma falta de respeito do nosso ouvinte.

      E sobre a teoria do Pablo, concordo plenamente temos que tombá-lo como patrimônio histórico da humanidade. 🙂

      Muito obrigado pelo seu comentário.

      Abraços.

  • Maíra

    Lucien, estes foi um dos melhores até agora. Muito informativo, divertido e apesar de longo, não é nem um pouco cansativo. E os convidados realmente sabem do assunto. Sério, parecem doutorados. E você estudou bem para o podcast. Parece que foi MUITA pesquisa. Uma pergunta: ele fará parte de uma série, como está ocorrendo com a série dos movimentos literários?

    Só tenho um crítica: quando vocês citaram a especulação de que Homero poderia ter sido uma mulher, vocês já meio que ridicularizaram a idéia sem nem mostrar as razões do porquê de alguns acharem que Homero podia ser mulher. E o modo que vocês ridicularizaram me fez parecer uma mulher nunca seria capaz de escrever um clássico desses. Sei que não foi a intenção, mas foi a minha impressão.

    Assim que terminou o podcast eu li sobre o assunto e descobri que esses pesquisadores não acham que Homero em si tenha sido mulher,mas que eles poderiam ter sido escrito por uma mulher por causa dos temas tratados e da caracterização de Penélope (e não apenas de Penélope, mas de quase todas as mulheres), que difere muito dos retratos de mulheres escritos por homem na Grécia antiga. E que também os poetas masculinos tinha mais tradição oral e as femininas (SIM, na Grécia havia poetas mulheres) era mais a tradição escrita. Mulheres não podiam se apresentar e recitar seus poemas e peças, por isso elas preferiam escrever em casa. E um poema tão épico como a Odisséia muito dificilmente seria apresentado em público e nem feito uma peça com ele. Por isso alguns acham que é possível que uma mulher tenha escrito o poema. E isso não é uma idéia nova, já no século XIX estudiosos levantaram esta alternativa.

    E quem levantou essa hipótese não foi gente que desconhece a literatura e vida na Grécia, mas estudiosos sérios do assunto. Vale lembrar que Atenas não era a Grécia, e nem todas nas cidades-estados gregas tratavam mulheres como Atenas tratava. Pelo contrário, o tratamento muito inferior que a mulher tinha em Atenas era uma anomalia. E embora Atenas tenha sido importante, lá não o foi berço de toda filosofia, escrita, arte. arquitetura grega. O povo confundi muito Grécia com Atenas. Homero, por exemplo, NÃO era de Atenas. E nem por isso mulheres não conseguiam ascender no poder em Atenas, vale lembrar quem era a mais confiável conselheira de Péricles.

    Não sou contra discordarem do assunto. Eu mesma não tenho certeza dessa teoria. Mas se forem desmentir, apresentem os argumentos do porquê alguns defenderem certa posição e o porquê de vocês não acreditarem. Porque só falar de que mulher não podia escrever na Grécia já é um argumento fraquíssimo que vocês próprios já o desmentem no próprio podcast (e não se sabe o porquê do exílio de Safo. Muitos acham que foi por causa da alguns poemas de natureza política dela. E que não sobreviveram).

    Bem, é isso

    E parabéns novamente pelo podcast

    • Lucien o Bibliotecário

      Maíra,

      Respondendo a primeira pergunta: não sei. Pois é muito complicado preparar um programa desses, exige pesquisa e uma equipe afiada. Mas vou pensar.

      Realmente, eu apenas citei. A fonte veio daquele livro 501 Grandes Escritores da Sextante. E eu não sabia apenas joguei para ver o que que os demais achavam, mas peço desculpas se soou pejorativo.

      Como sempre você trazendo informação de primeiríssima qualidade.

      É importante fundamentar que sua opinião faz parte desse episódio. Não fazia ideia de todo esse contexto. Não importa o quanto eu estude sempre há o que estudar.

      Obrigado pelo belíssimo comentário e fico felicíssimo que tenha considerado esse um dos melhores que ouviu. Espero que siga sempre nos escutando e apontando nossos deslizes.

      Abraços.

      • Maíra

        Olá Lucien, desculpe pela demora em responder. Estas semanas tão sendo difíceis.
        Tudo bem. Não soou pejorativo. Sei que não foi a intenção, só gostaria que tivessem esse estendido pelo assunto. Estou acompanhado sempre este podcast e tem muitos ainda para comentar. Eu quase desisti no do Brasil (Drops 5 – não foi o do Death Note para mim) e até ia escrever um comentário BEM crítico, mas desisti. Todos nós cometemos equívocos, rsrsrsrsrs.
        Vi que vocês fizeram sobre os movimentos no Brasil e já ouvi odo Quientismo e Arcadismo. Foi muito bom quando vocês falaram do movimento literários em si, mas quando foi o contexto dos movimentos as informações não forem erradas em si, mas é MUITO ultrapassada, mesmo a informação da Revolução Francesa. Mas estou me estendendo, parabéns pelos podcasts. mais uma vez é incrível como vocês amadureceram.