RESENHA: “O CÉU ESTÁ EM TODO LUGAR” DA JANDY NELSON!

5
Capa de "O CÉU ESTÁ EM TODO LUGAR"
Capa de “O CÉU ESTÁ EM TODO LUGAR”

Autores: Jandy Nelson
Titulo: O céu está em todo lugar
ISBN: 9788563219374
Selo: NOVO CONCEITO
Ano: 2011
Edição: 1
Número de páginas: 424
Formato/Acabamento: 14x21x27
Peso: 0.545 kl
Preço Sugerido: R$ 34.90
Área Principal: FICÇÃO
Assuntos: ROMANCE

Eu deveria estar de luto, não me apaixonando. Às vezes é preciso perder tudo, para encontrar a si mesmo… Lennie Walker, obcecada por livros e música, tocava clarinete e vivia de forma segura e feliz, à sombra de sua brilhante irmã mais velha, Bailey.

Mas quando Bailey morre de forma abrupta, Lennie é lançada ao centro de sua própria vida, e, apesar de não ter nenhum histórico com rapazes, ela se vê, subitamente, lutando para encontrar o equilíbrio entre dois: um deles a tira da tristeza, o outro a consola. O romance é uma celebração do amor, também um retrato da perda. A luta de Lennie, para encontrar sua própria melodia em meio ao ruído que a circunda, é sempre honesta, porém hilária e, sobretudo, inesquecível.

Às 16h48 de uma sexta-feira de abril, minha irmã estava ensaiando para o papel de Julieta e, menos de um minuto depois, estava morta. Para minha surpresa, o tempo não parou com o coração dela. As pessoas continuaram indo à escola, ao trabalho, a restaurantes; continuaram quebrando bolachas salgadas em suas sopas, preocupando-se com as provas, cantando nos carros com as janelas abertas.

Por vários dias, a chuva martelou o telhado da nossa casa — uma prova do terrível erro cometido por Deus. Toda as manhãs, quando me levantava, ouvia as incessantes batidas, olhava pela janela para a tristeza lá fora e me sentia aliviada, pois pelo menos o sol tivera a decência de ficar bem longe de nós.]

Olá Ouvintes Leitores! Sabe quando você está andando e de repente se depara com uma vitrine expondo um bolo espetacular? Você para e olha encantado imaginando como seria o gosto e cheiro deste bolo que tem uma aparência fantástica. Logo você não se faz de rogado, conta rapidamente as moedas do seu bolso e se prepara para provar aquela delícia dos deuses. Imediatamente, você senta e pede um pedaço nada modesto. Pedido feito, você espera ansioso a chegada. Os minutos passam parecendo horas até finalmente o pedaço do bolo chegar a sua mesa. E quando chega que felicidade. Então você não espera mais nenhum segundo e dá à primeira garfada. Mas que decepção! No final, o gosto daquele bolo não era tão gostoso quanto você pensava.  Pronto leitor, esta analogia descreve meu sentimento em relação ao livro “O CÉU ESTÁ EM TODO LUGAR” da escritora Jandy Nelson e Editora Novo Conceito.

O livro narra à história de Lennie, uma garota que acaba de perder sua irmã mais velha Bailey, e se encontra perdida sem sua principal referencia de vida. Ela está tão sem rumo quanto Toby, o namorado da irmã morta.  Para tentar sanar esta perda, Lennie e Toby começam um relacionamento um tanto doentio, devo enfatizar. Sim, leitor você entendeu direito, Bailey nem bateu direito as botas e Lennie já está de amaços com o namorado da irmã morta.

Ou seja, passamos boa parte da história com Lennie se lamentando com a morte da irmã e se culpando porque descadaramente está ficando com o namorado de Bailey, mas que ao mesmo tempo, não consegue parar de beijar. Lennei se transforma, como ela mesma diz, de uma garota certinha em uma completa: “ninfeta-prostituta-meretriz-imoral-garota-de-programa- jezebel-piranha-megera-vagabunda”.

Deu para perceber que a narrativa até o momento não tinha me conquistado, ainda mais com as enfadonhas analogias do sentimento da protagonista com o mundo, com a árvore, com vento, com a grama, com a chuva, com a lua, com…você entendeu, não ajudam na fluidez da história.

No entanto, a entrada do personagem Joe Fontaine e seus grandes cílios que piscam, piscam, piscam, fazem as coisas mudarem positivamente. Um livro que parecia apenas lamentações de uma adolescente, com uma família que também não sabe lhe dar com a dor da perda de um ente querido, se transforma finalmente em uma história romântica e gostosa de se ler. Joe e sua personalidade iluminam o mundo de Lennie. Se Toby represente a escuridão na vida de dela, Joe é com certeza o sol que a iluminará. E como fica gostoso acompanhar o relacionamento de Lennie com Joe.

Falando agora um pouco da edição deste livro, devo dizer que é fantástica. A editora Novo Conceito caprichou tanto na capa como em toda a diagramação interna do livro. Ele também possui várias imagens de rabiscos da própria personagem que na narrativa, vai deixando por toda parte. É realmente lindo.

Finalizando leitores, e voltando a minha analogia do bolo, o livro “O CÉU ESTÁ EM TODO LUGAR” tem uma belíssima cobertura. Bela capa, belas páginas e bela diagramação. Porém quando fui degustando, ou melhor, lendo, percebi que tinha criando expectativas de mais em relação ao gosto do bolo, ou da leitura em sim. Apesar de o final ter me agradado bastante o início foi realmente maçante, por isso, vou dar apenas três estrelinhas para o conjunto da obra. Mas, isto não quer dizer, volto ao bolo, que você leitor não possa gostar mais do sabor deste bolo de aparência incrível do que eu. Leia e me diga que gosto tem “O CÉU ESTÁ EM TODO LUGAR”.

NOTA:

Avalaciação: FODINHA!!!

 

Trechinhos que a Serena amou.

 

“Ela jamais vai conhecer os irmãos Fontaine

Ela jamais vai ficar sabendo sobre este jantar durante uma caminhada pelo rio.

Ela não vai estar de volta pela manhã, ou na terça-feira, ou em três meses.

Ela jamais vai voltar.

Ela se foi e o mundo caminha vagarosamente sem ela…”

Pag. 142

 

 

“Balança a cabeça como se não tivesse importância, e então, para minha surpresa, não me beija, mas me envolve em seus braços. Por um momento, com minha mente tão perto do coração dele, ouço o vento soprar forte e sinto como se fosse nos levantar do chão para nos levar com ele”.

Pag. 144

 

 

“Ele praticamente pula em cima de mim. Seu quociente de felicidade me deixa impressionada. Na fábrica de humanos, alguém deve ter se enganado e colocado uma dose a mais nele do que no resto de nós”.

Pag. 195

 

“Quero a minha irmã.

Quero jogar um prédio em cima de Deus.

Respiro fundo e expiro com força suficiente para arrancar a tinta laranja das paredes”.

Pag. 233

 

“Um dia ouvi esta máxima: ‘ Toda vez que alguém morre, uma biblioteca se incendeia’”.

Pag. 234

Book trailer de “O CÉU ESTÁ EM TODO LUGAR”

  • Aiiii!! Eu estou LOUCA por esse livro! Confesso que essa é a primeira resenha que leio em que quem escreveu não gostou muito do livro. Gostei das suas críticas – apesar de não poder descordar ou concordar ainda. Minhas expectativas estão bem altas para esse livro. Vamos ver se para mim o livro vai ter um “gosto” bom.

    Beijos!

    Máh – Crazy for books.

    • Sim Mah esta é a intenção da resenha, que cada um prove um pedaço deste bolo/livro e descubra que gosto tem para você!
      Obrigada pelo comentário!

      cheiros!

  • Ah, eu simplesmente amei esse livro. Achei uma história tão delicada e ao mesmo tempo, sofrida… De certa forma consegui entender a confusão que se passava entre Lennie e o “cunhado”. E o Joe realmente, com aquele pisca pisca dele… deixou tudo super colorido rs

    Bjs,
    Kel
    http://www.itcultura.com

    • Kel que saudades suas! Adoro quando você comenta nas minhas resenhas! *__*
      Joe é lindo mesmo! pisca, pisca, pisca…risos

      Obrigada pelo comentário!

      Cheiros!

  • Serena, você realmente é ruim de agradar né? rsrrs Todo mundo ama o livro e você não acha lá estas coisas! rsrs Bem, mas cada livro é entendido e apreciado de forma diferente para cada pessoa que lê. Quem sabe ue leio e gosto mais do que você? Beijos