CabulosoCast #21 – A História da ficção científica | Parte A

36

Olá ouvintes-leitores! Atrasou, mas aqui estamos! CabulosoCast está no ar! E neste capítulo Lucien o Bibliotecário e Serena convidam a turma do PodEspecular para fazer o 1º Crossover do nosso podcast: Paulo Elache (@P_Elache) e Carlos Relva (@carlosrelva). Eles contar a HISTÓRIA DA FICÇÃO CIENTÍFICA. Nesta 1ª parte do programa vamos definir o que seria ficção científica e relatar os primórdios deste gênero (ou será subgênero?). Preparem-se para esta viagem espacial atráves do nosso podcast. (LEMBRANDO QUE A 2ª PARTE SAIRÁ NA SEXTA – 04/11). Correção: A citação feita ao blog do Marcos Valério, trata-se de uma interpretação equivocada do próprio Lucien que os participantes do podcast corrigem. Pedimos desculpas ao Marcos Valério.

CITADOS NO PODCAST

Adivinhe o que o Zeca Baleiro está dizendo? (promoção)

A coisa – the thing (trailer)

A garota que saltava no tempo (trailer)

A mosca (trailer)

A mulher do viajente do tempo (trailer)

CabulosoCast Especial da Bienal (podcast)

Faça parte do Leitor Cabuloso (post)

Eduardo Spohr na Livraria Cultura-PE

Em algum lugar do passado (trailer)

Estante Cabulosa #001 (videocast)

Fliporto 2011

Inimigo Meu (trailer)

Leitor Cabuloso fecha parceria com a Editora Underworld (post)

Narração de Guerra dos Mundos por Orson Welles (vídeo)

Raphael Draccon e Jurandir Filho do RapaduraCast na Saraiva-PE (post)

Solaris (trailer)

Terra conflito final (abertura)

LIVROS CITADOS

5 semanas em um balão do Julio Verne (ed. Melhoramentos)

1984 do George Orwell (ed. Companhia das Letras)

2001 – uma odisséia no espaço do Arthur C. Clarker (ed. Praxis Artes Grafica)

2010 – o ano em que fizemos contato do Arthur C. Clarker (ed. ?)

20.000 léguas submarinas (ed. Melhoramentos)

Admirável mundo novo do Adous Hurxley (ed. Globo)

A esposa da magia do Fritz Leiber (ed. ?)

A ilha do Dr. Moreau do H. G. Wells (ed. Livros do Brasil)

A máquina do tempo do H. G. Wells (ed. Alfaguara Brasil)

A volta ao mundo em 80 dias do Julio Verne (L&PM Editores)

As viagens de Gulliver do Jonathan Swift (ed. Penguim Companhia)

Duna do Frank Herber (ed. Aleph)

Encontro com Rama do Arthur C. Clarker (ed Aleph)

Eu, robô do Isaac Asimov (ed. ?)

Frankenstein da Mary Shelley’s (L&PM Editores)

Guerra dos mundos do H. G. Wells (ed. Alfaguara Brasil)

Histoire Comique des États et Empires de la Lune do Cyrano de Bergerac (ed. ?)

Nova atlântida do Francis Bacon (Edições 70 – Brasil)

No mundo da ficção científica do Isaac Asmiv (ed. ?)

O despertar dos Deuses do Isaac Asimov (ed. ?)

O fim da infância do Arthut C. Clarker (ed. Aleph)

O homem bicentenário do Isaac Asimov (ed. ?)

O homem invisível do H. G. Wells (ed. Alfaguara Brasil)

Quem está ai? (Who goes there?) do John W. Campbell (ed. ?)

Robur, o conquistador do Julio Verne (ed. Livros do Brasil)

Somnium do Johannes Kepler (ed. ?)

Steampunk – histórias de um passado extraordinário (Tarja Editoral)

There will be time do Poul Anderson (ed. ?)

Too many magicians do Randall Garrett (ed. Argonautas)

Da terra a Lua (Livro que foi citado no programa como Viagem à Lua) do Julio Verne (ed. Melhoramentos)

Viagem ao centro da terra do Julio Verne (L&PM Editores)

COMPRE LIVROS NA LIVRARIA CULTURA

Compre os livros citados através do link da Livraria Cultura abaixo:

AUTORES CITADOS

Alexandre Dumas

Edgar Allan Poe

Lord Byron

Percy Shelley’s

Robert A. Heinlein

Victor Hugo

PROMOÇÃO EXCLUSIVA PARA OUVINTES DO CABULOSOCAST

RT Ouvi o @cabulosocast e ganharei Nós, Robôs da @Ed_Pensamento e Blade Runner http://migre.me/61FQu

(Para aqueles que ouviram o programa a Editora Cultrix é selo da Editora Pensamento)

PARTICIPARAM DESTE PODCAST

ASSINE NOSSO FEED

Assine nosso feed clicando AQUI.

QUER ENVIAR UM E-MAIL?

Quer enviar um e-mail comentando algo que ouviu no programa? Quer enviar um link ou algum material que complemente as informações do podcast? Escreva para cabulosocast@leitorcabuloso.com.br

QUER DEIXAR UM RECADO DE VOZ?

Mande seus recados de voz para o nosso CabulosoCast deixando sua mensagem na nossa secretária eletrônica do GTalk! É só ligar para cabulosocast@gmail.com

ATENÇÃO!

Para ouvir basta apertar o botão PLAY abaixo ou clique em DOWNLOAD (clique com o botão direito do mouse no link e escolha a opção Salvar Destino Como para salvar o episódio no seu pc). Bom episódio para vocês!

VERSÃO EM ZIP

Para baixar a versão em zipada clique aqui, em seguida cole o link de download e clique na opção convert file.

Para fazer o Download do episódio clique aqui.

  • Rita Souza

    adorei o podcast e ñ vejo a hora de ver a parte 2,vcs são demais agora vou comentar todos o seus post,e ve se me mandam um alô no proximo podcast…
    ps:vcs tinham mesmo q citar CREPUSCULO??

  • Eu e o Carlos Relva nos divertimos muito durante as gravações desse episódio.

    O papo que rolou entre a gente e dupla dinâmica Serena (gosto de te ouvir sempre) e Lucien (pare de implicar com sua irmã, seu cabuloso!) foi tão longo que rendeu material pra mais de dois programas 🙂

    E parabéns, Lucien, pela fantástica edição, ficou muito bom, coisa de profissional… um dia chegaremos lá 🙂

    Aguardo satisfeito a segunda parte desse nosso gostoso papo, certo de que será bem feito como sempre 🙂

    Abração,
    Paulo Elache (host do PodEspecular Podcast)
    http://podespecular.com.br/podcast/
    http://itunes.apple.com/br/podcast/id439523843
    http://twitter.com/podespecular

    • Paulo,

      “Um dia chegaremos lá?” Que é isso! Deixe de bobagem, pois você é um editor fantástico de podcast e podespecular é um podcast fodástico! Foi uma honra tê-los em nosso programa e com certeza haverá outros convites!

      Agradeço do fundo do coração a participação de vocês, se o programa ficou bom foi por causa de vocês.

      Abraços.

      • Vamos parar com essa modéstia toda! Vocês dois são ótimos editores de podcasts! Você, Paulo, é um editor espetacular! E você, Lucien, um editor fodástico!

        Rita, quanto à Crepúsculo eu não li o livro, só assisti o primeiro filme. Mas não gostei também. O problema é que Stephanie Mayer alterou muito o conceito de vampiros, corrompendo sua mítica. Ela alterou muito o que foi construído até hoje sobre o universo vampírico.

        Outro problema, claro, para eu não gostar de Crepúsculo é simplesmente porque não sou o público-alvo, oras! 🙂

        Um grande abraço a todos,
        Carlos Relva
        http://carlosrelva.wordpress.com
        http://www.carlosrelva.blogspot.com
        http://twitter.com/carlosrelva

  • Adorei o debate de vocês sobre Ficção Científica. Acabei descobrindo coisas que não conhecia sobre o assunto.

    Abraços!

  • Ola
    Cara não vou mais mandar beijos,muito menos elogiar o Lucien, não quero ficar na mira da Xitara!!rsrsrssrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs
    Eu sempre amei ficção cient´fica e vi que não conheço quase nada, pois foi um podcast que aprendi muito!!!Normalmente antes desta minha compulsão em ler livros eu assisti muito filmes e seriados sobre o gênero. Enfim senti falta do livro Eu sou o número quatro, que amei ler este livro(ficção científica) e o filme foi muito bem adaptado(minha opinião,já que alguns odiaram o filme). Confesso, sinceramente eu não gosto de Starwars(eu tentei), eu gsto e muito de Jornada nas estrelas, capitão Kirk e Embaixador Spok sou fã. Eu sempre tive vontade de ler Viagem ao centro da terra do julio Verne eu amei o filme e tenho certeza que o livro deve ser muito melhor!!!Agora outros citados não conhecia e fiquei super curiosa, portanto vou procurar saber mais. Eu amo este gênero, gosto desde criança(criança problema que gostava de saber sobre aliens!!rsrsrsr). Serena eu tb assisto várias vezes Guerra dos mundos!!!o filme é muito massa!!!!!eu amo as trilhas sonoras dos filmes e seriados de ficção científica!!(menos o do macaco, acho brega)
    Bjos!!!!

    P.S. Não gostei deste desdém sobre Crepúsculo, quem trata a obra assim é porque não leu e só conhece o filme pq o vampiro brilha,não pode falar da obra se não conhece #milafeelings!!! Mas respeito quem não gosta e já leu a obra como a Monique, que leu e não gostou!!mas se leram(acho difícil) desconsiderem este P.S.

    • Dany,

      Muito obrigado pelo comentário. Como foi um podcast focado na história da ficção científica as indicações de livros foram espontâneas e como não li “Eu sou o número quatro” nem me veio a mente, mas já assisti ao filme e não achei tão ruim quanto dizem, é um bom “sessão da tarde”. 🙂

      Nâo leve tão a sério assim a brincadeira no final sobre crepúsculo, você sabe que nosso programa sempre tem essa piada no final foi um comentário que ocorreu e parou por ali mesmo. Você sabe que li e que gostei da obra. Não perca o bom humor por uma piada.

      Abraços.

    • Que bom que você gostou do episódio, Danielly, mérito do Lucien como host – pela idéia do programa e do formato – e como editor – ao cortar muitas besteiras que falamos durante as gravações 🙂

      P.S.1: Como não li (ainda) o “Eu sou o Número 4” de James Frey e Jobie Hughes – que juntos formam o pseudônimo “Pittacus Lore” 🙂 – nem me lembrei de comentá-lo (o que não seria correto, né?). Mas está na minha PLL (Pilha de Livros à Ler), depois do Gary Shteyngart (“Uma história de amor real e supertriste” da Editora Rocco), do Scott Westerfeld (autor das séries “Feios”, “Peeps” e “Midnighters”) e do Karl Schroeder (autor canadense de FC dos livros “Lady of Mazes”, “Permanence” e da fantástica saga “Virga”).

      P.S.2: Que trilha sonora brega é essa que você mencionou “do macaco”?

      P.S.3: E, finalmente, li “Crepúsculo” de Stephenie Meyer e não gostei, não pelos vampiros heterodoxamente brilharem (esse é o menor dos problemas) ao sol, em vez de se volatilizarem em extrema agonia. Acho que variações na mitologia vampiresca são legais e válidas, por exemplo o “Kaori – Perfume de Vampira” de Giulia Moon (Giz Editorial), ou o “homo sapiens vampiris” Jukka Sarasti do livro “Blindsight” de Peter Watts, premiado com o “Hugo Award 2007” de Melhor Novela.
      Simplesmente não curto mais esse tema “vampiresco”, que fica pior ainda na versão romântica.
      Do mesmo modo, não gostaria de ler um livro sobre um zumbi apaixonado 🙂

      Mas a Stephenie Meyer escreve bem e a prova disso, no quesito Ficção Científica, é o livro “A Hospedeira”, único dela nesse gênero e muito subestimado pelos fãs de “Crepúsculo”, o que é uma pena.

      Por isso peço aos que não gostaram de nossa brincadeira ao final do cast, que sejam fãs “críticos” e não “xiitas”, pois essa atitute os afastará de outras boas obras.

      Gosto muito dos escritos de Arthur C. Clarke, mas ele já escreveu muita porcaria no fim da vida e nem por isso deixarei de recomendá-lo “de olhos fechados” 🙂

      Abraço,
      Paulo Elache (host do PodEspecular Podcast)
      http://podespecular.com.br/podcast/
      http://itunes.apple.com/br/podcast/id439523843
      http://twitter.com/podespecular

      • Paulo,

        Acho que o tal “macaco” não seria a série Planeta dos Macacos? E não sabia que o autor de Eu sou o número 4 é um pseudônimo de dois outros autores O_O estou abismado com o seu conhecimento. Cada livro que você citou no programa também foi para minha PLL.

        Mais uma vez, muitíssimo obrigado pelo sua colaboração até aqui nos comentários.

        Abraços.

  • Oi! Achei o podcast muito informativo! Além de interessante, lógico! Não conheço a maior parte das obras citadas e, consequentemente, não sabia que eram ficções científicas! Mas as explicações de vocês ajudaram a esclarecer bastante algumas coisas, embora por uma das teorias citadas, Star Wars não pertenceria a este gênero (fiquei chocada, admito!) Espero pelo próximo podcast para me informar mais. =)

    Beijos.

    PS: Medo da Shitara. Nunca mais elogio o Lucien, tenho amor a minha vida! rsrsrsrss

    • Monique,

      Acho que o papel deste podcast era fazer com que as pessoas que não gostam de ficção científica compreender o melhor este subgênero da literatura. E espero que tenha ficado claro, pelo que o Paulo falou, o porquê de Star Wars não se considerado ficção científica.

      Abraços.

      • Na verdade, esse é um assunto muito polêmico. Já vi várias discussões onde uns defendem que Star Wars é ficção científica e outros defendem que não.

        Na minha opinião, a na do Paulo também, não é ficção científica. Tudo bem, tem vários elementos da ficção científica: robôs, naves espaciais, alienígenas, hiperespaço. Mas como Paulo deixou bem claro, tirando esses elementos a história continua existindo tranquilamente. O que não aconteceria com Star Trek, por exemplo.

        Vou explicar melhor: a trama de Star Wars poderia se passar facilmente na idade média. No lugar de ser uma saga galáctica, seria uma saga com cavaleiros medievais. Luke Skywalker seria um jovem fazendeiro, ou escravo, ou escudeiro do Ben Kenobi e Darth Vader um sinistro cavaleiro em sua fortaleza, que capturou a princesa Leia. Então Luke, descobrindo sua missão heroica, junta-se a outros cavaleiros para salvar a princesa e destruir a terrível fortaleza negra.

        E por aí vai…

        Um grande abraço,
        Carlos Relva
        http://carlosrelva.wordpress.com
        http://www.carlosrelva.blogspot.com
        http://twitter.com/carlosrelva

        • Carlos,

          Putz! É verdade, mesmo ouvido a construção do raciocínio do Paulo no programa, com o seu exemplo mais extendido compreendi o efeito sobre a trama do Star Wars. Como é enriquecedor gravar com pessoas inteligentes.

          Abraços.

      • Ficou sim! Mas continuo chocada! rsrsrsrs

  • Carlos, ficou bem claro! A explicação foi ótima, só fiquei chocada, só isso! rsrsr Mas deu para entender perfeitamente.

    Obrigada.

  • Olha lá, primeira vez que comento aqui. E venho para elogiar esse cast, com a presença dos “especialistas” do PodEspecular (ou, como diria Diogo Braga do MRG: PodESPETACULAR :D). Além de rasgar os elogios de praxe, quero confirmar as sugestões de leitura, todas elas excelentes (tenho várias delas na minha estante):
    – O Fim Da Infância
    – Os Próprios Deuses (ou, como era publicado antes, O Despertar Dos Deuses)
    – Guerra Dos Mundos
    – Admirável Mundo Novo
    – 1984

    Todos excelentes e obrigatórias leituras (apesar de alguns deles não serem necessariamente Ficção Científica, como “1984” e “Admirável”). Ainda estou devendo ler o 2001, mas o ritmo lento do filme meio que me espanta do livro, mas um dia ainda pego para ler 🙂

    E fico aguardando pela parte 2 🙂

    • Márcio,

      Obrigado e sem sombra de dúvida a participação do pessoal do PodEspetacular, foi simplesmente Espetacular! Nos divertimos muito durante a gravação e eu continuei a me divertir editando o programa. Sem sombra de dúvida foi o podcast que mais gostei de editar.

      Sobre a indicação dos livros, 2001 vai para a minha lista de livros a comprar, mas sou muito reticente em lê-lo acho que o trauma do filme. Não sabia que O Despertar dos Deuses havia mudado de nome, vou atulizar o post caso alguém deseje adquirir o livro.

      Muito obrigado pelo comentário.

      Abraços.

      • Se o autor escreveu tão bem 2001 quanto O Fim Da Infância, então deve ser mesmo bom. Mas realmente, o filme é um “espanta curiosos”, se você não embarcar na trama.

        E sim, no próprio prefácio do “Os Próprios Deuses” tem uma explicação da mudança de nome (que agora é nada mais nada menos que a tradução do nome original, The Gods Themselves, que vem a ser o nome da Parte II do livro)

        • Márcio,

          Poxa que bacana essa preocupação da editora em esta “singela” explicação no próprio prefácio da obra! Muito obrigado pela colaboração. Ah! E a segunda parte sairá possivelmente na segunda-feira (14/11).

          Já está participando da nosso promoção?

          Obrigado por mais este comentário relevante.

          Abraços.

  • Rod

    Olá pessoal do Cabulosocast, estava devendo este comentário. Demorei a ouvir mas terminei! Parabéns pela discussão confesso que ficou assaz interressante da metade para frente qdo entraram no assunto a braçadas.
    Uma pergunta ao Paulo, o que faz o Clube de Leitores de Ficção Científica do Brasil? Vocês se reúnem, discutem via lista de email, pesquisam algum tema? Ele citou isso no cast fiquei interessado pois já ouvi falar algmas vezes mas não faço idéia de suas atividades.
    A Serena ficou muda nesse episódio, pq será hein ahahah
    Só cuidado ai nas vírgulas eletronicas q tavam altas em relação ao áudio.
    Tomara que a parte 2 seja tão boa qto a primeira.
    Pra terminar, F&C é o meu assunto favorito. Abç a todos!

    • Rod,

      Peço desculpas se a “vírgula eletrônica” estava alta, pois ouço de três aparelhos diferentes antes de por no ar! Tomarei cuidado com as próximas.

      A Serena não estava muda, ela só está pensativa 🙂 Esse podcast oi feito com o intuito de chamar atenção das pessoas que não gostam de ficção cienífica e, obviamente, para aqueles que gostam aprenderem mais sobre a própria FC.

      Espero realmente que goste da parte 2 ela sairá na sexta-feira (sem falta)! Ou não me chamo Lucien o Bibliotecário Barros do Nascimento.

      Não se preocupe quanto a demora para comentar adoramos receber e responder aos seus comentários.

      Muito obrigado por comentar! Muito Obrigado mesmo!

      Abraços.

  • Pingback: Podcast#06 – Rhodan, Perry Rhodan « PodEspecular Podcast()

  • Pingback: LEITOR CABULOSO » PODCAST: CABULOSOCAST #21b – HISTÓRIA DA FICÇÃO CIENTÍFICA()

  • Pingback: LEITOR CABULOSO » PODCAST: O CABULOSOCAST ATINGIU 5.000 DOWNLOADS!()

  • Pingback: Cabulosocast « todososcasts()

  • Jonas

    Bem legal o podcast, primeiro episódio que ouvi, mas ouvirei outros.

    Gosto de ficção científica, mas não li nem metade doque deveria para dizer que conheço bastante, mas gosto. Particularmente fiquei bastante interessado Somnium do Johannes Kepler, porque estou lendo uma revista sobre a vida dele, bem interessante.

    Parabéns pelo podcast, e gostei bastante da participação do pessoal do podespe(ta)cular (ouvirei também). =)

    • Jonas,

      Ouça mesmo o PodEspecular tenho certeza que você não irá se arrepender. E que bacana que o programa tenha lhe aparecido exatamente no momento em que está lendo sobre Kepler.

      E ouça sim nossos outros episódios.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

  • Pingback: LEITOR CABULOSO » MELHORES DO ANO 2011()

  • João Batista Dutra Camargo

    Pra quem curte o assunto, já vi vários comentários sobre isso, recomendo esse post que esclarece pontos polêmicos: http://maxiverso.com.br/blog/2016/01/26/star-wars-e-ficcao-cientifica-sim/