RESENHA: “LUA AZUL” DA ALYSON NOËL

7
Capa de “LUA AZUL”

Ever é agora uma imortal. Iniciada nesse mundo desconhecido e sedutor por seu eterno amado, Damen, ela está empenhada em conhecer e dominar suas novas habilidades, mas algo terrível começa a acontecer. Acometido por uma doença misteriosa que ameaça, inclusive, sua memória, Damen não percebe que seus poderes se estão esvaindo – enquanto Ever se sente cada vez mais forte.

Desesperada para salvá-lo, ela viaja até a dimensão mística de Summerland, onde não apenas toma conhecimento da misteriosa história de Damen, brutal e torturante, mas também tem acesso aos segredos que regem o Tempo.

Com a lua azul que se aproxima, anunciando uma oportunidade única de se projetar para o passado ou para o futuro, Ever é forçada a decidir entre voltar no tempo e impedir o acidente que tirou a vida de toda a sua família ou ficar no presente e salvar Damen, que parece definhar a cada dia.

Olá Ouvintes Leitores! Venho com mais uma resenha, de um livro, um tanto rejeitado por nossos leitores, pois, na Dica de Leitura que fiz, vi alguns comentários dizendo que se decepcionaram um pouco com “LUA AZUL” da Alyson Noël. Confesso que também não fui com muita sede ao pote neste segundo livro da série os “OS IMORTAIS”, uma vez que não gostei tanto assim da leitura de “PARA SEMPRE”, mas, sua continuação, realmente me surpreendeu um pouco.

E querem saber o porquê? A história seguiu uma linha bem mais interessante que a primeira, já que neste livro não nos detemos tanto nas paranoias adolescentes da Ever. Agora ela sendo imortal, como seu namorado Damon, ficamos focados um pouco mais no romance, que parece nunca dar certo e no mistérioso novo aluno que surge para tornar a vida da nossa protagonista um verdadeiro inferno astral.

Ramon é tudo que uma jovem mais deseja, lindo, gentil e romântico, no entanto, Ever não consegue confiar nele, ainda que seus dois amigos, Haven e Miles e seu próprio namorado não ver nada de mais no novo carinha descolado da escola.

Mas é claro que a Ever não pensa o mesmo e sabe que existe alguma coisa de errado com ele. E por coincidência, após a sua chegada e aproximação, Damon começa a agir estranho e não se sentir bem. O que Ever pode fazer? Ela tem certeza que Ramon tem alguma coisa a ver com isso, mas ninguém acredita, já que para todos, ele é alguém acima de qualquer suspeita, ou melhor, ele se faz acima de qualquer suspeita.

Nesta tentativa em descobrir o que está acontecendo com Damon, nossa heroína também encontra uma possibilidade de voltar no passado e tentar salvar sua família do fatídico acidente que os matou, porem, se tentar concertar tudo o que já aconteceu, será como se nunca tivesse conhecido o seu belo amado imortal. E agora?  Devolver uma nova oportunidade para seus entes queridos ou salvar seu grande amor da morte certa?

Ou seja, em “LUA AZUL”, tudo se resume como a própria Ever diz em um dilema, “ficar com o amor da minha vida ou salvar quatro vidas que nunca deveriam ter chegado ao fim?”.

Foi esta dualidade que tornou para mim, os segundo livro da série “OS IMORTAIS” mais interessante que seu antecessor. As dúvidas da Ever, eram também as minhas. E afinal, quem escolher?

Confesso que não teria feito uma escolha diferente da que a Ever fez, apesar de saber que não era a melhor, mas Damon não é lá um personagem tão cativante assim, achei o seu rival, que não parava de dar em cima da protagonista, bem mais interessante. E venhamos e convenhamos, o Damon nunca consegue resolver nada e nem percebe nada, omissão deveria ser seu sobrenome. Ele na realidade assemelhar-se a uma princesa que necessita ser resgatada da torre. E a Ever sempre resolve, ou não, tudo sozinha no final das contas, embora as escolhas não forem sempre tão acertadas assim.

Outro ponto positivo da história foi à ausência das irritantes gírias que o primeiro livro da série possuía e que neste volume não apareceu. Ufa, um alívio. Ponto positivo para ele!

Mas finalmente o que me surpreende nos livros da Alyson Noël, não é tanto a sua história, mais sim a sua narrativa. Ela realmente consegue me prender em cada página e não soltar até que eu tenha devorado a ultima folha, mesmo a Ever fazendo tudo que não deveria ter feito, e tendo plena consciência disso, é uma leitura bem fluida e gostosa de acompanhar. E o final conseguiu arrebatar imensamente minha curiosidade e não vejo a hora de ler “TERRA DE SOMBRAS”.

Será que a Ever vai resolver o problema de…..ops, não posso contar, se não é spoolers e que venha o terceiro livro da série!

Espero que tenham gostado de resenha e não se esqueçam de comentar!

NOTA:

Avaliação: “LEITURA FODA!!!”
  • Foi bem aí que a Alyson Noël perdeu uma leitora.

    QUE FINAL MAIS FDPRETREDOER
    VAI RPEOEDKDDH PQPPPPPPRRRRR
    A EVER É UMA MSIKFJKSFKRBERGGFJFWSO

    inspira… expira… -.- Relaxei…

    Bom, agora tô zen…

    Sem mais comentários sobre esse livro…

    kkkkkkkkkkkkkkkk

  • Juliana Lindgri

    Eu simplesmente o-d-i-e-i esse livro.
    A ever me deu tanta raiva que li Terra de sombras só para ver se ela tomava vergonha nessa cara de pau dela e devo dizer que fui meio infeliz em ter feito isso…
    Alyson Noël está estendendo a burrice da Ever por tempo demais!
    adorei a resenha viu!?

  • Ola!!
    Serena sua resenha é muito boa, mas ainda não gostei de Lua Azul. Eu,diferente de vc, amei Para sempre, tanto que me desesperei atras de Lua Azul, só que me decepcionou, não sei se foi a espectativa ou o livro ser tão místico que não gostei. Enfim depois de sua resenha resolvi “talvez” dar uma chance pra Terra das Sombras, afinal as capas são LINDAS!!!!
    Bjos!!!

    • Acho que minha sorte por ter gostado de livro, foi que não fui com muita expectativa para ler Lua Azul!
      Mas confesso que gosto bastante da narrativa de Alyson Noel!
      Cheiros da Serena!