RESENHA: “A MALDIÇÃO DO LOBISOMEM” DA ESCRITORA SHANNON DELANY

2
Capa de “A MALDIÇÃO DO LOBISOMEM”

Olá Ouvintes Leitores! Vinha ha um bom tempo paquerando “A MALDIÇÃO DO LOBISOMEM” da escritora Shannon Delany. Quando peguei o livro para compra-lo, pensei “será que esta é a história de lobos que vai me fascinar”?

Vocês podem me perguntar, Serena e “CALAFRIO” da Maggie Stiefvater, não agradou? Se agradou? Claro, a história e linda, sensível e envolvente. Mas não era a história de lobos que eu estava imaginando, ou seja, ela não era a minha história de lobos.

E foi com a intenção de achar meu livro com estas fascinantes criaturas que peguei “A MALDIÇÃO DO LOBSOMEN”, fui para o caixa, paguei e levei para casa. Simples assim.

Antes de continuar a resenha que tal a sinopse para vocês saberem do que estou falando, ou melhor, vocês podem também dar uma olhadinha da “DICA DE LEITURA da semana passada.

Descubra o que os lobisomens podem oferecer e apaixone-se também!

Jéssica é uma garota inteligente e esperta, porém, disposta a dissimular os seus sentimentos mais reais. Este mundo de mentiras está prestes a acabar com a chegada de Pietr Rusakova.
Ela é atraída pelo misterioso (e sexy) forasteiro. Aquele olhar… pode atravessá-la como uma flecha! Ele é muito mais que um rosto perfeito, Pietr é perigoso e tem muitos segredos.
O que Jéssica não imagina é que aos 13 anos os Rusakova recebem uma sentença. Se uma transformação a qual estão destinados ocorrer eles terão uma vida curta, mas repleta de aventuras, onde as ligações afetivas tornam-se mais intensas e arriscadas. Uma corrida contra o relógio. Bem diferente da vida que ela imaginou…
Metade homem, metade monstro. Pietr levará Jéssica a um novo mundo onde heroínas e lobisomens se apaixonam em uma história cheia de reviravoltas.

A série 13 to Life irá levá-lo a um mundo onde heroínas e lobisomens vivem uma intensa história de amor, aventuras e suspense.

Quando cheguei ao meu quarto, o coloquei na pilha dos livros para ler, pois como tinha acabado de saborear um romance sobrenatural era a vez de ler um de aventura, porém não resiste e comecei a devorar o primeiro livro da série “13 TO LIFE” lançado pela Editora Universo dos Livros.

Foi uma leitura bastante rápida, já que a autora é bem competente em prender o leitor durante sua narrativa, no entanto, foi uma experiência de altos e baixos. O que eu quero dizer com isso, “A MALDIÇÃO DO LOBISOMEM” começa muito bem. Gostei bastante da nossa protagonista, que no início parece ser bem centrada e madura e até irônica em certas partes. Já nosso querido Pietr Rusukova, sim temos um lobisomem russo aqui, é bem cativante e deixa agente apaixonada logo de cara, além de ser uma fera  a moda antiga, que saudosamente se transforma em plena lua cheia.

O final também é envolvente e deixa agente louca para ter o segundo em mãos. Mas leitores, perceberam que pulei o meio do livro? Inicio dez e final idem. Agora, a parte entre os primeiro capítulo e o último é que me desagradou um pouco. A Jessica do início e do final não parece ser a mesma durante certos pontos da narrativa. A autora parece ter ser perdido em algumas lacunas da história.

Por isso, quando você pensa que Jessica terá uma atitude madura em relação aos seus sentimentos por Piet, ela joga o lindo lobo para os braços da pseud melhor amiga que passou por um acidente e ficou interessada no cara, mas nossa personagem principal também acaba de perder a mãe e o nosso lindo lobisomem russo está realmente afim da nossa heroína e o sentimento é recíproco. Cadê nossa protagonista madura e centrada? Isso realmente me irritou durante a história, já que Jessica fica mentindo para si mesma o amor que sente por Piet. E quando ela começa a mentir, a coisa não para, a mulher vira uma metralhadora de mentiras. Ela não escolhe sexo, raça, cor ou idade. Não que ela faça isso com más intenções, ela apenas tenta remediar o sofrimento da amiga traumatizada e esconder os próprios. Mais bem que teve horas que eu esperava que ela mandasse a amiga para bem longe e ficasse logo com o nosso gostoso lobisomem.

Porém, foi isso que definitivamente me prendeu a chegar ao final da história, pois a demora no desenrolar do casal principal, não gosto quando os amantes ficam juntos logo no início da trama, é que me fez devorar o livro em poucos dias, além de saber como Jessica ia resolver o assunto com a nova convertida amiga, salvar o lobo, saber seus segredos e ter um final feliz.  São questões de mais para apenas algumas míseras e últimas páginas, que claro não foram respondidas neste volume, e sim remediadas para o segundo livro da série, deixando o leitor ansioso pela vinda de “SECRETS AND SHADOWS”.

Agora, vocês finalmente podem me perguntar, Serena esta foi sua história de lobisomens? Não, infelizmente esta ainda não foi ainda minha história de lobos, mas ela cumpre muito bem sua função em contar um bom romance de fantasia com pinceladas de aventura e mistério, por isso, recomendo sim, para os nossos ouvintes leitores “A MALDIÇÃO DO LOBISOMEM“. Uma boa leitura a todos.

  • Flávia Santos

    É…
    Não vou dizer que estou surpresa com a tua opinião. Acho que teria tido a mesma…
    Na real, na real, acho que tenho algo contra essas mocinhas de livros que saem o tempo todo agora: vivem uma vidinha perfeitinha e/ou medíocre e, do nada, um cara seduramente misterioso aparece na vida dela pra fazer ela se meter em mil perigos só pra no final, eles ficarem juntos.
    Claro, dependendo da historia (e do meu estado de espirito) gosto bastante desse tipo de livro! Não a toa tenho unas quantos da Meg Cabott e ganhei “Halo” de presente (adorei ter ganho, porque, me perdoe, mas eu não teria cara-de-pau de entrar na Saraiva pra comprar).
    Acho que não lerei, a não ser que me deem ou me emprestem…
    Desculpa Serena…
    Adorei tua critica, só não gostei mesmo foi do livro…

    Abraços pra ti!